Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 15 de junho de 2015

O motivo de empresas temerem o selo "Só para adultos"

Sabem, eu sempre achei bem estranho a Rockstar se preocupar em receber selos "Adult Only", que é o selo de extrema violência em seus jogos. Me parecia frescura demais ela ficar reclamando de coisas desse tipo e fazer jogos super violentos como GTA, ou mesmo o caso de ter criado conteúdo sexual e deixado escondido, como foi o polêmico Hot Coffee. Então pra que diabos esse escândalo todo em receber o selo de 18 anos ao invés do de 17? É só um ano de diferença! Pois é... A verdade é que a coisa é bem mais complicada que isso.

O polêmico simulador de chacina Hatred me fez entender o motivo da empresa se preocupar tanto em receber o selo "Só para adultos". O negócio realmente não é apenas a questão das vendas para um público menor, mas sim o marketing negativo da coisa. Por mais que fanáticos como o Jack Thompson persigam jogos loucamente, no fim das contas eles fazem essa caça às bruxas a um grupo determinado, e se GTA recebesse um selo "Só para adultos", estaria bem mais vulnerável do que simplesmente o selo "Maduro".

O primeiro jogo a receber esse selo foi desenvolvido pela Paradox Development em 1998 e se chamava Thrill Kill. Porém mesmo após receber o selo, a Eletronic Arts comprou a distribuidora e cancelou o jogo, ou seja, foi classificado, mas não chegou às mãos do público.

E para vocês terem uma ideia de como é assustador receber o selo "Só para adultos", quando Hatred recebeu essa classificação, em 2015, ele foi o 29ª título a ser classificado assim, ou seja quase vinte anos depois e menos de 30 títulos! E mesmo assim no fim todos arrumaram um jeitinho de sair da classificação, por exemplo Manhunt 2 recebeu a classificação e foi modificado para perder e cair pra apenas "Maduro", no fim das contas Hatred é o segundo jogo a receber de forma definitiva.

É claro que antes deles já existiram vários jogos ultra violentos, porém muitos deles apenas jogos lançados na internet, nada comercial ou legalizado. Um bom exemplo é o chocante JFK Reloaded que deixou muitos americanos revoltados.

Ou seja, Hatred foi colocada em uma equipe diferencial, um destaque. Um verdadeiro palco especial para todos os olhos dos críticos massacrarem e falarem "Estão vendo aquele jogo? É isso que damos para nossas crianças?". No site oficial um dos produtores demonstrou sua reação ao ficar sabendo da classificação com a seguinte mensagem:

"Não estou convencido do porque de 'Hatred' ter sido apontado como 'Só para adultos', mesmo sem nenhum conteúdo sexual, mas é uma espécie de conquista ser o segundo jogo da história a ganhar o selo apenas pela violência e linguagem apresentados"

"Eu confesso preferir apenas a classificação 'Maduro', porque isso pode ser ruim para a chegada de 'Hatred' aos consoles, no futuro. Mas em contrapartida, acho que vocês ficariam decepcionados com ele"

Enfim, esse é o motivo de empresas ficarem tão apavoradas ao imaginarem seus jogos recebendo o selo "Só para adultos". Não é uma mera questão de um ano a mais, um ano a menos, é uma questão de estarem bem mais expostas e destacadas, podendo ter seus títulos proibidos de vez em inúmeros países e perdendo assim uma verdadeira fortuna. Vejam também a lista de jogos proibidos em vários países do mundo.

Nenhum comentário: