Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Goodbye Deponia - O final de uma incrível saga

Pois é pessoal, hoje vou falar finalmente sobre o jogo que fecha a trilogia de jogos que se iniciou em Deponia e ganhou continuidade em Chaos in Deponia. E no caso Goodbye Deponia é o último capítulo da trilogia e o jogo que dá uma conclusão à história do malandro Rufus e sua amada Goal.
O jogo apresenta a história de Deponia, um mundo que é um verdadeiro lixão, no entanto as pessoas de classe social alta vivem em uma cidade voadora chamada Elysium, onde um rapaz chamado Rufus tentar incansavelmente alcançar. Simultaneamente uma organização poderosa chamada Organon tenta destruir Deponia e assim boatos sobre o fim começam a ser espalhados. Rufus precisa detê-la, mas ao mesmo tempo um problema surge, a sua namorada Goal desaparece e ele precisa encontrá-la. Isso faz com que ele tenha três problemas para serem resolvidos. Destruir Organon, encontrar Goal, e ir para Deponia, mas isso é uma verdadeira corrida contra o tempo, o que faz com que o herói se clone, fazendo existir assim três Rufus.

O jogo continua uma verdadeira loucura, com um humor muito escrachado e coisas completamente inusitadas, foram muitas as vezes que soltei uma alta gargalhada com as situações completamente absurdas. Além também de adicionar piadinhas mais leves, porém não menos gostosas de serem ouvidas. Acontecem coisas como por exemplo, o Rufus ficar pendurado em um lugar, prestes a morrer com um inimigo do lado dele, e então do nada surge um fã, até o próprio Rufus fica surpreso com a situação inesperada, bem ao estilo "Mas que porra é essa?" hahahaha. Ou quando o mesmo se hospeda em um hotel e liga para o serviço de quarto pedindo toalhas limpas e o atendente diz "Toalhas limpas? Ligou para o hotel errado!" é simplesmente hilário a naturalidade que os personagens falam coisas completamente absurdas.

A jogabilidade também teve sua inovação, como agora são três Rufus, você tem o controle sobre três personagens em situações diferentes, graças a isso em certos momentos você pode modificar para outro Rufus e resolver o problema dele, sendo que resolver o problema de um pode influenciar no problema do outro, dessa forma você tem que mudar de personagem sempre, e você achando que somente GTA 5 podia fazer isso, ein? =D

Quanto a sons, música e arte, as coisas continuam iguais aos anteriores, ou seja magnífico, a equipe que criou a saga Deponia realmente tem alma de artistas, pois tudo é feito com um cuidado tão bonito de se ver, que você se sente arrepiado em alguns momentos, Goodbye Deponia te faz sentir como se estivesse assistindo a um desenho animado e lembra bastante adventures antigos.

Enfim, fica aí uma opção bem interessante, mas recomendo que antes de jogar esse, confira os outros jogos da série, cada um tem o seu estilo próprio com mecânicas interessantes, certamente quem gosta de jogos point and click vai se apaixonar imediatamente. O único problema do jogo é não ter legendas em português, o que acaba fazendo com que ele se torne inacessível para aqueles que não dominam a língua. O jogo está disponível na steam e ainda tem o Deponia Trilogy, que reúne os três jogos de Deponia.
Viram que trailer mais estiloso? Hahahahaha

2 comentários:

Aline Costa disse...

Ufa, finalmente uma pessoa que fala português comentando sobre esse jogo haha Sempre quis conversar sobre ele na língua pátria, mas nunca achei oportunidade. Mas bem, vamos lá...Meu caro, tenho que discordar dos seus comentários sobre Goodbye Deponia. E não é porque eu sou uma troll atoa na vida que é hater e tem uma necessidade estúpida de estragar as reviews dos outros. É só para informar os seus leitores sobre o outro lado da moeda.
Até então a série Deponia tinha sido muito bem desenvolvida, só que nesse último jogo erraram feio a mão em várias coisas. A June sendo vendida como um macaco foi a coisa mais racista que eu já vi em um jogo (que tem o intuito de entreter então deve ser por isso que as pessoas desconsideram, mas eu não desconsiderei, fiquei extremamente triste), sem contar as piadinhas sobre mulheres revolucionárias do Rufus e aquela cena bizarra daquele obviamente pedófilo dentro da van em que o Rufus pega um "imprinting" do pênis dele.
Claro que tiveram algumas cenas legais como a homenagem no bar a aquele jogo clássico da infância, a música que tocava em frente ao campo dos revolucionários e as pidinhas do hotel que é a parte mais bacana de jogar.
Fazendo um balanço geral, Goodbye Deponia pra mim fracassou horrivelmente para o final de uma saga. E pensando bem, talvez o Rufus merecia mesmo aquele final.

Skywalkerpg disse...

São gostos e gostos hehehe, seja bem vinda e não se preocupe em dar a sua opinião, pessoas educadas sempre podem falar o que quiserem, então nem precisava explicar que não é uma troll e bla bla bla, já dá pra notar. Normalmente os comentários negativos são mais "SEU FILHO DA PUTA BLA BLA BLA BLA ò__ò!" kkk, enfim, é bom mesmo deixar aqui uma outra visão do jogo, deixa os leitores mais informados sobre uma outra maneira de ver as coisas.