Comparação gráfica entre Resident Evil 2 e o Remake

Graças ao PC, algumas franquias foram eternizadas, já que diferente de consoles, a plataforma continua. E assim a partir de Resident Evil 4 a história continuou para todos verem, a coisa ficou acessível até mesmo em lugares inusitados, como os livros de Resident Evil, no entanto os primeiros jogos se tornaram um problema para jogadores mais novos. Bom... Ao menos até a Capcom notar que seria uma boa atualizar a coisa, e hoje vou postar aqui comparações gráficas entre o Remake de Resident Evil 2 e o original.



O remake desse jogo pode ser considerado uma verdadeira atualização permanente da coisa, pois mesmo anteriormente tendo o Remake de Resident Evil 1, ele foi feito originalmente para Game Cube em 2002, e então veio para computador 13 anos depois junto com Resident Evil Zero. Apesar de se tornar acessível para novas gerações, não é como se fosse algo realmente novo, mesmo com o visual fabuloso.

Apesar de tudo o sucesso da coisa foi um dos empurrões para a Capcom começar a repensar sobre fazer algo estranho como continuar lançando jogos da franquia Resident Evil (Nessa época Resident Evil 7 estava em produção) e ao mesmo tempo começar a refazer os antigos. O outro empurrão foi a empolgação das pessoas com aquele Remake de Resident Evil 2 feito por fãs.

Com isso não poderia dar outra e em 2015 foi anunciado o remake oficial do jogo. Na verdade foi até prematuro o anuncio, pois nem tinha começado a ser produzido. Mas na E3 de 2018 a capcom matou a vontade dos fãs de verem algo, mostrando o jogo, com a mesma engine de Resident Evil 7 e anunciando o lançamento para 25 de janeiro de 2019.

Mas naturalmente comparações não poderiam faltar né? Afinal de contas um jogo lançado originalmente em 1998 e então mais de vinte anos depois receber uma remake não poderia deixar de ter o visual extremamente alterado, não apenas na parte gráfica em si, mas nos efeitos presentes e mecânica.

No remake são mantidas as duas campanhas de Claire e Leon como no jogo original que tinha o CD1 e CD2, cada um com sua história própria. E os inimigos passaram a reagir em tempo real no combate ao invés de só ir andando em sua direção, e a câmera não ficou em primeira pessoa como muitos imaginaram que ia ser, ao invés disso usou a câmera de vários outros da franquia como Resident Evil Revelations.

Trailers

Comparação Gráfica
Deu uma mudadinha né? Muito provavelmente os modelos foram baseados em pessoas reais, pois duvido que a Capcom não conseguissem fazer visuais dos protagonistas mais parecidos com os originais.

Comentários