Microsoft diz ter errado ao fechar Lionhead Studios


 
A Lionhead Studios foi um daqueles estúdios que deixou sua marca. A desenvolvedora da Black & White e também do aclamado Fable. Ela foi comprada pela Microsoft em 2006 e em 2016 a gigante fechou o estúdio. No entanto a política de empresas mudam e foi notável a mudança que a cria do Bill Gates teve gritantes alterações. E no documentário Power Up, é revelado que a empresa passou a ver o fechamento da Lionhead como um erro.
 
Shannon Loftis era gerente da Global Games Publishing, quando deram fim ao estúdio britânico. E ela comentou: "Já tínhamos publicado Fable 1 e foi um sucesso... As pessoas queriam mais, então compramos a Lionhead. Foram bons anos." e também:  "Um dos maiores erros que aprendemos no passado foi com a Lionhead".

E então explicou sobre a tentativa de fazer o dispositivo Kinect andar e naturalmente usar jogos da própria Microsoft para isso. Ela disse: "Mas depois de Fable 2, o Kinect apareceu e o casamento Fable-Kinect nunca funcionou de verdade" e "E então Fable: The Journey foi um projeto apaixonante para muitas pessoas, mas acho que se desviou significativamente dos pilares que tornaram Fable 1 e 2 tão populares.".

Logo, Sarah Bond, chefe de experiências e ecossistema para criadores de jogos do Xbox, falou sobre o aprendizado com as ações da empresa, dizendo: "Alguns anos depois, refletimos sobre essa experiência. O que aprendemos e como não repetimos nossos mesmos erros?". Enquanto Phil Spencer, chefe do Xbox, disse: "Você adquire um estúdio para o que eles são excelentes agora, e seu trabalho é ajudá-los a acelerar o modo como fazem o que fazem, e não a acelerar o que você faz".

Uma das maiores críticas relacionadas a compras e fusão de estúdios, é eles se tornarem fantoches e simplesmente não poderem mais fazer o que faziam antes e assim gerar experiências próprias. É bacana ver que a Microsoft enxergou isso né? Não adianta nada ser o dono de algo se esse algo não poderá mais fazer nada.

Postar um comentário

0 Comentários