Brasil foi o primeiro país a descobrir Sandman, segundo Neil Gaiman

O universo de Sandman começou a ser publicado em 1988, sendo uma imensa atração para os fãs que amavam quadrinhos sombrios. Mas obviamente, tendo um público limitado, afinal de contas o mundo dos super heróis mais conhecidos da Marvel e DC conseguia ofuscar publicações diferenciadas como Miracleman ou Watchmen. E segundo o autor, Neil Gaiman, o nosso país foi o primeiro a descobrir essa HQ.

O quadrinista sempre acabou demonstrando ligações com o Brasil, tendo vindo pela primeira vez ao Brasil no início da década de 1990, e inclusive quando um fã publicou algumas fotos mostrando como é que foi o evento, o próprio Neil Gaiman foi lá e comentou que as imagens eram da primeira vez que ele tinha vindo ao nosso país.

"Desenterrei algumas fotos (um bocado) antigas que tirei do Neil Gaiman  durante o que acho que foi sua primeira palestra em São Paulo - Brasil para promover seu trabalho Sandman, em meados dos anos 90. A palestra foi seguida por uma encenação do diálogo entre a Element girl e a Morte." e o quadrinista comentou: "A minha primeira viagem ao Brasil...".
E provavelmente naquela época ele não imaginava o quão forte isso seria, pois três décadas depois acabou comentando sobre a ligação que os brasileiros criaram com sua obra mais conhecida, Sandman. O autor disse o seguinte:

“O primeiro país do mundo a descobrir Sandman foi o Brasil. Os quadrinhos foram publicados lá com edições (sou obrigado a admitir) bem melhores do que os quadrinhos americanos.

Cada edição tinha um detalhe da capa ampliado na contracapa, e ensaios ilustrados internos explicando ou expandindo coisas dos quadrinhos. O Brasil foi o primeiro lugar em que o público subiu no palco comigo (ok, isso foi um pouco assustador).

E o primeiro lugar em que vi uma adaptação de Sandman (no mesmo palco, um pouco antes, a parte do jogo em Uma Esperança no Inferno). Então este sou eu mandando um recado especial para o Brasil, e para todos os leitores brasileiros de Sandman. Bons sonhos!”

Bacana pra caramba, ein? No Brasil as edições primeiro foram publicadas de maneira separada, mas então receberam edições luxuosas. Atualmente foram lançadas volumes monstruosos de luxo de umas 600 páginas que compilam várias edições. No total a série principal completa foi colocada em 5 volumes. Você pode conferir à venda no link de afiliado da Amazon.

Postar um comentário

0 Comentários