Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 12 de julho de 2015

A profecia 3 - Um final verdadeiramente digno da trilogia

Existem alguns filmes que a cada título a coisa vai ficando pior, mas felizmente esse não é o caso do filme que falarei hoje. Tenho que assumir que eu sou tão fã de A profecia 2, que eu não via como a surpresa que aquele filme me causou pudesse ser repetida, e assim sempre foi um filme que eu não esperava nada demais, afinal de contas é difícil se repetir algo duas vezes seguidas e ainda mais pra uma trilogia de filme de terror, normalmente esses filmes ficam trash já no segundo e o terceiro é um verdadeiro pesadelo (no mal sentido), mas essa belezinha aqui, isso sim é um filme charmoso!

A história apresenta Damien Thorn, um homem com uma carreira política muito bem sucedida e que procura ajudar constantemente as pessoas, fazendo campanhas caríssimas e mantendo o foco no desenvolvimento da humanidade. Apesar disso, ele carrega um segredo macabro, pois é o próprio anticristo, e com um grupo de fanáticos religiosos tentando assassiná-lo, ele logo descobre que a volta do filho de Deus está prestes a acontecer, e ele fará tudo para eliminá-lo.

Eu fico impressionado em como três filmes escritos por três roteiristas diferentes e dirigidos por diretores também diferentes em cada um, conseguiram apresentar uma harmonia tão grande, parece que foram feitos de forma sincronizada, fiquei mesmo surpreso ao ver que A profecia 3 tem todo o charme dos filmes anteriores e consegue fechar com estilo, apresentar de uma forma realmente firme a coisa toda e conquistar facilmente.

Assim como o segundo filme, Damien é mostrado de uma maneira mais humana, e o legal é que dessa vez ele consegue inclusive tentar o telespectador e ver o ponto de vista dele, algo simplesmente fantástico! Imaginem só, em geral os filmes mostrando o anticristo sempre o mostram como o malvadão da história e que todos querem e sabem que ele vai morrer no final, mas afinal de contas um anticristo desses funcionaria na vida real? Parece que o roteirista tinha bem em mente que as pessoas não são burras e que pra seguir algo do "mal" teriam que ter um motivo pra isso, tem que parecer atraente, e foi exatamente isso que ele fez, um personagem charmoso demais e que consegue conquistar facilmente.

Em "A profecia 2" o Damien pode encantar por mostrar não ser mal, mas ele não é do tipo que faz a pessoa apoiar o que ele é, é mais algo voltado para a compaixão, dá pra sentir pena do peso que o personagem carrega nas costa, é possível se colocar no lugar dele, mas esse Damien aqui certamente não é para se ter pena, e sim se pensar em seus ideias, em suas visões de futuro, o que é bem fantástico.

O personagem é mostrado como um tipo de nova versão de Jesus Cristo, super carismático, ajuda as pessoas, demonstra bondade e tem uma visão de que a bíblia é bastante distorcida, que os fanáticos religiosos pregam por algo que tira a liberdade das pessoas. Ele não vê o domínio de Satanás como um ambiente de sofrimento para todos, mas sim um lugar onde as pessoas serão livres, farão o que quiser e terá foco no progresso. Damien ajuda pessoas constantemente em campanhas e deixa multidões impressionadas.

Os seguidores dele não são pessoas malvadas, mas sim pessoas comuns, que compartilham da ideia de liberdade e um mundo de paz, acham muito distorcidas as coisas da bíblia. Então pais de família e até mesmo crianças seguem Damien e o amam, querem seguir em frente com aquela palavra. E assim o ajudam em sua busca pelo nascimento da criança escolhida, é interessante e também um tanto provocativo ver como crianças seguem o anticristo, especialmente sendo um filme de 1981 deve ter sido bastante chocante para diversas pessoas, mas é preciso lembrar que não são crianças malvadas, apenas fieis, a coisa apresentada é realmente semelhante a um tipo de "Novo Cristo" com uma visão diferente da coisa.

Mas claro, ele também faz muitas maldades, só que não são feitas puramente para mostrar que ele é das trevas, em geral são sempre estratégicas, os movimentos de Damien são inteligentes e ele não abusa de seus poderes, são usados de maneira modesta e com muito estilo, ele pode eliminar seus inimigos de maneira brutal, mas sem deixar rastros, a maioria das coisas parecem acidentes ou planejadas por outras pessoas.

Enfim, apesar do segundo filme ainda ser o meu favorito, esse fechou com um estilo a trilogia, foi realmente algo impressionante e um anticristo realmente fantástico apresentado, não aquela fórmula tão boba de um cara cheio de poderes e que vira um diabão e que tem um monte de seguidores que querem que o mundo acabe para que queimem e sofram eternamente. Esse aqui sim é um filme luxuoso, assistam, pois vale a pena!

4 comentários:

New El disse...

Você recomenda toda a triologia? E vc tá sabendo que vai sair um série baseada no filme(parece que tá na moda esse negócio de série baseada em filmes antigos: um drink no inferno, hannibal, pânico , doze macacos, ash vs evil dead)?

CRM disse...

O filme mais legal de terror que ja assisti foi a Profecia 1. Eu ti ha uns 10 anos nos anos 80 quando vi . Passei a dormir com abajur aceso uns 2 meses. Ainda assim assisti umas 5 x . Muito bom mas assista nao como trilogia mas filme por fime. Eu ja achei o primeiro melhor.

CRM disse...

Outra coisa. So de lembrar da musica me da cagaco ate hoje.

Skywalkerpg disse...

New El, sim, mas lembrando que a franquia não termina na trilogia. Só que a história mesmo do Damien, acaba aí, e acho que foi em geral muito boa.