Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Dragon Commander - Um verdadeiro simulador de reino Steampunk que vai te deixar impressionado!

Pois é pessoal, hoje vou falar sobre um jogo incrível e que sei que principalmente aqueles que gostam de jogos de estratégia e os que são fascinados por universos steampunk vão ficar igualmente animados. Estou falando de Divinity: Dragon Commander, o primeiro jogo que vi adotar uma fórmula de jogabilidade semelhante à de Starcraft 2, porém com um toque de The Battle for Middle Earth.

Nesse jogo você controla o mais jovem herdeiro de um reino caótico e em constante guerras, onde o rei foi assassinado por seus próprios filhos, ele luta por seus direitos para ser o novo imperador, porém os seus irmãos, também querem o poder e assim há uma guerra. Há muitos que te apoiam, porém os inimigos também são numerosos. Graças ao estado do reino e decisões de seus filhos, você deve provar que merece ser aquele que vai liderar tudo.

Esse é um jogo de estratégia altamente complexo que tenho que assumir que a primeira vista me assustou um pouco. Assim como em starcraft há dois cenários no jogo, o campo de batalha e a sua base, uma nave steampunk onde você pode fazer certas coisas e se preparar para a próxima batalha, porém é nesse momento em que as coisas mudam e o jogo vai muito além. Quando se está na base você não apenas vê um pouco mais da história e faz atualizações, mas sim tem que atuar como um verdadeiro rei, ou seja você tem decisões para fazer e essas decisões vão afetar o futuro de seu reinado.

Há várias raças que formam os embaixadores, você precisa ir constantemente ouvi-los e saber sua opinião sobre algumas coisas. Você deve ouvir um a um, e decidir se aprova ou não algo, e essa decisão irá fazer sua popularidade com uma raça subir ou descer, o que consequentemente fará ela dar um apoio maior ou menor. Também trará consequencias futuras, portanto você tem que saber bem como lidar com determinadas situações.

No jogo há um enorme mapa onde você deve mexer peças que simbolizam seus exércitos e fazer com que conquistem mais terras, se houver um exército inimigo na mesma terra, você entra em combate. Antes da luta começar você deve escolher a quantidade de homens que vai mandar, as vantagens que vai dar a eles e também o general que quer mandar para travar o combate, isso tudo vai aumentar ou diminuir a porcentagem de chance de vitória. Ou você mesmo pode ir em combate e enfrentar os inimigos do lugar.

Assim como há os embaixadores, há também os generais que você geralmente pode encontrar no bar do lugar e conversar com eles, assim como fazer certas decisões. Um detalhe incrível é que os personagens apresentados no jogo tem seus próprios erros e você precisa ganhar a confiança deles, porém não dá para agradar a todos e suas decisões afetarão o futuro do jogo.

O estilo adotado para Dragon Commander é o belíssimo steampunk, então apesar de ser um jogo com elementos de fantasia medieval, existe tecnologia nele e você tendo sangue real, tem uma habilidade única, a de se transformar em um dragão. Porém para liderar suas tropas a partir do céu em forma humana, você recebe um jetpack. Sendo assim mesmo quando não tem asas, fica no ar observando tudo, e essa foi uma desculpa ótima que a equipe do jogo inventou para simular que você está vendo tudo a partir dos próprios olhos do imperador. Também é o primeiro jogo de estratégia em que lembro de já ter visto o céu. É incrível poder olhar para o horizonte e ver por exemplo um outro planeta, ou o sol, nuvens passando, etc. Simplesmente muito bonito!

Durante as batalhas, caso você tenha escolhido que você mesmo lidere suas tropas, é possível se transformar em dragão e ajudá-los, só que o jetpack continua nas costas da criatura, sendo assim você pode voar em uma velocidade ainda mais alta para atingir certos lugares e a o mesmo tempo mandar grupos atacarem. Também é possível comprar novas habilidades para sua forma de dragão e melhorar suas unidades quando se volta à base.

Existe um jornal do reino que aparece ao fim de cada batalha e mostra a opinião popular sobre os acontecimentos, podendo ter revoltas ou satisfação, além de algumas vezes mostrar certas coisas engraçadas como por exemplo quando um dos generais cometeu um vacilo e eu dei uma dura nele, apareceu no jornal algo como "General é sujeito a humilhação pública. Se o imperador manda você rolar, VOCÊ ROLA!". Hahahaha, realmente é muito legal.

Enfim esse é um jogo muito bem feito que me agradou um bocado, só achei um tanto complexo, o que acho que pode acabar assustando algumas pessoas, porém mesmo assim não era de se esperar menos para algo em que você realmente assume papel de líder, é um jogo que recomendo muito e que acho que muitos aqui vão gostar, ele está disponível a venda na steam!

2 comentários:

gabriel disse...

Tem a opção de legendas em PT? ou algum patch?

Skywalkerpg disse...

Infelizmente não.