Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 6 de março de 2011

Ser malvado em um jogo pode valer muito a pena!

Uma coisa que temos tendência a fazer em jogos em que se há múltiplas escolhas, é ser bonzinhos, talvez pelo fato de nos envolvermos na história e acabarmos tendo pena dos personagens, talvez por acharmos que é o correto a se fazer, ou simplesmente por acharmos que é mais fácil, que ser do bem é mais simples do que ser malvado. Normalmente quando uma pessoa procura ser do mal em um jogo, é na segunda vez que ela está jogando ele e para ver como é o final do lado do mal e alguns simplesmente nunca saberão como é ser malvado.

É uma pena como muitas pessoas perdem a oportunidade de ver as coisas de uma forma diferente, e isso principalmente em RPG's, já que hoje em dia não são apenas RPG's que tem escolha entre ser do bem ou do mal, Jedi outcast que o diga, em jogos de RPG você geralmente tem diversas opções de respostas para uma pergunta e nem todas são o que pode se chamar de algo do bem...


Para jogadores de RPG de mesa principalmente, é bem interessante ter essas opções, já que a pessoa poderá interpretar o personagem mesmo, infelizmente muita gente leva isso mais como um jogo de respostas em que a pessoa tem que marcar a opção correta, daí a pessoa analisa as opções que tem e tenta clicar na que acha que vá dar mais vantagem e ao mesmo tempo não parecer ser do mal, isso porque assim as coisas podem seguir em um rumo mais "puro" e a pessoa poderá fazer a história do "jeito certo".

Uma coisa que seria interessante para se testar fazer, de vez em quando, é tentar imaginar como é o seu personagem antes de começar o jogo, isso é, ao invés de tentar marcar as "opções certas" marcar as opções que aquele personagem escolheria, e eu não estou falando apenas de ser 100% do bem ou 100% do mal, porque infelizmente o normal de acontecer é isso, a pessoa zera a primeira vez com o personagem totalmente puro e bondoso e na segunda vez com um personagem totalmente maléfico, em que tudo é do mal pra ele Ò_Ò.

Tentar fazer um personagem com personalidade própria, pode te fazer passar por uma experiência nova de jogo, lembre-se, é apenas um jogo, se você marcar opções que se deu mal, e daí? Deixa rolar, veja como as coisas acontecem, ser um personagem maléfico pode ser algo que realmente gere situações interessantes, alguns jogos tem missões que só personagens do mal tem acesso, você poderá seguir por caminhos bem diferentes, lembrando que como eu falei antes, não estou dizendo que você tenha que ser 100% do mal, não que não possa ser também, mas não existe apenas mal e bem, pode existir um neutro, um personagem que apenas tenta se dar bem, pode existir um personagem mal que pode aceitar uma missão honrosa na tentativa de obter uma recompensa e não por querer ajudar a pessoa.

Às vezes jogar pela primeira vez um jogo e decidir ser malvado logo de cara pode trazer ótimas surpresas que seriam estragadas se você já tivesse jogado o jogo antes, sendo do bem, então é uma experiência que muitos podem gostar pra caramba mas nunca saberão por terem medo de experimentar.

Bom, é isso, apenas resolvi criar essa matéria porque pode ter algumas pessoas que nunca pararam para pensar sobre o assunto e que deveriam experimentar algum dia, você pode se surpreender com a diversão que irá sentir, não tenha medo de errar porque não é errado, você apenas está interpretando, o que importa é chegar ao final da história, e daí se você não destravou uma missão que só sendo do bem destravaria?

Pode ser que exista uma missão que só na base da maldade você conseguiria e se não existir, ao menos você usufruiu do jogo de uma forma diferente do comum e se ficar empolgado poderá zerar depois de novo e destravar a tal missão dos bonzinhos, e não me venha dizer que a ideia não pareceu no mínimo peculiar, ou vai dizer que imaginar uma criança brincando com bonequinhos só de vilões não parece bem mais interessante que a mesmice do herói? Considerem a ideia na próxima vez que forem jogar algo que te dê opções.

13 comentários:

samuelvictorbr disse...

não tenha medo de errar porque não é errado ? kkk

Skywalkerpg disse...

uhum *-*

Agelus disse...

As vezes até dá pra zuar, principalmente quando o carinha que agente pode ajudar é um cuzão ou um vilão, mas opções como matar todos de uma vila em vez de ajuda-los a se defender não me agradam muito(eu já tentei =]).

infynity dragon disse...

Eu te obrigo a ver isso:http://www.youtube.com/watch?v=MBwlImFMQ_g&feature=player_embedded

eu nao sou 1337 muito show

Gabriel disse...

cara acabei de me cadastrar no lockerz e quria saber um tutorial básico vc poderia me ensinar??? ficarei grato

Guiga's disse...

Velho, não acredito que vc fez esse post. Comecei a jogar Star War Knights Of The Old Republic ONTEM, e eu tava indo no caminho certinho e talz. Aí vi que quando eu comecei a ser FDP pra caralho (tipo matar alguem só pra pegar crédito), o jogo ficou melhor sabe, eu fiquei fodão! HUAHUAHAU
Esse post falou exatamente o que pensei! =D

Valgreen disse...

ver esse post me deu vontade de jogar spider-man web of shadows de novo, mto legal cara,o modo de se escolher os caminhos é facil chega em uma parte da cutscene que ela fica pausada, e vc escolhe: do bem ou do mal, mto bom, eu fui a té o final do jogo alternando entre cada opção.

Skywalkerpg disse...

Gabriel eu não uso o lockerz há meses já, ele mudou demais cara =/ nem eu sei mais como funciona. Antes era a cada mês que surgia um dia em que você podia trocar itens, hoje eu nem entendo mais é nada lá.

Ricardo disse...

Começei a jogar RPG de Mesa esses dias, pelo RPG 2ic, to adorando, esse negócio de criar seu personagem e sobreviver a história.

Sempre sou o mal da história.

Nisnast disse...

Bem,algumas semanas atrás joguei Fable,e eu não fui do bem por que queria fazer as coisas certinhas,eu segui o caminho do bem por que eu nunca gostei de ser DU MAL e simplesmente sacar a minha espada e matar todo mundo numa cidade só por diversão,eu me sinto mal fazendo isso,por que a imersão do jogo é muito grande,mas não quer dizer que eu só escolhi as coisas boas,eu fazia o que eu acreditava ser certo,como numa missão,você está lutando numa arena,e a sua amiga,que treinou com você desde de o começo do jogo,que vocês se conhecem desde de a infância,e você pode matar ela e ganhar um bônus por que derrotou um inimigo especial,ou não matar ela.é uma decisão que pesa em você.

Augusto disse...

Sempre fiz isso em todos os jogos. Sempre criando uma personalidade pra cada personagem, lutando pra não deixar ninguém 100% mal ou bom.

E garanto, é muito, mas muito mais divertido. Hoje só consigo jogar assim. Parabéns pelo post Sky, brilhante!

Glx789 disse...

vish to contra esse post ae ehueheu sempre jogo tentando ser o mais puro possível, nunca experimentei o outro lado, mas vou testar já q vc falou o/

jose the hedgehog disse...

Foi uma boa matéria um bom exemplo de um jogo em que ser neutro é bom é inFAMOUS 2 porque tipo assim você tá lá tacando raio no monstro e derrepente entra um civil inútil na sua frente ai você acerta o malito e cai seu level de bondade... então ser mal não é tão mal!