Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Como Goldeneye 007 revolucionou os jogos de tiro!

Há centenas de jogos no mercado hoje em dia. Existem três consoles principais (Wii, Xbox 360 e PlayStation 3) e a nova geração chegando. Nessas três plataformas, você encontra uma enormidade de gêneros: jogos de tiro, jogos de estratégia e até mesmo jogos de poker.
Contudo, em 1997 as coisas não eram assim. Os computadores eram responsáveis basicamente por dois tipos de games: os de estratégia (simulação, como Sim City, ou de batalhas, como Command & Conquer) e de tiro (Doom e derivados, como Duke Nukem). Nos video-games a coisa era bem diferente. Reinavam absolutos os jogos de plataforma (Sonic, Mario, Mega Man, Contra e etc). Não havia, por assim dizer, um título de um game de tiro que cativasse suficientemente o público.

Foi aí que a Rare e a Nintendo entraram na parada. O Nintendo 64 era, de longe, o console mais potente da época. Com efeito, por mais que sua mídia (os cartuchos) não pudessem armazenar tantos dados (como filmes em CGI, presentes a granel em títulos do concorrente PlayStation, como em Resident  Evil), havia uma compensação em termos de capacidade gráfica. E isso seria mais do que essencial para um jogo de tiro de sucesso. Vejamos então o porquê de Goldeneye 007 ter revolucionado o mercado de consoles no gênero – e suas “crias”.

a) Gráficos mais limpos

A grande diferença dos jogos em 3D do Nintendo 64 para o PlayStation da Sony era a fluidez gráfica dos games da empresa de Mario. Enquanto no PSX havia a constante presença de pixels, estes raramente estavam presentes na materialização de coisas e personagens do Nintendo 64. Poderiam não haver muitos detalhes; mas os gráficos eram suaves e contínuos.

b) História Cativante

Por se tratar de um game baseado num filme (homônimo, de 1995), o game não precisou de muito tratamento quanto ao roteiro (algo que era bastante incomum nos anos 1990, diga-se de passagem). Assim, o roteiro hollywoodiano acabou por facilmente cativar o público (que até hoje lembra de passagens clássicas, como na fase Statue, na qual descobre-se – como no filme – que o vilão Janus na verdade é 006, dado como morto na primeira missão do jogo).

c) A presença de objetivos

Uma das principais diferenças de Goldeneye para os outros jogos de tiro da época era a presença de objetivos nas missões (como um agente secreto de fato teria). Por conseguinte, não bastava chegar ao final da fase: era necessário chegar ao final da fase E cumprir dados objetivos, como tirar fotos, contactar pessoas e etc.

d) Multiplayer

Deixamos o mais importante por último. Quem não se lembra de se juntar com os amigos para uma partida de Goldeneye? E não valia olhar na tela do amigo! Talvez essa tenha sido a gênese do conceito empregado em Counter Strike, Call of Duty e outros “filhos” da década de 2000.

Goldeneye tem muitos anos. Contudo, continua sendo um jogo plenamente divertido nos dias atuais – dada sua complexidade e introdução de conceitos que são explorados a todo vapor hoje em dia.  Há a presença de objetivos em Grand Theft Auto, por exemplo – bem como o multiplayer nos jogos de tiro em primeira pessoa citados acima. Como linha mestre, um ancestral em comum que revolucionou e introduziu o FPS nos consoles. E você, chegou a jogar essa maravilha? Compartilhe aí as experiências. =)

3 comentários:

MasterShadow disse...

Melhor jogo de tiro e multiplayer que joguei em minha vida, fui até campeão em um campeonato que rolo na minha cidade no ano de 1999.

Infelizmente hoje só fazem games genéricos.

Outro que é o sucessor de Goldneye, é Perfect Dark, jogão também. Assim como Time Splitters 2 e 3 do PS2, que foi feito pela mesma equipe, ex funcionários da RARE.

Ph Moura disse...

Muito bom esse jogo mesmo. Concordo com MasterShadow. Os jogos de hoje em dia são genéricos, tantos que poucos serão lembrados, enquanto esse ficara para sempre marcado, Apesar dos gráficos serem muito bons, fizeram uma cagada e tanta na capa. Já até virou lenda da net. Prestem atenção na boca de James Bond

gabriel kanitz disse...

Um FPS que merece respeito dos gamers. E mesmo sendo um jogo antigo é muito superior a jogos do genero hoje em dia como COD, BF e Crysis.