Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 22 de abril de 2016

We Are The Dwarves - Que as machadadas comecem!

Machados são aqueles tipos de armas que tem uma cara de algo medieval, mas que no fim das contas tem um baita de um charme e mesmo em tempos tão avançados como os atuais ainda se encontra variações para vender, muitos inclusive imitando estilos clássicos que dão um verdadeiro charme pra se pendurar na parede de casa. Mas nos video games machados ainda são armas perigosas e que dão um baita gosto de se usar, então adivinha de que é a análise de hoje? Isso mesmo! Um jogo sobre a raça da fantasia que mais tem a ver com machados!

É engraçado, normalmente o título de um jogo é a coisa que eu menos ligo, no entanto tem alguns que conseguem me despertar a curiosidade como Unepic e bate aquela vontade de dar uma olhadinha. Mas é algo raro, já We Are The Dwarves (Nós somos os anões) me deu aquela pontada que me fez várias vezes olhar o jogo até não aguentar e ter que testar.


Esse é um daqueles jogos que tem um universo próprio grandioso, algo que se destaca por ser diferente, de certa forma lembra um pouco algumas obras dos anos 80 com os extravagantes toques retro-futurísticos que eram tão comuns em tudo quanto era tipo de mídia, mas que tinha destaque especialmente em filmes B de aventura.

Então aqui o que temos é um universo onde anões vivem em um lugar subterrâneo que contém estrelas, mas elas estão morrendo e assim logo a raça de anões morrerá junto a elas. Portanto três anões são enviados em uma jornada para conseguir achar uma nova estrela e assim seu povo poderá ser salvo do terrível destino.

Eu tinha visto alguns vídeos bem por alto antes de jogar e portanto a visão que tinha era de ser um action rpg, ou seja o que estava esperando era um Diablo com anões. Algo desse tipo, porém foi mais do que rápido que entendi que definitivamente aquilo não era um action rpg, inicialmente fiquei meio confuso sem entender o que estava acontecendo, mas logo me toquei.

O negócio é, assim que eu encontrei os dois primeiros inimigos, adivinhem só? Eu parti pra cima deles pronto para botar pra quebrar, ataquei um deles, acertando parcialmente o outro, e logo continuei, matei um e o outro me matou. Foi um susto! Afinal era o começo do jogo, tentei de novo e mais uma vez morri, e foi aí que saquei que não dava pra jogar daquele jeito.

Sendo assim o que esse jogo tem a oferecer na verdade é um combate tático, porém não em turno, mas sim em tempo real. E assim é somado o elemento stealth. Você deve vagar pelas sombrias cavernas, observar os inimigos e se preparar para a pancadaria, mas é o tipo de jogo em que é preciso respeitar os inimigos porque qualquer vacilo já é o suficiente pra você morrer.

Aqui você controla três anões, cada um deles tem habilidades próprias e juntos você pode bolar táticas para atravessar os ambientes, usando não apenas suas habilidades mas o que o lugar tem a oferecer, sendo que cada inimigo também vai estar preparado e observando o lugar, prontinho para ir a lugares suspeitos.

E por falar nisso, algo interessante colocado nos inimigos foram quatro sentidos, normalmente em jogos desse tipo é colocado apenas a visão e as vezes a audição. Mas aqui também é adicionado o olfato e tato! Portanto dependendo do inimigo você pode chamar a atenção das formas mais variadas. Isso torna tudo muito mais interessante.

Durante o combate você pode apertar a barra de espaço do teclado a qualquer momento para pensar melhor no que irá fazer, no entanto não é como em Knights of the Old Republic onde o tempo fica paralizado, aqui ele fica em câmera lenta, quase parado, algo mais no estilo de SUPERHOT, porém é o suficiente para você pensar e fazer as coisas mais tranquilamente e é algo realmente para ser usado várias vezes.

Enfim, se você estiver procurando por um jogo que é preciso ter estratégia para conseguir passar dos lugares mas ainda assim te transmite aquela sensação de ação, esse pode ser realmente agradável. Quem se interessar em comprar recomendo dar uma olhada na G2A porque os preços de lá costumam ser bem menores que o da steam e aceitam boleto bancário.


4 comentários:

Saitama - sama disse...

"Um jogo sobre a raça da fantasia que mais tem a ver com machados!"
Sério? Sei lá, a primeira arma que vem a minha mente quando vejo a palavra "anão" em algum filme/jogo/livro/hq de fantasia são aqueles martelões gigantes. Mas eu acho que isso varia de pessoa para pessoa. kkkkkkk

Skywalkerpg disse...

E na sua visão qual é a raça de fantasia que mais tem a ver com machados?

Saitama - sama disse...

Acho que seriam berserkers. (não sei se posso considerá-los como uma raça de fantasia)

CRM disse...

Machado é quase sinônimo de anão.