Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 19 de julho de 2015

[Conto] Por toda a eternidade

Minha esposa e eu nos divorciamos a alguns meses, por vontade dela já que eu mesmo depois desse tempo não a esqueci, e meus constantes sonhos com ela realmente não ajudam em nada.
Graças a isso tenho que tomar calmantes e antidepressivos, geralmente eu sonho com ela querendo voltar para mim ou com outro homem, porém, desta vez o "sonho" foi diferente...
Estou em um espaço completamente branco, que não sei onde tem início e fim, me viro várias vezes para tentar achar algo ou alguém, sem êxito, até que avisto uma figura estranha, ao longe, de pele acinzentada, com longos cabelos negros e um longo vestido branco, pisco meus olhos e de repente, havia se virado, um rosto sem expressão, com olhos laranjas brilhantes, de modo que daria para ver a quilômetros de distância, tentei me comunicar mas a voz não saia, e a cada vez que eu piscava, mais perto chegava, e um sorriso macabro ia se abrindo em seu rosto, quando estava a poucos metros de mim, acordo gritando, assustado, ofegante.
- Devem ser esses malditos remédios...
Fui à cozinha beber um pouco de água, me acalmar, mas derrubo o copo e quase desmaio quando a vejo, minha ex-mulher, parada ali, e eu paralisado, o silêncio só se quebra quando ela diz:
- Me desculpa, eu errei! Eu ainda te amo! Vamos voltar? - Diz abrindo os braços, como quem quer um abraço.
Quase que roboticamente, abro meus braços também e vou em direção a ela, me jogando em seus braços, mas sinto algo estranho, como se não fosse ela mesma.
- Você... Você não é ela! Quem é você?!
- Eu? Eu posso ser quem você quiser...
Largo ela e assustado, vou em direção a sala, fecho meus olhos e balanço a cabeça, na esperança de ainda estar sonhando, porém, quando os abro novamente, estou naquele espaço branco, nos braços da "minha ex-mulher", então eu digo, digo não, grito:
- QUEM É VOCÊ?! OU MELHOR, OQUE É VOCÊ?! SE MOSTRE!
- Oras, se prefere esta forma...
Ela se revela como a criatura de meu sonho, com aqueles olhos laranjas hipnotizantes, em pânico, perco minha voz, enquanto o ser diz:
- Há tempos venho te observando... Vendo como você é triste... Com uma vontade enorme de ir logo ate você e sanar essa sua tristeza... Mas eu tinha medo... Mas agora, decidi ser corajosa e me mostrar!
A essa altura, eu já havia desistido de reagir, hipnotizado pela beleza de seus olhos brilhantes, ouço a frase que ficaria na minha mente pelo resto da minha existência:
- E agora, pelo jeito que você me olha, vejo que eu não tinha motivos para me esconder, e agora, podemos ficar juntos, POR TODA A ETERNIDADE...


E visitem o canal do autor, Hyena Espacial.

Esse é um dos contos que concorreu no concurso de contos de terror do blog.

Um comentário:

Miya Seat Lee disse...

Este foi um conto de terror romântico! Foi legal!