Presidente do Banco Mundial criticou compra da Activision

Quando a Microsoft anunciou que compraria a Activision Blizzard, um monte de coisa veio à tona, tipo a revelação de que a Activision considerou se fundir com a EA, e muita gritaria de todos os lados. Inclusive isso destacou o mundo dos video games, chamando a atenção de pessoas que não tem nada à ver com a coisa. Investidores ficaram loucos, as ações da Sony despencaram 20% e até o presidente do Banco Mundial opinou (negativamente) sobre a coisa!

David Malpass se tornou presidente do banco em 2019, o foco desse grupo é reduzir a pobreza no mundo, pra isso oferece empréstimos para os países que mais estiverem com problemas. E após ver o gigantesco anúncio de compra, ele declarou o seguinte:
"Fiquei impressionado esta manhã com o investimento da Microsoft, US$ 68,7 bilhões, em uma empresa de videogames em um momento em que, para colocar em perspectiva, todo o compromisso da IDA20 que estávamos só conseguiu alcançar em dezembro foi de US$ 24 bilhões distribuídos em três anos. Isso é US$ 8 bilhões por ano para 75 dos países mais pobres. US$ 8 bilhões, em comparação com um investimento único de US$ 75 bilhões em uma empresa de jogos. E você deve se perguntar: 'Espere um minuto, esta é a melhor alocação de capital?' Isso vai para o mercado de títulos. Grandes quantidades de fluxos estão indo para o mercado de títulos, e basicamente essa é uma parte muito pequena do mundo que tem acesso ao financiamento de títulos."
 
"Para lidar com o fluxo de refugiados, a desnutrição que está acontecendo e assim por diante, tem que haver mais dinheiro e crescimento fluindo para os países em desenvolvimento"
 
Com uma movimentação tão grande, muitas pessoas acabaram opinando sobre o feito. Algumas muito positivamente, outras nem tanto, como é o caso. E você, o que achou da coisa toda?

Postar um comentário

0 Comentários