Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 11 de janeiro de 2015

Minoriteam - O grupo de super heróis das minorias!

Esse é um daqueles desenhos americanos voltados para o público adulto e que tem foco em críticas sociais usando as situações mais absurdas possíveis, naturalmente é também o tipo de obra polêmica que deixa muita gente frustrada com o conteúdo, além de deixar a galera da nova era bastante exaltada, considerando-o como um desenho cheio de mensagens subliminares e feito pelos illuminati para manipular as massas e confundir informações.

A trama se passa na cidade de Corporate City, onde uma organização malvada conhecida como The White Shadow (A sombra branca), é completamente preconceituosa e odeia qualquer tipo de minoria, querendo acabar com elas, por outro lado, um grupo de pessoas cansadas de serem tratadas como inferiores e colocados à margem da sociedade, se unem para lutar pelos fracos e oprimidos, formando o grupo de super heróis formado pelas minorias, são os Minoriteam.


Os personagens colocados são verdadeiros estereótipos e alguns fazem até mesmo algumas indiretas safadas que geram muitas discussões. Entre as minorias apresentadas estão o chinês, o homem negro, o judeu e o mexicano. Por outro lado na parte dos vilões nós temos personagens bizarros, como o próprio líder que carrega a pirâmide illuminati, uma escada com cara de trambiqueira e um personagem chamado "Frankenstein Racista", que sempre fala gritando e batendo a mão em algum lugar.

As situações são sempre muito sem noção, e os planos maléficos envolvem coisas espalhafatosas, por exemplo quando a The White Shadow contrata alienígenas para abduzir o Minoriteam e eles são colocados para lutar em uma arena onde tem que enfrentar os seus piores medos, tentações, e outras coisas daí no primeiro desafio jogam uma moeda de um centavo gigante na arena, e o judeu fica excitado, formando um volumão na calça e sai correndo atrás sem conseguir se controlar, depois lançam a mãe de Fasto (O homem negro) na arena, e ela começa a gritar com ele e diz coisas do tipo "SEU DESGRAÇADO! ONDE VOCÊ ESTAVA? EU TE MANDEI COMPRAR LEITE DEZ ANOS ATRÁS E VOCÊ NUNCA MAIS VOLTOU!!!" e quando ele responde "Ai meu Deus!", ela continua "NÃO FALA O NOME DO SENHOR EM VÃO MOLEQUE! NÃO OUSE FALAR O NOME DA PORR% DO CARALH& DO CACET# DA NERD& DU SENHOR EM VÃÃÃÃOOO!!!", com aquele apito de censura tocando sem parar.

A série também apresenta certas manias bem hilárias que os personagens tem, como as vezes te fazer pensar que irão falar palavrões e acabarem falando outra coisa, por exemplo uma vez em que algo muito absurdo aconteceu e o indiano soltou um arrastado "Holy Shiiiiii... VA!!!". E há algumas controversas, já que eles não são heróis completamente bons, por exemplo o Chinês é paraplégico e explica a sua técnica para andar na primeira classe de aviões de graça, ele se jogar da escada, aponta pra uma aeromoça e dizer "Oh... Ela me empurrou, e eu... Eu não sinto as minhas pernas!".

Enfim, essa é uma série animada de apenas vinte episódios e que sua única temporada foi ao ar em 2005 e depois sumiu do mapa. Eu gostei um bocado, achei engraçada, mas naturalmente não agrada a todos, especialmente se você for uma pessoa que se sente muito reprimida pela sociedade, pois apesar da mensagem ser de conscientização, exagerando nos estereótipos, pode só deixar alguns constrangidos. Talvez por isso tenha desaparecido.


Nenhum comentário: