Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Monsters and Monocles | Você, seus amigos e muita bala!

A coisa que eu acho que mais faltou no frenético Enter the Gungeon, foi um multiplayer online. Aquele jogo tão agitado com visual pixelizado fofinho e aquela sensação de estar ficando viciado parecia perfeita para jogar online com os amigos. Porém Monsters and Monocles parece até ser uma resposta à aquela vontade que sei que muita gente também teve de jogar com os amigos.




No quesito história o jogo é bem simplório, algo que não me incomodou por realmente ser o tipo de obra voltada para se passar o tempo com os amigos, com aquela sensação de evolução de personagem e adrenalina e sobreviver mais um pouco em meio a tanta bala. A coisa se passa em um universo steampunk e apresenta um colecionador de itens ocultos que sem querer desencadeia um grande mal que passa a se espalhar pelo mundo, isso faz com que um grupo de investigadores comece a investigar e eliminar a ameaça.

De certa forma esse jogo me lembrou um pouco o clássico The Chaos Engine, com essa ideia de algo caótico se espalhando pela terra em um universo steampunk, envolvendo vários personagens para um modo cooperativo e ainda mais sendo difícil pra cacete. Tem um certo climinha que é inevitável acabar sentindo, por outro lado no geral lembra mesmo a essência de Enter the Gungeon.

Aqui você escolhe um dos personagens disponíveis e pode entrar em partidas que suportam até quatro jogadores de uma vez. A conexão é bastante sólida, quando fui jogar online foi bastante tranquilo e rápido, nada daquela sensação de que você vai ter que ralar para conseguir fazer a coisa funcionar, aqui foi tudo direto ao ponto.

O jogo é um Roguelike puro, então em cada partida que você entra irá gerar um mapa aleatório com armas aleatórias, relíquias aleatórias, além de inimigos, objetivos e segredos escondidos também aleatórios. O grupo tem uma quantidade de vidas, se um morre, outro jogador pode atirar em sua lápide e revivê-lo, se todos morrem é game over e todos perdem tudo, a não ser que tenham um item especial que diga o contrário.

Os jogadores começam com armas iniciais, mas vão encontrando novas que caem dos monstros, de objetos ou podem ser adquiridas quando se compra em uma loja. Essas armas fazem as coisas mais loucas, podem atirar ácido, lançar granas, rebater nas paredes, entre outras coisas. Cada jogador pode carregar duas armas por vez e tem que decidir se abandona ou pega as armas que acha.

Dinheiro é coletado das criaturas e lugares quebrados, você pode de vez em quando achar uma entrada secreta para um vendedor, porém para abri-la tem que fazer determinados objetivos e aí sim pode dar uma olhada nela. Lá ele vende armas e itens que causam efeitos variados. Se um jogador comprar um dos itens, não tem extras e assim o grupo tem que ser rápido em dar uma olhada pois se o amigo pegar, acabou. Claro que grupos mais organizados podem conversar entre si e ver quem vai comprar o que.

Enfim, você fica encantado com aquelas obras steampunk que detalham tecnologia avançada na era vitoriana? Tá afim de vagar por um desses universos com os amigos? Pois pode gostar bastante de Monsters and Monocles. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui


Nenhum comentário: