Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

theHunter: Primal - Jogo coop em ilha com dinoassauros

Há alguns cenários que são simplesmente maravilhosos e naturalmente atraentes para jogos, e eu não estou falando de visual, mas sim de atmosfera, e desde Jurassic Park um dos grandes sonhos de muitos é o de poder vagar por uma ilha cheia de dinossauros, quem nunca teve um daqueles esqueletos de dinossauros no quarto? São simplesmente criaturas apaixonantes! No jogo theHunter: Primal você tem esse prazer, mas vai além pois não se limita meramente a um jogador, mas sim uma aventura cooperativa que fará você e um grupo de amigos explorar e descobrir coisas novas.

Tive um pouco de dificuldade de captar a história, pois pelo jeito o foco não é esse então não há um grande esforço em falar sobre a trama, mas pelo o que vi você é um prisioneiro que é enviado para uma ilha, que tudo indica estar em outro planeta. O seu objetivo é abrir espaço para que uma civilização possa florescer ali, mas para isso é necessário caçar dinossauros na ilha, alguns mais inofensivos, outros completamente mortais.



Indo direto ao ponto, esse jogo é simplesmente incrível! Aquele tipo que você não joga com a sensação de que precisa zerar ou algo assim. É um jogo para se jogar em sessões, onde você pode estar ou não acompanhado. Basicamente há três coisas no jogo que devem ser feitas como elementos principais, explorar, sobreviver e caçar. Fazer isso te garantirá muitas horas de diversão em que você realmente relaxa ou se sente bem agitado com a adrenalina.

A ilha é gigantesca com 24 quilômetros quadrados, e apesar de não ser algo gerado aleatoriamente, é grande o suficiente para você passar um baita tempo indo em cada pedacinho do lugar. É um ambiente vasto e bonito de se ver, é tão legal ficar no topo de uma montanha, observar o horizonte ever outras montanhas distantes dali. Mas não é só achar espécies e paisagens belas, você precisa de itens e assim tem que caçar por baús para achar munição e armas.

É um jogo de sobrevivência e com muitos perigos, portanto é preciso tomar cuidado enquanto se explora, pois há plantas venenosas que com o tempo você vai aprendendo a identificar e se distanciar, é preciso observar direito, pois mesmo em uma fuga, você tem que estar atento por onde passa. Com dinossauros carnívoros as coisa piora ainda, pois se te veem, começam a te caçar, você tem que saber o momento de se esconder e ficar quietinho para evitar ser comido.

E existe o elemento caça, que é o que dá nome ao jogo, aqui você precisa conseguir armas e ir atrás, é necessário rastrear as espécies e identificar se deve ou não seguir, por exemplo se você acha fezes de um tiranossauro, pode usar um aparelho para te dar informações e direção e assim você pode ou não ir atrás. Normalmente a melhor caça para se fazer inicialmente é de algo mais calmo como o triceratops, mas é preciso sempre ficar atento para não se tornar a caça e de repente não ver um grupo de dinossauros organizados tentando te lanchar.

Mas sem dúvidas o multiplayer é o que realmente chama a atenção no jogo e é o tipo de obra que você pode jogar e se divertir sozinho, mas depois que você experimenta o gostinho de jogar online com alguém, tudo muda! Isso porque a experiência cooperativa é intensa e te coloca no tipo de universo que você sempre quis estar com amigos, vale muito a pena!

Existem alguns modos para se conectar a outras pessoas, a primeira é entrar em alguma sala aberta e entrar, a segunda é criar um jogo fechado e jogar apenas com amigos, e a terceira é o modo para se jogar em lan, e assim apenas computadores em uma rede local tem acesso. Tivemos alguns problemas para jogar online no começo e logo vimos que tinha a ver com portas que precisavam ser abertas, como sempre tivemos problemas com isso, agilizamos as coisas e fomos direto ao Tunngle, o que foi uma boa ideia pois rapidamente conseguimos nos conectar.

Joguei ele com meu amigo Patrick e sem dúvidas gerou belas gargalhadas, inicialmente nos sentimos meio perdidos, com a ajuda de um aparelhinho semelhante a um smartphone para auxiliar com mapa e informações geral, mas logo começamos a nos sentir mais a vontade com tudo. O fato de estarmos perdidos, mas achando coisas foi bem divertido e mesmo com problemas com servidor fechando, voltamos algumas vezes para jogar mais um pouco.

Há diversos momentos em que a situação fica tensa e você precisa avisar seu amigo sobre certas coisas para deixá-lo alerta, por exemplo houve um certo momento em que achamos uma caixa e eu fui rapidamente para pegar tudo, isso fez com que meu amigo ficasse meio irritado e assim na próxima caixa que avistamos, ele correu e começou a mexer, só que nesse instante apareceu um tiranossauro e eu gritei, avisei sobre, mas acho que na hora ele não acreditou, e assim que saiu, viu a cabeça do Tiranossauro bem do lado e deu um baita grito. O pior foi que ele conseguiu fugir e o bichão veio em minha direção, mas minha energia tinha acabado e eu não conseguia correr mais, resultado, fui devorado e lançado de cima de uma montanha. Isso nos gerou belas gargalhadas.

É muito fascinante sair por aí com alguém e de repente ouvir a pessoa falar "Espera aí! Fica quieto!" e você fica quietinho, para assim os dois ouvirem passos de algum dinossauro por perto. É muito bom, dá uma adrenalina fantástica o ver passar e ir para o lado contrário, ou mesmo ser avistado e sair correndo desesperadamente tentando fugir.

Enfim, theHunter: Primal é um jogo que você vai querer chamar os amigos para explorarem juntos, definitivamente vale a pena e com certeza você vai se divertir um bocado. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A pra ver o preço que está lá, pois eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida no preço que tá lá, clicando aqui.

Nenhum comentário: