Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 31 de julho de 2016

Poltergeist - Um clássico do horror feito por Spielberg

Assisti Poltergeist só atualmente, o filme é de 1982 mas é daquelas obras que sempre estiveram na minha lista do "Para ver um dia", mas nunca dei uma conferida. Porém chegou a hora e com certeza tive algumas surpresas interessantes, inicialmente um certo toque de tédio, porém depois foi difícil não notar o charme da coisa.




Eu acho até meio estranha a visão que tenho de Spielberg e que acho que boa parte das pessoas também tem. Aquela ideia de "O cara dos ets e dinossauros", normalmente quando penso em um filme dele me vem esse pensamento de filmes com climinha de aventura, crianças e tal. Isso me faz esquecer o quanto o cara é eclético e especialmente o gênero terror me dá um certo "susto" em ver os dedos dele. Acabo esquecendo que Spielberg dirigiu Tubarão.

No caso de Poltergeist, por anos eu não tinha a mínima ideia que Spielberg estava por trás, não sei exatamente quando fiquei sabendo, mas sei que foi meio esquisito na época pensar nisso. Afinal eu sempre imaginei que tinha sido algum diretor qualquer, e eu ouvia falar dessa saga de filmes desde a minha infância, o que me fazia temer o conteúdo da casa e criar uma enorme expectativa.

Eu tinha um amigo chamado Maicon, e foi com ele que conheci. Ele vivia falando que os filmes eram assustadores, que nunca tinha visto nada igual e etc. Era um verdadeiro fã mirim da saga, e logicamente aquilo me deixou com um pé atrás. Só conhecia a imagem da garotinha de costas com as mãos na TV, mas nunca fui atrás.

Quando cresci, comecei a assistir muitos filmes de terror e não demorou muito pra não ter mais efeito em mim. Sendo assim eu sabia que especialmente por ser um filme dos anos 80, Poltergeist não iria me dar medo algum. Por outro lado aquela lembrança apavorante do filme maldito ainda tinha sua marca né.

Quando fui finalmente dar uma olhada, também pesquisei um pouquinho. Descobri que Spielberg não dirigiu o filme, pois tinha uma cláusula em seu contrato para o filme ET que dizia que ele não poderia dirigir nada até terminar a coisa. Então ele escreveu Poltergeist, foi produtor executivo e li que ele atuou também embora eu não tenha conseguido encontrar hehehe.

Dizem que o diretor de Poltergeist, Tobe Hooper, foi apenas um fantoche do Spielberg e que na verdade não fez nada, só foi usado como fachada mesmo para que o outro diretor pudesse fazer dois filmes ao mesmo tempo sem quebrar o contrato. Mas apesar de tudo é óbvio que Spielberg nega e diz que só foi roteirista e produtor mesmo.

A princípio eu pensava que a história seria aquele grande clichê de casa mal assombrada onde uma família é atormentada por um espírito. Mas a verdade é que a história tem uma boa variada. Ela mostra um fenômeno que acontece na casa de uma família e a filha mais nova desaparece, a voz dela pode ser ouvida mas não sabem o que aconteceu.

Uma coisa engraçada, é que no fim das contas a história continua sendo simples, mas dá uma variada tão grande a mudança na forma que as coisas são conduzidas. Isso me fez pensar novamente na quantidade de filmes de terror horrorosos que temos hoje em dia e são todos clones. Sempre aquele "Eu já vi isso antes...", são raros os filmes como O Segredo da Cabana que decidem dar uma modificada no clichêzão.

Muita coisa no próprio desenvolvimento são diferentes, como quando a mãe descobre que tem assombração na casa. A reação dela não é a de mulher histérica que costumamos ver em todo santo filme, mas ao invés disso ela fica animada e acha engraçado. Pede para o marido abrir a mente e acredita que o sobrenatural é meramente uma outra parte da natureza que não conseguem explicar.

Mas apesar disso, tenho que assumir que os primeiros 40 minutos de filme foram tediosos pra mim. Me pareceu bastante um filme do Spielberg mesmo, crianças entrando em contato com algo fantástico. A diferença é que não fiquei bem animado, ao invés disso foi mais pra "nossa, não acontece nada de realmente interessante?".

Porém depois disso o filme pega um rumo próprio e aí sim as coisas ficam interessantes pra caramba. Com a chegada de uma equipe pra investigar, as coisas passam a acontecer mesmo. E aliás, fiquei impressionado em como o filme Insidious parece com Poltergeist. A sensação foi de que o "esqueleto" da coisa foi usado pra moldar Insidious.

Depois fui dar uma procurada e vi que fãs de Poltergeist notaram rapidamente isso também, alguns ficando irritados e dizendo que é uma cópia descarada. E não posso culpá-los, gostei de Insidious muito mais que de Poltergeist, porém tem tanta coisa igual. Uma senhora psíquica com uma equipe, uma criança que tem algo especial e atrai um ser, a ideia de ficar preso em um mundo espiritual, a presença de vários outros fantasmas que não são maus, mas sim estão perdidos naquele plano e outras coisas.

Enfim, Poltergeist é um clássico e é obrigatório especialmente por fãs de terror, mas os fãs de Spielberg obviamente também tem que assistir. O filme é legal, não me empolgou tanto mas sei que é porque demorei demais pra ver, mas é notável o motivo de ter marcado tanto. Nele também aparece uma das entidades mais poderosas que já vi em histórias do gênero e o final com certeza se destaca, fugindo do padrão desse tipo de filme. Recomendo! Atualmente o filme custa uma pechincha e pode ser encontrado nas seguintes lojas:




Nenhum comentário: