Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Tales of Aravorn: Seasons Of The Wolf

Caramba, quando vi esse jogo imediatamente me fez lembrar do primeiro jogo que joguei da Winter Wolves, o Loren The Amazon Princess, que curiosamente não é um jogo que usa o estilo padrão da desenvolvedora, já que dá uma variada apresentando um RPG híbrido com Visual Novel, e aqui essa fórmula é repetida, te colocando novamente naquele climinha e sendo uma ótima opção para pessoas que querem experimentar uma Visual Novel, mas sempre acharam o gênero parado demais, aqui tudo fica muito mais movimentado.

Aqui você assume o papel dos gêmeos Shea e Ateha, que sempre viveram na vila distante de Ninim, vivendo naturalmente sem grandes emoções, até o dia em que um dos irmãos acaba achando um lobo e decide que quer adotá-lo, mas esse pequeno ato que inicialmente parece ser apenas um capricho para se distrair com um bichinho, acaba mudando bastante o rumo de suas vidas e fazendo com que rumem pelo reino, tornando-se conhecidos aventureiros.

Você pode escolher um dos personagens, ambos aparecem na história, mas dependendo da sua escolha, o ponto de vista será diferente, além de que a experiência também muda, como por exemplo as opções de romance, então é o tipo de jogo que tem o fator rejogabilidade para os que gostam de zerar mais de uma vez.

Existe uma boa mistura entre Novela Gráfica e RPG, o que é ótimo, o jogo conseguiu mesmo manter um meio termo, ao invés de ficar um gigantesco tempo com personagens falando sem parar, aqui a coisa é bem mais moderada e as situações passam rapidamente, te deixando muito mais a vontade e sem todo aquele aperto de que o personagem não cala a boca nunca.

Os elementos de RPG são clássicos e robustos, no começo ao escolher o personagem, você também já o configura colocando pontos em sua ficha, escolhendo a classe, habilidades, etc. Durante o jogo você tem um inventário com itens que pode usar e também armadura, arma e etc. O combate é em turnos e assim você monta o seu grupo escolhendo as posições e tem todo aquele sistema de escolher se vai atacar, usar itens, etc.

Visualmente é aquele clássico estilo de anime, portanto se você gosta dos traços japoneses, certamente vai gostar um bocado e se sentir em casa. As coisas não são muito movimentadas, mas existe uma grande variação de cenários e personagens que mudam constantemente na tela, já os combates são em uma tela apenas simbólica e cheia de opções. Algo que pode agradar bastante é o mundo do jogo, que aparece todo um mapinha para explorar e em que você pode fazer sua fama, algo que dá um belo de um destaque em um jogo desse tipo e mostra que é mesmo um RPG e não apenas um jogo com elementos, por mais que seja um híbrido.

Enfim, tá aí uma opção realmente perfeita para quem sempre quis jogar um Visual Novel e estava procurando algum que a jogabilidade fosse mais movimentada. Quem se interessar é só dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: