Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Supreme League of Patriots - Jogo que tira sarro de tudo

Existem alguns jogos que passam a impressão de que seus criadores estavam muito afim de tirar um sarro de Deus e o mundo, e Supreme League of Patriots consegue passar perfeitamente essa sensação, com uma história bizarra, situações sem muito sentido e diálogos que conseguem te fazer rir exatamente por ridicularizar o próprio jogo e outros desse gênero. É o tipo de obra que pode divertir muita gente, mas que infelizmente é limitado apenas a aqueles que sabem falar inglês, já que não existe suporte para qualquer outra língua.

Você assume o papel de Kyle Keever, um homem que tenta entrar em um novo reality show chamado America's Got Superpowers, e para isso arruma uma bizarra roupa ao estilo Tio Sam, mas com muitos detalhes púrpuras. No entanto após um acidente, sua sanidade é abalada e ele se torna o próprio personagem que interpreta, o "Patriota Púrpura" e começa a se esforçar para se tornar o super herói que a cidade está precisando.

Aparentemente a Telltale games conseguiu inspirar outras empresas com o seu estilo de apresentar jogos no estilo de seriado, com episódios e a desenvolvedora No Bull Intentions seguiu o mesmo modelo, além de também usar o estilo point and click, infelizmente uma coisa que acabou sendo falha é que foi usada a mesma forma que os jogos antigos da Telltale e lançaram os episódios como cada um sendo um jogo, e aqueles que tem uma biblioteca poluída na steam vão ficar com todos os episódios espalhados ao invés de ser apenas um jogo onde se pode escolher o próximo episódio.

O gênero é um point and click puro, com foco extremamente forte no humor, sendo assim aqueles que estão procurando por uma experiência inovadora usando o gênero, realmente não irão conseguir isso aqui, por outro lado aqueles que querem apenas experimentar algo desse gênero e sentir a verdadeira essência que esse tipo de obra apresenta, pode ser muito perfeito dar uma jogada e com certeza as gargalhadas são garantidas.

Com o foco no humor, o jogo tira sarro de muitas coisas, até mesmo no próprio gênero, como quando o personagem principal apresenta uma série de itens que devem ser coletados e o seu amigo "Mel" pergunta o que ele está fazendo e a resposta é algo do tipo "Não é isso que fazemos nesse tipo de jogo? Colocamos um monte de objetos aleatórios para serem coletados e o jogador tem que achá-los?", quando Mel diz que não vão fazer nada disso ele questiona com algo como "Mas, se não enchermos o jogo de um monte de quebra cabeças sem sentido, o jogador vai acabar percebendo o roteiro fraco e terminando em vinte minutos". E esse é só um dos diálogos iniciais, a zoeira rola solta no jogo.

Graficamente o jogo é muito legal, usando um padrão de desenhos animados e que agrada bastante, assim como a sua dublagem é bem feita pra caramba. Por outro lado, esse é um jogo que você pode amar ou odiar pelos diálogos, isso porque cada objeto mostra um diálogo gigante, somando isso ao fato do personagem não andar muito rápido, os mais apressados podem ficar frustradíssimos com o falatório, por outro lado aqueles que querem mesmo é ver história irão adorar.

Enfim, Supreme League of Patriots é um jogo meio termo e realmente depende do público que irá aproveitá-lo, se você estiver querendo rir, souber inglês e gostar de point and click, certamente vai aproveitar muito, mas se você quiser inovação e gosta de jogos rápidos, esse aqui pode não ser uma opção tão boa assim. Quem se interessar é só dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: