Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 2 de julho de 2015

[Conto] A cama

Dante era um garoto de onze anos comum, mesmo com tudo que ele tenha passado, aos cinco anos seu pai foi baleado num tiroteio da polícia e assaltantes e morreu. Com a carência de um pai ele ficou apegado à mãe.
A mãe de Dante o colocava todos os dias para dormir e ficava ao lado dele quando o mesmo tinha pesadelos, com dez anos ele parou de ter pesadelos e passou a dormir sozinho.
A mãe de Dante contava uma história para seu filho para ele dormir
- Ah mãe, Mais uma vai !
- Desculpe filho mamãe está cansada
- Não quero dormir sozinho mãe
- Você não vai dormir sozinho, Você tem o seu gatinho o Edward e seu ursinho de pelúcia o Frank para cuidar de vc
- Okay mamãe
A mãe de Dante dá um beijo de Boa noite nele, desliga a luz e sai do quarto.
A noite não estava uma das melhores, na verdade era bem assustadora, havia trovões e ventos que faziam barulhos bastante estranhos. Dante estava com medo e abraçou o ursinho Frank, cobriu o cobertor por sua cabeça e cai no sono mais tarde. No meio da madrugada Dante sente um sinistro arrepio e uma risada bastante medonha que provavelmente vinha de debaixo de sua cama. Com muito medo ele apanha o urso que estava no chão e grita
- MÃE TEM UM MONSTRO NO MEU QUARTO !!!
A mãe de Dante meio sonolenta diz
- Filho não tem monstro nenhum Volta a dormir
- ACORDA MÃE TEM SIM !!
A mãe dele sem paciência vai ao quarto do garoto e liga a luz
- Olha filho Não tem nada de mais, nem Edward acordou, volta a dormir
A mãe dele acaricia ele até o mesmo pegar no sono. Quando o garoto dorme ela volta ao quarto dela e dorme. 30 minutos depois Dante novamente sente o arrepio, olhou para Edward e havia algo diferente atrás dele, mesmo estando com sono Dante olhou melhor e viu que se tratava de uma mão meio putrefata que agarrou e puxou o gato cruelmente. Dante podia ouvir o gato berrando e sendo comido por alguma coisa. Dante pulou da cama tentando alcançar a porta o mais rápido mas aquela mão agarrou o pé dele e começou a puxar ele para baixo da cama, ele ainda tentou se agarrar em algo mas era inútil, quando mais ele berrava mais rápido a mão o puxava.
A mãe de Dante acordou com os berros do garoto e correu o mais rápido possível, chegando no quarto não encontrou nada além de poças de sangue no chão, principalmente debaixo da cama onde encontrou Frank totalmente limpo e com um discreto sorriso no rosto.

Autor: Artur Oliver
 
Esse é um dos contos que concorreu no concurso de contos de terror do blog.

3 comentários:

New El disse...

Faz um post sobre DMC e depois posta um conto em que o "protagonista" se chama Dante, será que só eu li o conto como se a criança fosse O Dante(do DMC) ?

Skywalkerpg disse...

Uahahahha eu não tinha parado para ver a coincidência, na primeira vez que li o conto dele eu imaginei que tenha se baseado no DMC, mas agora com a postagem, foi uma baita coincidência mesmo ter saído bem no dia da matéria da edição de colecionador do DMC 4 kkkkkkk.

Yan Chaves disse...

Sky muito boa a sua iniciativa de postar os contos do concurso aqui no blog,assim talvez você não revele futuros talentos.