Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 21 de maio de 2017

Esse é o design original do universo de Star Wars

Todos vocês conhecem bem o universo que foi apresentado em Star Wars Uma Nova Esperança, mesmo que não tenha assistido, a quantidade de produtos baseados na franquia torna impossível não reconhecer. Porém diversos dos elementos poderiam ter sido muito diferentes. O próprio Darth Vader tinha um visual meio modificado. E hoje vou postar aqui a arte conceitual original dessa obra que se impregnou na cultura pop.


Antes de um universo cinematográfico ser apresentado em sua forma final, há vários processos, ideias novas adotadas, ideias abandonadas, coisas que não dão certo, coisas que surgem do nada. E graças a isso vão surgindo vestígios, como por exemplo o final alternativo de Assassin's Creed, que inicialmente era pra ser o final original.

Com Star Wars não poderia ser diferente, afinal de contas é uma baita de uma obra grandiosa e com um universo extremamente vasto, então imagina o tanto de coisa que não foi deixada pra trás ou se perdeu de alguma maneira? Um bom exemplo é o média metragem Black Angel, que foi exibido originalmente antes de Star Wars e ficou perdido por 32 anos.

Em 1975, George Lucas apresentou o roteiro de Star Wars para o artista Ralph McQuarrie e pediu para que ele imaginasse aquele universo e fizesse pinturas baseadas no script. O homem não acreditou realmente que aquilo fosse um filme que sairia do papel, afinal de contas pelo o que estava sendo apresentado era caro demais. Esse é o resultado:

Uma Nova Esperança

As primeiras imagens naturalmente foram as mais desafiadoras para Ralph, já que era algo absolutamente novo, sem uma base além do script, tendo que inventar tudo do zero e aos poucos indo se adaptando a esse novo universo que nascia.
Uma coisa que me chamou a atenção nessa arte aí em cima em especial foi o fato do C-3PO estar com um design muito parecido com a da Maria de Metropolis, eu duvido demais que ela não tenha sido usada como base para a criação dele, talvez até mesmo no roteiro original isso tenha sido a base.
Ralph McQuarrie nasceu em 13 de junho de 1929, nos Estados Unidos, mas viveu o bastante para ver o sucesso que Star Wars tomou, sua morte foi em 3 de março de 2012, portanto chegou a ver o surgimento da segunda trilogia e a explosão de Star Wars na internet.
Ele não foi o único envolvido com a franquia que não acreditava que aquilo era possível, o ator que interpretou Ben Kenobi achava tosco, e falou que só tinha feito por causa do dinheiro mesmo, já que não era algo que parecia ter sido criado para se levar a sério.
Apesar de não acreditar devido ao custo elevado, Ralph McQuarrie acabou ganhando popularidade depois disso e trabalhou também na arte conceitual de E.T. O Extra Terrestre, de Steven Spielberg, que é amigão de George Lucas, e no clássico Battlestar Galactica.
Algumas ideias indicam que o script tinha também elementos bem diferentes, por exemplo aí em cima vemos um stromtrooper. É verdade que pode ser Luke, mas observe lá atrás e verá que ele não é o único com um sabre de luz na imagem. Talvez inicialmente essa arma fosse apenas uma "espada laser" e tão comum quanto uma blaster (pistola laser).
Diversos dos personagens principais foram criados por Ralph, mas além disso o próprio design tão peculiar de tantos ambientes são também foram feitos por ele. Existem inúmeras Space Operas que parecem ser só um mistureba surreal, mas Star Wars é o tipo que você olha e rapidamente nota um visual próprio.

O Império Contra Ataca

O trabalho de Ralph também se estendeu para o resto da trilogia, naturalmente usando o mesmo estilo, mas com alguns elementos já alterados, por exemplo C-3PO com o visual que foi apresentado no primeiro filme.
 "Eu dei o meu melhor para tentar retratar como eu imaginei que o filme deveria parecer, eu realmente gostei da ideia.""

"Eu não achei que o filme seria feito. Minha impressão era que aquilo era caro demais."

"Eu pensava que não ia ter audiência o suficiente. Era "bagunçado" demais."

"Mas George sabia um monte de coisas que eu não sabia."

George Lucas contratou Ralph exatamente por achar o trabalho espetacular e queria ver aquele traço maravilhoso apresentando seu universo para ficar bem visível de forma realista como seria a coisa. Então mesmo o artista nunca tendo trabalhado com filmes, isso pareceu interessante para o diretor.

"Ralph foi a primeira pessoa que eu contratei para me ajudar a imaginar Star Wars"
"Sua contribuição genial, na forma de pinsturas inigualáveis, impulsionaram e inspiraram todo o elenco e produção da trilogia e original de Star Wars."
"É realmente um testamento do quão importante ele foi."
"Há tanta conexão entre diversas dessas imagens icônicas e as cenas do filme."
"A forma que ele os ilustrava era uma influência para os personagens que foram interpretados."
"Quando as palavras não podiam transmitir minhas ideias, eu sempre apontava para uma das fabulosas ilustrações de Ralph e dizia 'Faça desse jeito' "
A princípio Ralph não tinha muita certeza sobre o trabalho, mas com o passar do tempo e vendo que aquilo funcionou, ele passou a sentir que estava em um verdadeiro emprego espetacular.

"Eu penso que eu tive o melhor emprego que um artista que já teve em um filme, e eu nunca tinha trabalhado em um filme antes."

"Eu ainda recebo mensagens dos fãs — pessoas perguntando se eu trabalhei no Episódio I , ou apenas querendo ter o meu autógrafo."

O Retorno de Jedi

O terceiro filme da franquia foi o último que Ralph participou, porém por opção. Quando a segunda trilogia estava sendo preparada ele foi convidado para ser o designer desse novo mundo. No entanto o designer negou, pois já estava velho demais e sabia que pra um projeto desses teria que trabalhar a todo vapor.
"Foi uma ótima oportunidade de eu começar do zero."
 "Tiver a oportunidade de criar novos personagens, veículos e mundos."
"Já que quando comecei, não estava claro que o filme seria feito, eu não precisei me limitar."
Em trabalhos em grupo em geral, é muito comum um profissional de uma área não saber fazer algo que um colega faz, mas ele tem uma noção. Com designer não é diferente, apesar de terem a capacidade de criar coisas surreais, eles mantém os pés no chão e ficam de olho no limite de capacidade do colega. Em filmes é comum as artes conceituais serem contidas, pois é fácil ver que até que limite um orçamento vai ser capaz de criar aquilo.
A respiração de Vader que é tão peculiar no personagem não foi uma criação de George Lucas, mas de Ralph, que fez essa sugestão quando criou a arte conceitual do personagem.
"George descreveu Darth Vader tendo um manto negro. No roteiro, Vader tinha que pular de uma nave para outra."
"Para sobreviver o vácuo do espaço, eu imaginei que ele precisaria de algum tipo de máscara de respiração."
 "George disse 'OK', sugerindo adicionar um capacete de samurai, e assim nasceu Darth Vader."
Sua morte aconteceu em 3 de março de 2012, na cidade de Berkely, Califórnia. Ele morreu em casa porque sofria da doença de Parkinson. Já era bem velho, com 82 anos, mas deixou para trás sua mulher Joan Benjamin.
E aí, o que acharam das artes conceituais?

Nenhum comentário: