Polaroid | Horror super tenso em apenas 3 minutos!

Enquanto existe uma tonelada de filmes de terror genéricos, é muito mais simples concentrar o horror em um curta. Normalmente a ideia do roteirista já está bem concentrada, e assim é possível fazer obras densas, que normalmente ficam diluídas quando o tempo de filmagem é maior. E Polaroid de 2015 é um filme curta metragem que nasceu no fim da Era das Creepypastas e carrega bastante da atmosfera da época.
 
A proposta é muito simples em seu conceito. Um homem está desempacotando as caixas de uma mudança em o que parece ser o seu apartamento novo, e enquanto coloca as coisas para fora, acaba achando alguns itens antigos. Mas um deles lhe chama a atenção, uma câmera do estilo polaroide. E na curiosidade, resolve  tirar uma foto do lugar, mas percebe a presença de algo que não deveria estar ali.
Aqui temos uma história contada sem palavras, mas que mostra bem que o horror é capaz de ser apresentado de forma decente sem precisar de diálogos, monólogos ou mesmo explicação, apenas o impacto visual é o bastante para criar algo interessante o suficiente. Até porque a coisa não é criada em cima de falas, mas do elemento intrigante presente.

Muito provavelmente rolou algum tipo de inspiração em Lights Out, já que usa a mesma forma de apresentação, com algo que vai se repetindo porque o protagonista está intrigado com a situação completamente inusitada. Mas dá pra sentir que tem a atmosfera geral de outros curtas de horror já clássicos, como o fenomenal Bedfellows. Confira:
E aí, o que achou? Gostou do nível de tensão causado?

Postar um comentário

0 Comentários