Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 30 de março de 2016

Samphi - Um survival tristonho com elementos de RPG

Esse é um daqueles joguinhos que você olha para o visual e fica apaixonado de imediato se gosta de algo no estilo pixel. E lá fui eu dar uma olhada em Samphi, ainda em acesso antecipado mas que logo descobri que tinham alguns elementos bem especiais que tornavam a coisa mais charmosa e não apenas um rostinho bonito.


Bom, a primeira vista esse jogo pode parecer algo simples e direto, um Minecraft 2D, isso porque estão todos os elementos lá, gráficos simpáticos que esse tipo de jogo costuma ter, opção de coletar recursos e criar itens, um mundo natural com plantas e animais gerado aleatoriamente, entre outras coisas.

É lógico que um sandbox atrai um público já por ter uma certa essência própria, por outro lado existem diversos outros jogos do gênero e em 2D também como Asteria, Dig or Die ou Edge of Space. Cada um com sua personalidade própria, mas a primeira vista Samphi parece apenas usar algo básico, porém a coisa não é bem assim.

Começando pelo básico, um mundo é gerado de forma aleatória, não um mundo aberto, algo com limitações que rapidamente você chega, acho que é mais ou menos metade do tamanho de uma fase de Super Mario World, ao chegar na extremidade você pode apertar o botão para carregar a área seguinte, e assim vai, o mundo pode ser gigantesco, mas é dividido em pedaços.

Esse é um elemento que pode ser visto de duas maneiras, talvez a pessoa ame ou talvez deteste, uma limitação tão rápida pode ser algo meio desagradável. Por outro lado especialmente para aqueles que tem uma queda por jogos indie, pode ser visto de uma forma simpática, além de economizar bastante memória em um computador.

O visual do jogo é simplesmente muito fofinho, algo que lembra um desenho no paint porém não mal feito, cores fortes e um baita toque de fofura com pequenos elementos que são uma graça de se ver tipo os animais ou o sol lá atrás que vai passando até anoitecer, é realmente muito agradável e capaz de fisgar rapidamente amantes de gráficos simples.

É possível coletar recursos como terra e madeira, e assim ir forjando novos itens na tabela de craft, nesse quesito o jogo é bastante básico e se milagrosamente alguém não conhece, é aquele sistema onde você junta determinados recursos e aperta o botão para formar uma ferramenta ou objeto que facilitará em algo.
Outro detalhe interessante é o elemento de RPG adicionado, a tabela de habilidades, sendo assim o seu personagem pode ser melhorado quando você passa de nível. Isso te permite fazer coisas como lutar melhor ou ter maior habilidade na hora de moldar determinadas coisas usando a ferramenta de craft.

E por fim o grande diferencial mesmo é a proposta do modo história que me lembrou muito Braid, nele você tem que fazer determinadas tarefas em certas áreas do mapa e relembrar um relacionamento que deu errado em uma última tentativa de salvá-lo. Assim que as tarefas forem cumpridas, uma lembrança é liberada e um novo objetivo para assim a história ir sendo criada.

Enfim, se você gosta de jogos simpáticos e quer algo mais tranquilo, sem ser uma baita de uma obra gigantesca mas que também não é exageradamente minimalista, esse pode ser um jogo que é capaz de gerar um bom tempo de diversão. Quem se interessar e quiser dar uma conferida em mais informações pode dar uma olhada no site oficial do jogo.


Nenhum comentário: