Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Matrix - Uma opinião profunda sobre o primeiro filme

Sabem, fico impressionado em como várias pessoas não conseguem ver o quanto esse filme é perfeito, e observar quão bem trabalhado ele é, sério, fico imaginando como seria assistir isso se fosse um filme de hoje em dia, mesmo sendo um filme de 1999, continua tão atual e com uma história tão profunda.


Não é simplesmente um filme de ação, mas uma mistura entre história absurdamente bem trabalhada, efeitos especiais que fazem os olhos brilhar e cenas de combates que causam arrepios. Imagino que todo mundo aqui já tenha assistido o primeiro filme, mas só para avisar, ele é uma análise cheia de spoilers do começo ao fim sobre detalhes que me impressionam, e não uma análise normal de algum filme como as que costumo fazer normalmente aqui no blog, portanto se você ainda não assistiu, recomendo ver antes de ler isso.

Já no começo, parece que os caras colocaram um aviso “Aguardem muito desse filme, porque vocês vão ficar impressionados” digo isso porque aquela cena inicial da Trinity reúne tudo de Matrix, mostra que vai ter uma história incrível, cenas de combates alucinantes, coisas impossíveis como o pulo gigantesco da Trinity de um prédio para outro, e efeitos especiais fantásticos usando jogos de câmera, onde já podemos ver de cara a clássica cena em que ela dá um salto e a câmera gira ao redor dela com o tempo parado.

E depois dessa cena de tirar o fôlego, a segunda cena é como se fosse um “Já viram que o negócio vai ser foda ? Agora vamos mostrar direitinho do começo a explicação pra essa pancadaria toda aí” e aí mostra cena com o neo conversando com alguém sem saber quem é e com aquele climinha de mistério e a mensagem “siga o coelho branco” e logo depois aparece alguém na porta dele e ao atender, tem um cara pra quem ele está vendendo informações digitais, com uma galera, ao perceber que neo está meio abalado, o chama pra sair com ele e os amigos, e logo Neo vê a tatuagem de um coelho em uma das mulheres.

, sério os caras souberam como fazer algo que prendesse, uma das coisas que faz uma pessoa querer continuar vendo uma história, são dúvidas, e nesse momento já é aquela coisa “Caracas, um coelho tatuado, quem estará chamando por ele? Será que mandaram essa mulher de propósito?” assim, claro que hoje em dia não dá mais para ter a sensação que se tinha em 1999, isso porque todo mundo já sabe a história de matrix, mesmo quem não assistiu, sabe que é sobre as pessoas não estarem vivendo no mundo real.

Então não é aquela surpresa toda, mas antigamente você simplesmente não sabia, então só via que era um filme começando com um climinha urbano noturno, e um certo mistério. E aí começa a acontecer todas aquelas coisas estranhas, a mulher misteriosa que surge e fala com o Neo se apresentando com o nome de Trinity, falando que o estão observando, até o momento você acha que é alguma conspiração ou algo assim e que o Neo vai ser preso por fazer algo ilegal com computadores.
Depois na próxima cena, ele ta no trabalho dele, de gravatinha uahahaha, recebe um envelope com um entregador que pede pra assinar, e logo depois que ele abre o pacote, tem um telefone celular que toca imediatamente, e você já pensa “Po, os caras estão observando ele de algum lugar do escritório?” e aí mais uma vez aquele papo “Eles estão atrás de você, estão no escritório agora” mas caramba afinal quem são esses caras? E aí a voz do outro lado da linha começa guiar Neo através do escritório, dizendo o tempo exato que tem que ficar em tais lugares até ir pro próximo lugar sem que o descubram. Até esse momento já dá pra deixar a pessoa super empolgada, é notável que algo muito bom está por vir, eu só não imaginava que tão bom uahahahaha.

Quando pegam Neo e o levam para interrogatório, talvez seja uma das cenas mais marcantes, mas aliás, acho que quase todas as cenas de Matrix são marcantes, porém essa é a primeira que você vê Neo tendo contato direto com algo realmente impossível, que é a boca dele desaparecendo e os agentes colocando um tipo de inseto bizarro em seu corpo e logo depois ele acordando em seu apartamento, outra coisa notável nessa cena é uma das falas, que aliás são cheias de mensagens, é bem legal isso.

No caso uma que eu achei marcante foi o Agente Smith falando “Você tem duas vidas, em uma delas você é Thomas Anderson, um trabalhador de uma empresa respeitável, em outra você é um hacker conhecido como Neo, em uma delas você tem um futuro, e em outra não...” e é engraçado como essa frase tem duplo sentido, é lógico que o Agente se referia a vida de trabalhador como futuro, mas quem está assistindo percebe que essa frase se refere ao Neo, simplesmente foda!

Quando ele descobre então o que é Matrix, é aí que você pensa “CARALHO!” porque sério, é genial essa bagaça, o negócio é, como saberíamos se esse mundo não é real mesmo? Quem nunca teve sensações estranhas? Se sentiu desligado, ou algo do tipo? E os caras pegaram essa sensação que todo mundo tem e criaram em cima uma história fantástica, simplesmente se nós estivéssemos na Matrix, não iríamos saber! Afinal como poderíamos?
Ao sair da Matrix, é uma cena impressionante, o lugar que Neo aparece é simplesmente horrível, super sombrio e pior, ele vê toda a humanidade ao seu redor sendo cultivados, nossa essa cena deve ter sido pertubadora pra muita gente, eu achei muito legal a forma que ele reage, não é aquela coisa “Ah tudo bem” você percebe que parece que o Neo vai surtar em certo momento, uma reação muito realista, embora pra nós que simplesmente assistimos o filme seja radical, imagina como seria se fosse real?

Aqui nós temos uma casa, amigos, um lugar pra ir, e no mundo real? Um céu escuro, tudo destruído, maquinas tentando matar pessoas, nem todo mundo iria querer ir para um lugar assim só para poder dizer que estava no mundo real, inclusive acho maravilhoso eles terem colocado o traidor no grupo, que queria voltar pra Matrix, muita gente iria querer voltar, nem todo mundo iria ligar em estar em um mundo virtual, afinal o que importaria realmente seria se sentir bem, e não se sentir livre.

E quando começa os treinamentos? Aquilo de “Você pode fazer o impossível” as lutas fantásticas, aquilo era como se fosse um desses filmes chineses exagerados, porém sem passar a sensação de exagero, mas sim de puro estilo, os sobretudos, óculos escuros, armas e combates, além de efeitos fantásticos, a forma que o filme vai sendo desenvolvido pouco a pouco, e todos os outros elementos, os pequenos detalhes que colocam, como por exemplo o nome da nave deles Nabucodonosor, nome de um antigo rei da Babilônia.

Quando Neo começa a acreditar que ele é o escolhido, as coisas só ficam mais fodas, ele lutando com um Agente é incrível, toda aquela pancadaria e você fica imaginando “Caracas! Que foda! Ele ta desafiando o que todos temem” lógico que tem o seu clichezinho com esse negócio de escolhido e de ele ser o fodão, mas tudo bem porque todo o universo criado supera isso, além do mais, muitas vezes clichês são necessários, não se pode tirar todos os clichês de uma história e dizer que ela vá ficar boa só por isso, muitas vezes uma história fica boa exatamente pelo clichê colocado, e no caso de Matrix, eu realmente achei bem aplicado.

O final do filme então, o Neo falando no telefone e então ele voa, Caracas! ELE VOA! Quem esperava por isso? As pessoas ficavam alucinadas com aquele final, era simplesmente incrível e aí acabava daquele jeito, saiam do cinema pensando “Caramba, será que eu estou no mundo real?” e esse pensamento vinha várias vezes depois, esse pensamento que o filme deixava, a história estava perfeita, eu adoro os combates das continuações e sem dúvida tem seus elementos geniais como o arquiteto.

Maaasss pra mim, Matrix tinha que ter acabado no 1 mesmo, isso porque os outros quebram a magia do filme, enquanto no final do primeiro as pessoas ficam pensando se estão na Matrix e há pessoas tentando libertar elas, o 2 e 3 que tem um fechamento e dá aquilo como encerrado e te faz pensar “Ah , agora não tenho mais essa sensação de que podem estar fora lutando pela minha liberdade”, apesar de que também tem bastante profundidade. Bom, isso foi uma opinião pessoal, acho esse primeiro filme fodão em todos os sentidos. Vejam também Matrix vs Software Livres! Naturalmente é o tipo de coisa que se acha fácil a venda no Brasil, o Box da trilogia de filmes é um verdadeiro item cult para se ter em casa.

Twittem aí para seus amigos pessoal =D

2 comentários:

lele disse...

Matrix eh foda mesmo, mas o 2 eo 3 sao meio fracos, outro foda tambem eh o Animatrix, q mostra umas 9 animaçoes sobre o matrix, 2 delas contam a historia do matrix( como tudo surgiu, e a guerra entre homens X maquinas) e eh tao bom quanto o primeiro filme XD

Agelus disse...

Concordo com o lele, a unica coisa que mantém o clima do primeiro filme é animatrix que eu adorei.
Aquela historia em forma de anime da casa que tem um erro da matrix e as crianças desafiam a gravidade ou aquela do carinha do skate que recebe a ajuda do Neo,mas sai da matrix por si mesmo me impressionam até hoje.