Mafia II - A vida de um gangster dos anos 40 e 50

Já aviso que Mafia 2 não é uma continuação direta do primeiro jogo, ou seja, qualquer pessoa pode jogar sem problemas que não terá problemas, porém eu realmente recomendo jogar antes o Mafia: The City of Lost Heaven, primeiro, porque como é o primeiro jogo e tem seus defeitos e tal, além de ser bem mais antigo, uma pessoa que começa jogando pelo segundo jogo pode acabar não conseguindo animar nunca mais pra jogar o primeiro, pois pode acabar se decepcionando com certos elementos que não tinham sido colocados ainda, mas bom, vamos lá.



Vito Scaletta é um imigrante italiano que chegou aos Estados Unidos ainda muito jovem, porém logo se acostumou à vida miserável que a maioria dos imigrantes tinha que se submeter, e então junto ao seu amigo Joe Barbaro, começaram a fazer pequenos roubos, porém com o tempo os dois acabaram crescendo no ramo e entrando para a Mafia, tendo que viver resolvendo problemas, correndo riscos e é claro, usufruir dos maiores prazeres que a vida pode oferecer.

Mafia 2 é um daqueles jogos que causa aquela sensação enorme de nostalgia, uma saudade de algo distante que você nunca chegou realmente a ver, ou ao menos a maioria né? Afinal deve ter uns velhinhos jogando Mafia 2 haha, mas bom, eu nunca tive essa sensação nostálgica com nenhum outro jogo de Mafioso que eu tenha jogado, nem mesmo com o primeiro Mafia me deixou assim.


Desde o inicio do jogo, a história mostra ser bastante envolvente e cada momento é colocado de forma conveniente, por exemplo o personagem é preso no inicio do jogo e mandado pra guerra pois estão precisando de pessoas que sabem falar italiano, e então essa parte da guerra é usada como treinamento, e fica muito bom porque dá um tempero a mais na história, a família do personagem vive em dívidas e chega a dar pena, quando a mãe de Vito fala preocupada com ele e você vê aquela velhinha toda infeliz, dá aquele aperto no coração.

Os gráficos estão bonitos mas o que me impressionou mesmo é que o jogo é cheio dos pequenos detalhes, objetos bem trabalhados e colocados por toda parte, quando comecei a jogar, demorei bastante passar de vários lugares porque eu não aguentava e tinha que ficar andando pelo cenário observando as pequenas coisas, os caras fizeram com bastante carinho mesmo.

Infelizmente também tem coisas que me desagradaram, que são objetos repetidos, às vezes até de forma exagerada, existem posters iguais em um monte de lugares da cidade, na casa da família de Vito, parece que o povo é compulsivo em tacar foto repetida, porque tem quadros com a mesma imagem, algo bem feio de se ver, em qualquer lugar que você vá da cidade e esteja alguém comendo algo, dentro do prato vai ter o mesmo conteúdo que ode qualquer outro prato, dois ovos, um bife, e uns bagulhos lá, é algo perdoável é claro, mas poderia ter sido evitado...

Há também uma série de erros gráficos, quando os personagens vão se beijar por exemplo, às vezes não dá a impressão de que se beijaram mas sim encostaram a cabeça, pode acontecer também de estarem falando mas a boca não mexerem, as coisas desaparecem ou aparecem do nada em certas ocasiões, por exemplo, certa vez eu estava fugindo da polícia mas eu tinha que levar meu amigo junto, porém deixei ele pra trás e me mandei pra despistar a polícia, porém meu susto foi quando o cara começou a falar, e então olhei pra janela e vi que ele já tava dentro do carro, direto acontece isso de eles se teletransportarem pra dentro do carro.

Há coisas acontecendo pela cidade, enquanto você anda por ela, não é aquele tipo de cidade cheia de gente mas que nada acontece, enquanto você anda, pode ouvir o som de casais discutindo, vê gatos assustados fugindo, mendigos em um canto tomando cerveja, vizinho batendo na porta do outro com força reclamando do barulho, a policia tentando entrar na casa de alguém pra interrogação, há o vendedor de jornal que avisa as coisas que estão acontecendo no mundo como a invenção da TV colorida, e também coisas da cidade como assaltos que ocorreram, tem o vendedor de cachorro quentes que só fala putaria, como "OFEREÇO 25 CM DE PRAZER" se referindo à salsicha do cachorro quente dele '-'.

Entre outros detalhes pequenos, é realmente muito legal como juntos acabam fazendo tudo parecer bem mais robusto e detalhado, às vezes eu parava para ver o que estava acontecendo, e até perguntava pra pessoa o que era aquilo, isso não influencia em nada na história do jogo, porém é bem legal de se ver.

O tempo do jogo muda, há neve, chuva, noite, dia, e isso influencia na aparência da cidade, e há várias coisas como por exemplo se você deixa um carro parado, ele enche de neve com o tempo, e se começa a andar com ele, ela vai sendo levada pelo vento, os vidros do carro também começam a embaçar lentamente com o clima.

Os anos vão passando no jogo, mas não é algo apenas simbólico, você realmente vê que os anos passaram, a sua vida vai mudando, e há mudanças na cidade, você vê como fica diferente os anos 40 dos anos 50, também se muda de casa várias vezes, o visual em geral todo é modificado, e a cidade é linda, você anda por ela e vê longe alguns prédios, quando você tá passando por uma ponte à noite então, aquela água lá embaixo e o brilho e longe aquele monte de arranha céus *-*

Existem também estabelecimentos comerciais, lojas de roupas, lugares para comprar comida e bebida, oficina de carro, posto de gasolina... Você pode assaltar essas lojas para conseguir um dinheiro e também itens novos, roupas por exemplo, recuperar a vida com comida, mas isso pode chamar a atenção da polícia, sem contar que alguns lugares tem seguranças.

É notável a diferença dos carros de Mafia 2 para o primeiro, dessa vez você não precisa se preocupar tanto com a física do jogo, os calhambeques de Mafia 1 eram muito leves e então era fácil virar com eles, agora no segundo jogo eu senti até uma leveza ao dirigir, porém muita gente ainda vai sentir dificuldade, porque vi pessoas reclamando de ainda não estar bom, mas fazer o que né? Carros antigos eram assim uahahaha.

Há detalhes bem fodas, quando você acelera de uma vez ou vai fazer uma manobra mais radical e o pneu do carro fica girando, forma aquela fumaça no ar, e se você fizer isso na grama, sai terra, se você usa o freio e aparece aquela luz vermelha atrás acendendo, e nesse momento tiver saindo fumaça do seu carro, ela ficará vermelha também, quando ocorre um acidente de carro você toma dano, e dependendo da velocidade, pode até morrer, porém dessa vez não é como em mafia 1 que todos dentro do carro tem sua própria vida, é só a sua que é mostrada.

Quando você sobe em uma calçada, cai de um lugar alto, ou qualquer outro movimento, o carro faz ele de uma forma tão realista que você fica impressionado com aquilo. Para conseguir um carro, você tem duas maneiras, a primeira é arrombando ele, você tem que olhar bem o lugar onde está para não ter problemas com a policia, então aparece uma telinha do lado mostrando a fechadura e você tem que ir destravando ela até abrir, algumas são mais complexas que outras. A outra forma é mais rápida, porém causa mais danos ao carro, você mete o cotovelo no vidro e abre a porta.

Existe também meio que um sistema de GPS no mapa do jogo, que você clica onde quer ir e aparece no canto o caminho, é um mapa muito mais prático que o de Mafia 1, que parecia mais um radar que um mapa, porém pode incomodar porque sempre fica aparecendo o trajeto pro objetivo da missão ou o próximo lugar que você tem que ir, mesmo que você marque outro lugar, o objetivo principal continua sendo mostrado e não tem como desativar.

As leis do jogo estão muito menos rígidas que em Mafia 1, infelizmente... Se você avança um sinal vermelho, a polícia não está nem aí, se você bate em outro carro, tem que ser bem forte pra polícia agir, a não ser que seja no carro deles, aí agem independente da batida, a velocidade, você pode passar do limite, mas só se estiver muito rápido que a polícia vai agir mesmo, você pode arrancar pedaços da cidade fora como cabines telefônica e ela não liga.

Mas há também certas coisas bem legais, por exemplo se você estiver brigando na rua, a policia vai até lá e conversa com você e com o cara que você ta brigando, depois deixa ir, só se repetir que a situação fica preta, se você estiver sendo procurado, pode usar o telefone de algum lugar pra ligar pra policia e pagar um suborno, se você estiver sendo preso, há também as duas opções, pagar suborno ou reagir, em uma fuga, você realmente se diverte com os movimentos do personagem, você não pula apenas pequenas cercas, você pode pular muros altos também, é muito massa ver o personagem segurando, passando as pernas e indo pro outro lado, e depois a polícia atrás fazendo o mesmo, se você estiver sendo procurado e matar todos os policiais ali presentes, você deixa de ser procurado, isso porque se ninguém viu nada, ninguém sabe quem é, a não ser que já esteja em um nível alto.

Também há o modo "wanted" que é um registro sobre você, tipo se você conseguir se esconder e ninguém mais te ver, eles ainda vão saber como você se veste, então vão procurar por alguém com aquelas roupas, portanto se você estiver muito perto de um policial, pode ser que ele te reconheça, já se estiver de carro, é menor a probabilidade, e mais, o veículo pode ser dado como procurado também, muitas vezes acontece de o veículo estar sendo procurado, mas você não, então só se você usar ele que vão atrás. Mas existe solução para os dois casos, no caso das roupas, você pode ir para casa trocar de roupas, pode comprar roupas em uma loja, ou se for um cara radical, pode arriscar assaltar uma loja de roupas e pegar as que quiser, claro que isso pode acabar piorando e enchendo de policiais na porta, e quanto ao carro você pode ir a uma oficina e modificar ele completamente, rodas, pintura, placa do carro, motor.

O som do jogo tá fantástico, se você deixa a janela de casa aberta, pode ouvir o som da rua, se fecha ela, o som lá fora é abafado, em um carro, cada movimento que acontece, o som acompanha de forma linda, dando uma impressão ainda mais realista ao jogo, as músicas então, nem se fala, existe uma quantidade enorme de músicas da época que mantém o clima do começo ao fim, você pode ouvir também no rádio, notícias  de coisas que estejam acontecendo pela cidade.

Existe uma grande variação de armas no jogo, o dano que você recebe pode ser recuperado com comida ou dormindo, porém isso é uma coisa que foi má aproveitada no jogo porque a vida se recupera sozinho até aproximadamente ficar com 80% e não é lento não, em apenas alguns segundos isso já acontece, então só se a pessoa realmente sentir a necessidade de estar com 100% de vida o tempo todo, que vai querer ficar indo comprar comida ou voltando pra casa para comer, sendo que em casa é melhor nem comer mesmo porque ao dormir, vai ficar com 100% de vida, então é bom optar pela forma mais barata de recuperar vida.

Existe também o combate corporal, que você entra na pancadaria com alguém, ele pode ser legal no começo mas não demora muito para a pessoa perceber a pouquíssima variedade de golpes, sem contar que a única forma de sair de uma luta, é se afastando da pessoa, até ele sair da posição de combate, o que é bem chato já que as vezes a policia ta chegando e você só quer sair correndo de uma vez.

A variação de missões é impressionante, você não tem só aquelas missões ao estilo "mate alguém" mas sim coisas realmente divertidas e situações fodas, por exemplo há uma missão em que você tem que assaltar uma joalheria, e será algo bem fácil, sem policia nem nada, mas no meio da missão quando você está quase saindo, entra um carro pela vidraça e uma gangue rival também vai assaltar, exatamente no mesmo dia que você O_O, e logo aparece a polícia, e então começa a fuga, que é muito massa! Há uma outra que você tem que esconder o corpo de um cadáver que está o porta malas, que é muito boa!

Mas infelizmente ficou faltando submissão no jogo, simplesmente é um mapa aberto que não tem o que fazer, isso era perdoável no primeiro mafia, mas no segundo não custaria nada colocar submissões e deixar você ficar andando livre pela cidade sem o GPS ta mandando você ir pra missão, também daria uma maior sensação de liberdade, a única coisa que vejo de vantagem mesmo é assaltar as lojas mesmo, mas isso não fica divertido por muito tempo, então o jeito é ir seguindo a história sem parar para passear muito pela cidade, uma pena, ia aumentar muito o tempo de jogo se tivessem outras coisas pra fazer, mas pelo menos é uma história super foda. E também para os que jogaram Mafia 1, terão uma grande surpresa ao verem algo que liga as duas histórias, também os que jogarem Mafia 2 e depois jogarem o 1 vão ter essa surpresa enorme, então joguem os dois ein! Ò_Ò

Há também alguns extras no jogo, como a carropedia em que você pode ver carros da época e informações, e também a coleção de playboys, existem 50 imagens de coelhinhas da playboy que você pode colecionar e estão espalhadas pelo jogo inteiro, os tarados que agradeçam ein? hehehehe

Mafia 2 não é tudo que eu esperava infelizmente, não considero uma obra tão fantástica quanto o primeiro Mafia e que marcará minha vida, talvez se eu não esperasse tanto do jogo, eu gostasse mais dele, porém mesmo assim, é um jogo maravilhoso, cheio de pequenos detalhes, uma história que apesar de não ter as reviravoltas do primeiro, é bem legal, e missões que variam muito e prendem, então, especialmente se você gosta da história da Máfia italiana, vai querer experimentar. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A pra ver o preço que está lá, pois eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida no preço que tá lá, clicando aqui.


Twittem aí para seus amigos pessoal =D

Comentários

Estolano disse…
Cara, eu jogando esse jogo aqui e a ambientação é tão imersiva que eu só dirijo com o limitador de velocidade ligado e respeitando os sinais de trânsito (ao contrário do que qualquer um faria em GTA). Uma hora eu estava sendo barrado por um carro lerdo e barbeiro na minha frente que estava indo pro mesmo lugar que eu, quando estaciono, o carro barbeiro estaciona na minha frente e adivinha QUEM estava dirigindo?
UMA MULHER kkkkkkk. Foi muito foda. O realismo tá de parabéns.
Felippe disse…
estamos começando um blog se vcs puderem passar lá deixando alguma dica eu agradeço
http://setima-feira.blogspot.com/
Ansiosíssimo para jogar,(pelo menos depois da propaganda do Estolano e do Skywalker aí.... acho que isso vale um cast heim!

Skywalker, parabéns pelo trabalho de qualidade que tu ta fazendo, e também ao apoio ao Café com Games!
WG Games disse…
O Máfia II e o Jogo Com a Melhor Ambientação Dos Anos 40 e 50 , e ele Possue Uma Trilha Sonora Epica (Principalmente No Capitulo 7 a o 15)Onde Nos Temos Os Grandes Clasicos Do Rock In Roll ,Como Por Exemplo As Músicas De Elvis Presley e Myddy Watters Ou Também do Ilustre Ritchie Valens.
Isso Sem Contar Com Os Extras Do Jogo Como As Dlc's (Joe Debêntures e Jimmy Vendetta)
E os Modos Extras.
Máfia II(2) e Um Dos Melhores Games Que Já Joquei