A HQ de horror brasileira que ganhou o prêmio coreano Bucheon Award pra virar filme!

Embora a maioria das pessoas só veja as revistas em quadrinhos da Marvel e DC, existe uma gigantesca indústria de HQs pelo mundo. Quando pensam em quadrinhos brasileiros, é fácil para muitos só pensarem na Turma da Mônica, mas a verdade é que temos muito mais e existe uma força imensa em quadrinhos adultos, que infelizmente acabam não sendo tão valorizados. Um exemplo é a HQ nacional que levou o prêmio Bucheon Award 2022! (Obs, aproveitei o tema pra por alguns links meus de afiliado da Amazon aqui, ok?).

Ao pesquisar um pouco sobre quadrinhos nacionais, facilmente você vai se ver envolto em obras focadas no público adulto, tipo Despacho, que é uma HQ macabra focada em horror nacional que vão desde coisas caipiras como o Diabinho da garrafa, até lendas urbanas como o Bebê-Diabo. Já O Chamado de Cthulhu em Quadrinhos se estende a algo internacional, o Horror Cósmico, mas é todo feito por artistas nacionais, apresentando o universo de Lovecraft com um toque brasileiro. Dossiê Bizarro já vai pra um lado mais realista e apresenta histórias baseadas em casos reais inexplicáveis.
Esses são apenas alguns dos quadrinhos nacionais em meio a um verdadeiro mundo de histórias. Em 2015 foi lançado o sinistro Lavagem, com uma capa naturalmente atraente e com ilustrações maravilhosas do quadrinista nacional Francisco José Souto Leite, mais conhecido apenas como Shiko. Ela conta a história de um casal que vive em um mangue de forma isolada, sendo que o homem vive mais com os porcos que com outras pessoas, a mulher tem seus desejos ocultos e um dia um pastor misterioso bate às suas portas. Essa HQ teve grande destaque e introduziu muitos a se tornarem fãs do artista.
Em 2020 surgiu a brutal "Carniça e a Blindagem Mística", revista em quadrinhos de Shiko que focava em um ponto diferente do cangaço, as mulheres cangaceiras! Frequentemente ouvimos falar sobre "Maria Bonita", mas ela não foi a única mulher do cangaço. E nessa história o foco é de um bando formado por mulheres e toda a brutalidade presente, causando muito horror e deixando uma trilha de corpos. As edições têm histórias fechadas com plot twists, tendo foco especialmente na cangaceira Mazinha de Beata, que é chamada de Carniça.

Em 2008, a Coreia do Sul começou um projeto chamado de NAFF (Network of Asian Fantastic Films), que buscava incentivar a indústria de "filmes de gênero". E assim passou a premiar diversas obras para fazer adaptações. Na 15ª edição do NAFF, a maioria dos ganhadores foi sul-coreana, no entanto o maior prêmio, intitulado Bucheon Award, foi agraciado a uma obra brasileira... Isso mesmo! "Carniça e a Blindagem Mística" levou! E ainda ganhou o prêmio adicional chamado "Blood Window Award".
A premiação principal garantiu mais de 40 mil dólares para ajudar no projeto de filme feito pela  Lupa Filmes, sendo produzido por André Pereira e dirigido por Renata Pinheiro. Já prêmio "Blood Window" abriu uma conexão com o Ventana Sur, o mais importante mercado para produtos audiovisuais da América Latina, na Argentina.

Enfim, bem bacana ver a valorização dos quadrinhos nacionais lá fora, não acham? Existem várias obras em nosso país que tem seu charme próprio e são feitas com muita elegância. Inclusive tem muitos artistas nacionais que trabalham lá fora em empresas grandes. Acho que nosso país tem um baita potencial de crescimento em obras focadas no público adulto. E vocês, recomendam alguma HQ Nacional?

Postar um comentário

0 Comentários