Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 1 de abril de 2017

Rain World - Toda a beleza de ser a caça e o caçador

Já mostrei aqui no blog uma lista gigantesca de jogos pixelizados e como gosto dessas maravilhas. Então é realmente um prazer analisar um jogo lindo como Rain World, que é uma verdadeira mistura de sensações, é uma mistura do fofo sistema de biomas e beleza visual e Earthtongue com o climinha simpático e assustador de ser a presa que vemos no jogo Shelter. Apesar de tudo tem uma atmosfera bem própria.


Aqui você assume o papel de uma criatura de uma raça chamada Lesgato, um ser meio lesma, meio gato, mas que no fim das contas me pareceu mais um esquilo branco. Esse ser se alimenta de frutas e morcegos e vive em um mundo cheio de ruínas de uma civilização antiga. Esse lugar sofre com poderosas chuvas que inundam tudo por meses e ao se separar de sua família acaba precisando seguir em uma jornada solitária por ambientes cheios de predadores.

Esse é um jogo de exploração, naquele estilo em que você não tem fases, mas sim várias áreas para ir e voltar quando quiser, inicialmente não tendo acesso a todos. É um tipo de Metroidvania, mas sem aquele foco em ganhou de habilidade. A sensação é mais para explorar o mais rápido possível antes que seu tempo acabe.

Como o mundo apresentado é repleto de chuvas poderosas, frequentemente surgem tempestades, no começo algo discreto com algumas gotas, sons de trovão e o ambiente ficando mais sombrio, porém rapidamente a chuva começa a ficar mais forte até que chega um ponto em que tudo é inundado e você morre se não achar um abrigo.

Ou seja, é aquele tipo de jogo desesperador, que é difícil em sua própria essência. Eu vi que boa parte das notas negativas são porque o jogo é difícil, acho isso meio injusto, afinal de contas tem jogos que tem como foco a simplicidade, enquanto outros o foco é a dificuldade, então é um elemento que faz parte da essência de Rain World.

O ciclo do jogo basicamente é, acordar, evitar predadores, conseguir comida, arrumar um abrigo, hibernar. Então você tem que vagar pelo mundo antes que a próxima chuva chegue, se você morrer, o jogo recomeça no último esconderijo onde o Lesgato hibernou, dai você vai aprendendo aos poucos onde está o próximo esconderijo e tenta chegar lá o mais rápido possível.

Há predadores para todo lado e existe um baita de um charme especial na movimentação e forma de agir de cada um, por exemplo tem os crocodilos, que são pesados, podem vagar por tubulações e te alcançar em lugares altos, mas sempre precisam estar com os pés no chão ou nadando, não podem se pendurar, e assim se vão atrás de você em um ambiente alto eles desabam.

Mas cada inimigo tem formas de agir diferentes, como a planta carnívora que finge ser um lugar pra se segurar, o inseto enorme que fica voando e pode te perseguir livremente, o ser rosa que consegue se pendurar nas coisas e te alcançar em lugares altos e etc. O jogo consegue causar um desespero quando você se vê cercado, tendo que subir em lugares, saltar, se enfiar em buracos apertados, realmente dá pra sentir o medo de ser pego por um predador .

Outra coisa bacana é que você pode atrair eles para uma mesma área e vão entrar em combate pelo território. Isso pode ser um baita de um alívio quando um deles está te caçando sem parar e assim no meio da briga você pode sair de mansinho e deixar dois ou mais se mordendo pra ver quem vai te lanchar.

No entanto seu próprio personagem é um predador, ele precisa comer morcegos ou frutas, pois enquanto hiberna seu corpo precisará de energia. Sendo  assim você precisa ter se alimentado no mínimo quatro vezes para hibernar ou morrerá de fome no abrigo. Isso faz com que seja essencial estar preparado.

O visual do jogo é simplesmente maravilhoso, pixelizado com movimentação extremamente detalhada e se você fica fascinado com personagens fofos, certamente vai amar o protagonista. É simplesmente charmoso demais ver ele escalando lugares, andando de mansinho sobre duas pernas, se esgueirando, ou mesmo carregando objetos para atacar predadores.

E o próprio design do ambiente fascina demais, um estilo sombrio, sempre com fundos que dão aquela sensação de um mundo vasto e grandioso oculto em uma neblina no horizonte, lotado de ruínas. Mas detalhes próximos também são admiráveis, como por exemplo as sombras dos personagens que dão um charme a mais.

Aliás o formato desse jogo me lembrou alguns clássicos como Blackthorne, com aquele visual pixelizado tão charmoso e mudanças de câmeras bruscas quando você chega na extremidade de algum ambiente. A Cãmera não acompanha o personagem, mas as coisas continuam acontecendo em cada tela, ou seja se um predador estiver andando em sua direção em uma tela e você estiver na outra e for naquela direção, talvez seja pego de surpresa.

Enfim, tá aí um jogo difícil pra caramba, mas que pode gerar aquele efeito viciante em muita gente, sem sombra de dúvidas recomendo. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A pra ver o preço que está lá, pois eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida no preço que tá lá, clicando aqui.

Nenhum comentário: