Castlevania - Lament of Innocence | Onde a saga inicia

Bom, esse é o primeiro Castlevania para Playstation 2 e veio logo depois do fim da era dos Castlevanias para Game Boy Advance, que ocorreu com o fabuloso Aria of Sorrow. Cronologicamente aqui é mostrada a história que dá início a toda a saga. Mostra como os Belmont começaram a batalha contra Drácula.

No ano de 1094, Leon Belmont tem sua esposa sequestrada por um vampiro chamado Walter e para recuperá-la vai até uma floresta onde por algum motivo a noite não tem fim. Logo ele descobre que Walter se diverte com aventureiros sequestrando pessoas amadas para atraí-los a seu castelo e assim coloca cinco de seus servos em diversos lugares do castelo para enfrentar aqueles que ali entram e só então conseguirem abrir a passagem para enfrentá-lo. Leon é obrigado a explorar o castelo em busca das criaturas para finalmente poder enfrentar Walter e recuperar sua amada.

Eu fiquei ansioso para jogar esse jogo assim que terminei Aria of Sorrow, assim que comecei já fiquei muito empolgado pelo fato de apresentar uma história mais complexa, que com o tempo fui estranhando mas então me toquei que se tratava do primeiro Castlevania cronologicamente, portanto você controla aquele que deu origem a saga dos Belmont contra Dracula e entende o motivo disso e do chicote Vampire Killer só poder ser usado pelos Belmont.

Quando comecei a jogar mesmo após toda a apresentação eu já fiquei meio desanimado, tenho que assumir que achei bem cansativo, eu estava acostumado com a ação de diversos monstros aparecendo sem parar, então ir de sala em sala e em algumas ter monstros me fez achar o jogo muito parado e nos primeiros dois dias eu fiquei sem jogar porque dava preguiça só de saber que ia ter que passar por aquilo.

Porém depois comecei a me acostumar e vi que o jogo me lembrava muito jogos clássicos do playstation, isso de explorar salas, achar chave e peças, resolver quebra cabeças e ter as salas para salvar o jogo me lembrou muito os velhos tempos e jogos inesquecíveis do Playstation 1 e por isso comecei a gostar mesmo, logo percebi que eu estava me divertindo pra caramba e querendo voltar a jogar, o que foi um verdadeiro alivio.

Eu não achei a jogabilidade do jogo muito bom infelizmente, achei os combos muito limitados e baixa a diversidade dos cenários. Mas ele tem coisas bem interessantes também, como as armas mágicas que reagem diferente dependendo do orbe que você estiver equipado, sendo que você consegue um orbe a cada chefe que mata.

Tem também o inventario que você equipa acessórios, armas e armaduras, além da lista de itens que pode usar. Há também na floresta fora do castelo uma cabana onde você pode comprar itens, eu achei essa ideia muito legal, dá uma sensação de mistério, uma cabana no meio do nada assim, no entanto a variação de itens é tão baixa na cabana e não muda quase nada durante o jogo inteiro, então eu nem animava de ir la, ia muito raramente mesmo.

Os gráficos do jogo são legais para um jogo de Playstation 2, há várias salas com um estilo gótico muito atraente, e a roupona do personagem mantém esse climinha, além é claro da música, variando de musica de coral de igreja para musica eletrônica.

Aliás, uma curiosidade, é que apesar de eu ter jogado mesmo em um Playstation 2, se você tiver a oportunidade de jogar no emulador PCSX2, jogue! Pois os gráficos ficam muito mais bonitos pelo emulador do que rodando no próprio PS2, isso se deve ao fato de que suporta resoluções superiores. Além disso é fácil achar controles no estilo do playstation pra PC por preços baratinhos.

Uma coisa que me frustrou pra caramba no jogo foi as vezes que você morre e o jogo te manda de volta pro menu, ai voce tem que apertar continue, esperar ler o memory card, selecionar, confirmar que quer mesmo o save, então carregar a sala de salvar o jogo, aí você sai dela, carrega a outra sala e aí anda até onde estava o chefão de novo.

Esses elementos até que carregam rápido, só que começa a ser frustrante quando você morre muitas vezes, sendo que tem um chefe que a sala de salvar fica do outro lado do mapa, e tem um que você desce uma escada GIGANTESCA pra finalmente chegar no infeliz, com o tempo você começa a falar "LAMENT OF INNOCENCE É O CACETE Ò___Ò" e ameaçar tacar o controle na TV, dá muita raiva a bagaça. Mas quando se vence os chefes é uma sensação de alivio enorme também uahahahaha.

Eu gostei bastante do jogo, há várias salas secretas, lugares alternativos e chefes alternativos também, dá até vontade de explorar o castelo, ele é meio parado em comparação a um castlevania 2D mas mesmo assim acaba agradando.

Twittem aí para seus amigos pessoal =D

Postar um comentário

7 Comentários

  1. ah sky, nem terminei de ler, mas caso voce queira um toque quando escrever matérias com erros que não seja do Eu sou Deus, no final da história o "amada" ta escrito "amda"...

    ResponderExcluir
  2. Caramba Sky!!!Quantos castlevania você venceu ÓÓ ??? Você sabe a ordem cronológica dos Castlevania, por acaso??? É fã mesmo hein, ja até perdi a conta...Mas e o novo de ps3 e Xbox, você já jogo???Eu achei fodastico, de certo modo, porque o 2d nada supera...

    ResponderExcluir
  3. R0DR!G0 [email protected]
    Valeu, arrumei. Esse é o décimo castlevania que zero, não me considero fã não, é que estou fazendo um especial e zerando um por um na ordem de lançamento ai assim que zero um, passo próximo, embora eu tenha dado uma pausa uns tempos atrás.

    ResponderExcluir
  4. *fangirl mode ON*

    Por ironia do destino, conheci a série pelo Lament... Todo mundo comparou ele com os jogos lançados para N64 (pura blasfêmia...)!

    Mesmo depois do SoTN, o LoI continua sendo meu Castlevania favorito, que me fez a fã *COF*viciada e purista*COF* que sou hoje...

    ^^

    ResponderExcluir
  5. Agora só faltam 8 para você zerar =p

    Os que mais acho fodões são o Symphony Of Yhe Night (é até clichê falar isso) e o Lords of Shadow.
    Pela questão da estória, o Lords of Shadow foi o segundo melhor jogo da minha vida. Na DLC do Ressurection tem um dos bosses mais difíceis que já enfrentei, se não for O. Xinguei muito aquele maldito e o maldito do Gabriel no modo Paladin.

    ResponderExcluir
  6. como eu disse na materia do aria of sorrow eu não sou muito chegado no castlevania

    eu tenho esse jogo

    não consigo passar nem do começo

    ResponderExcluir
  7. quando tinha play 1 eu jogava muito o castlevania

    mas como eu tinha uns 6 ou 7 anos quando comecei a jogar o do play 2 eu fiquei meio com medo

    medo não mais eu vou vltar a jogar

    ResponderExcluir