Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Adventures of Pip - Um jogo de plataforma muito marcante

Existem alguns jogos que são tão simpáticos em sua essência que acaba apresentando uma assinatura própria charmosa e que rapidamente te deixa muito encantado. Esse é bem o caso de Adventures of Pip, um daqueles jogos que brinca com o universo dos video games e que apresenta um humor seco porém interessante, como Oozy: Earth Adventure.

A história fala sobre um antigo e pequenino reino que cabia na palma da mão de uma pessoa, e que assim como qualquer outro reino, aqueles que tinham mais pixels viviam no luxo e usufruíam de uma bela vida, enquanto aqueles que tinham poucos pixels só se davam mal, tendo que conviver com a constante pobreza. No entanto com o nascimento de uma princesa, tudo mudou, pois ela era capaz de produzir pixels e trazer felicidade a qualquer um. Isso chamou a atenção de uma rainha das trevas que sequestrou a princesa para usar o poder para si.


Uma coisa que adorei no jogo, é em como ele usa a história e o visual de forma harmoniosa, os cidadãos do reino realmente podem ser reconhecidos pelo estilo de pixels que tem. Enquanto alguns deles são bonitinhos e completamente cheio de detalhes, os plebeus tem um visual bem mais simplório que os outros. Essa ideia em si de algo pequenininho atrai naturalmente qualquer pessoa, vai dizer que você nunca gamou ao menos em uma miniatura de personagens? Coisas compactas fazem a fofura ser natural!

Outra coisa legal, é em como um certo elemento é colocado em cheque aqui. Você assume o papel de Pip, um plebeu que não tem nada a perder, pois é tão pobre, que é feito de apenas um único pixel vermelho, e o que a rainha está fazendo é transformando todos os cidadãos em seres de apenas um pixel. O elemento que é deixado em cheque é, no primeiro encontro de Pip com a rainha ela te pergunta algo do tipo "Por que está lutando por eles? Para que tenham mais pixels e sejam superiores a você? Logo farei com que esse reino inteiro seja composto por iguais de apenas um pixel.".

Achei a ideia bem interessante, no fim das contas você luta para salvar a nobreza. Por outro lado, a rainha não é nada boazinha, pois um dos detalhes é que ela será a única que vai ficar com muitos pixels, pois segundo ela uma garota como ela precisa ter um rostinho em alta definição.

A jogabilidade é de um jogo de plataforma cheio de detalhes nas fases para você esbanjar e explorar, se você gosta de jogos de plataforma que lembram eras antigas como o belíssimo Terrian Saga: KR-17, mas ao mesmo tempo quer ter uma sensação de exploração e aventura como o extremamente desafiador Red Goblin: Cursed Forest. Esse pode ser uma ótima opção para você se divertir bastante explorando.
É preciso vagar pelo reino, as fases podem ser repetidas, mas você vai e volta quantas vezes quiser, é preciso salvar cidadãos, coletar dinheiro e as vezes ir a loja comprar novas habilidades. Alguns lugares você terá que pensar bastante. Com a habilidade do personagem de se tornar um menino em alta definição você pode fazer coisas como dar socos e dar saltos em paredes, porém voltando a forma de pixel você pode passar por pequenos lugares e planar.

O jogo tem belíssimos visuais, que me lembraram de certa forma Finding Teddy 2, algumas vezes com foco em ambientes mais quadriculados e outras com lugares realmente cheio de detalhes e as mesmas regras servem para todos os personagens presentes, alguns são meros quadrados, enquanto outros são cheio de detalhes, e inclusive efeitos que certamente não rodariam na era dos 16-bits. Sendo assim acho que se encaixa melhor como um jogo de 32-bits, é algo pixelizado porém bem robusto.

Enfim, eu já tinha citado esse jogo na matéria sobre o simpático Super Indie Karts, pois o protagonista é um dos corredores disponíveis naquele jogo. Se você gosta de jogos de plataforma em 2D, irá se apaixonar definitivamente por essa maravilha. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui.

Nenhum comentário: