Graham Young - Um super vilão na vida real!

Sabem aqueles super vilões que na história dele, ele é fanático por algo até que começa usar essa coisa para o crime e o cara é muito bom nisso e consegue fazer coisas incríveis? Tipo o Bane? Bom, nessas histórias normalmente pensamos "blé isso não aconteceria no mundo real" mas hoje vou falar sobre um caso em que realmente algo do tipo aconteceu.

No ano de 1961 um inglês de 14 anos chamado Graham Young era um admirador da história de serial killers e também fascinado por química sendo que veneno era o que ele mais gostava e decidiu que queria começar experimentos em pessoas. Para conseguir comprar os produtos químicos ele costumava mentir dizendo ser mais velho e também falava que era para trabalho escolar, sendo assim os vendedores costumavam ceder, afinal por que o vendedor iria negar grana depois de uma explicação dessa não é? Era óbvio que o pirralho não ia fazer nada demais com aquilo.



Bom, ser amigo e parente de Graham não era exatamente uma felicidade já que foram as primeira vítimas do garoto. Inicialmente ele começou com testes pequenos, apenas fazendo o pai adoecer, mas ele queria mais Ò___Ò! E com isso resolveu expandir o experimento para a família toda envenenando diversos alimentos. Os síntomas eram dores no estômago, diarreia e vômitos constantes, até que um ano depois ele evoluiu para o primeiro assassinato, matando envenenada, a mãe de sua madrasta.

Ele continuou infernizando amigos e família sem parar até que certo dia um professor resolveu dar uma olhada em seu material escolar e achou recortes de reportagens sobre assassinos, desenhos de pessoas morrendo feitos pelo garoto e material químico. Esses itens assustaram o professor que chamou a polícia e levou o moleque em cana. Naturalmente ele não era um assassino normal e por isso foi enviado para Arkham Asylum uma clínica de segurança máxima.

Na clínica o garoto não ficou quieto não e essa é a parte que mais me impressiona, ele conseguia extrair cianeto de um arbusto de louro e naturalmente passou a envenenar todos ali presentes. Ele chegou a assassinar o seu colega de cela com veneno(velhos hábitos são difíceis de se perder não é?).

Nove anos depois ele foi considerado como completamente curado e ao sair começou a trabalhar e mostrou que conseguiu enganar direitinho os médicos pois fez nada menos que 70 vítimas porém entrou em cana depois que matou uma delas, o resultado foi uma vaga permanente onde o sol nasce quadrado e morreu por lá.

Caracas ein? Ele ia se dar bem em Gotham City provavelmente O___O'. Na cultura pop acabou se tornando famoso, sendo que em 1995 ganhou um filme baseado em sua história chamado "O livro secreto do jovem envenenador" uma banda de Metal chamada "Macabre" tem uma música chamada "Poison" que fala sobre o Young, a banda de metal alternativo "The poisoners" tirou o seu nome baseado no nome do filme, a banda japonesa Church of Misery também fez uma homenagem com uma música chamada "Taste The Pain".

Se você se interessou, pode dar uma olhada nos Arquivos dos Serial Killers para ver muitos outros malucos. Bom, por hoje é só pessoal, agora fiquem com a música Taste The Pain e ao contratarem um cozinheiro novo, lembrem-se de não escolherem os de sobrenome Young O___O

Twittem aí para seus amigos pessoal =D

Comentários

Jean_Joker disse…
Angus Young, seu argumento é invalido è.é

Esse cara ai foi um verdadeiro psicopata, um dia acho q ainda vai existir algum cientista para causar um apocalipse zumbi
Etinex'Nay disse…
HAHAHAHA Bem legal a história dele ein?! Imagina que diliça devia ser comer a comidinha e morrer em seguida? kkkkkkkkkkkkkkkk


A música é chata, mas é ritmicamente interessante...
Dark Angel disse…
Jean_Joker

Aguardando hahaha
Lucas0sama disse…
70? vei...na boa....70? O cara tinha ablidade hein
Dave Gatti disse…
Bem... dizer que 70 mortes é muita coisa, jã é exagero, isso não é nada comparado ao grande Ted Bundy, Gary Roadgway, Pedrinho Matador e dentre grandes outros serial killers. Mas tenho que admitir que esse modo de matar é bem peculiar em relação a outros Seriais, e dessa conciliação entre hobbie e doença... Esse é (na minha humilde opnião) o maior psicopata do mundo, (não pela quantidade, e sim pela qualidade e forma de matar)
Sinceramente, amo esse cara, sou fã...
Lívia disse…
Se um serial killer matar um ente querido seu, você vai chamá-lo de "grande", ou dizer que é um grande fã dele pelo modo de como ele mata? Pare de encher seu comentário de linguiça e vá fazer alguma coisa que preste.
Raccoon Guaxinim disse…
Parece o cabra do seriado Bates Motel...