As polêmicas censuras e mudanças em Lost Ark no Ocidente

Lost Ark é um MMORPG desenvolvido em parceria entre os estúdios Tripod Studio e Smilegate RPG. Foi lançado inicialmente apenas na Coreia do Sul em 2018. E obviamente fãs do resto do mundo ficou com muita vontade de dar uma conferida. Sendo assim, foi uma verdadeira alegria para várias pessoas quando a Amazon Games anunciou a distribuição mundial em 2021. Mas a versão Ocidental da coisa veio com mudanças e isso acabou gerando polêmicas que ficaram feias.

A Amazon Games entrou no mercado com uma tentativa fervorosa de ficar, e investimentos pesados, como o catastrófico Crucible, que foi lançado, mas em meio ao caos, o retiraram da steam e cancelaram. Ou caríssimo jogo do Senhor dos Anéis, que graças a problemas jurídicos, ela simplesmente cancelou. E
seu principal foco acabou sendo o multiplayer online, New World. Esse jogo conseguiu dividir opiniões. Mas a empresa foi além e entrou nas parcerias com veteranas no setor.
Foi assim que ela resolveu assumir a responsabilidade em colocar servidores e adaptações para as línguas locais de vários países ao redor do mundo, inclusive o Brasil. E na steam, criaram uma comunidade muito antes do lançamento em fevereiro de 2022. Claro que informações, dúvidas e tudo quanto é tipo de coisa passaram a surgir.

E foi assim que os jogadores começaram a perceber que a versão Ocidental do jogo não tinha as mesmas coisas. Faltavam alguns rostos e alguns modelos dos personagens foram modificados bruscamente. Outras pessoas também criticaram a adaptação Oriental. E até aí não tinha nada demais, porém a coisa ficou feia quando começaram a surgir relatos de banimentos do fórum:
A verdade é que existe uma certa carta na manga que a Amazon Games pode usar para se defender das acusações. Estou me referindo ao ban por ser hater. Não é incomum ter fóruns que em suas regras colocam que são proibidos tópicos focados puramente em causar ódio e fazer uma gritaria. E naturalmente, quem é banido sempre diz ter sido um santo e por isso fica aquele benefício da dúvida.

No entanto, a coisa acabou ficando mais feia nesse caso em especial porque já existia a desconfiança de que iriam ter modificações no jogo e quando elas começaram a aparecer, muitos fãs já estavam preparados para começar a xingar. Ou seja, a combinação disso com o banimento de pessoas comentando sobre acabou sendo bem polêmico e deixando tudo ainda mais feio.

Com a coisa se espalhando, youtubers passaram a se manifestar sobre o assunto e aí sim é que o povo passou a falar mesmo sobre as mudanças ocorrendo no Ocidente. No entanto as opiniões acabam realmente variando, já que apesar das armaduras terem mudado, muita gente gostou mais do visual que ficou fora da Coreia e assim também foi visto mais como uma mudança de forma inteligente (adequada) ou simplesmente insignificante para alguém realmente se importar. 
 
Sinceramente, o que achei mais bizarro não foi o lance de terem mudado, mas sim o negócio da censura no Ocidente pra algo tão pequeno... Normalmente eu sempre penso que é o contrário, as coisas vão ser super sensuais por aqui e quando chegarem em alguns países Orientais (Japão não, é claro), ficam mais comportadas. E essas roupinhas aí me pareceram tão tranquilas em relações a outras coisas que já vimos em outras mídias. Vai entender, né? Hahaha.

Postar um comentário

0 Comentários