Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Rock Zombie - Mate muitos zumbis com uma guitarra

Tem alguns jogos que você começa a partida e então passa a rir das bizarrices que presencia, e esse é bem o caso de Rock Zombie, um jogo que usa a fórmula antiga de Beat 'em Ups e pode dar uma baita sensação de vazio enquanto está jogando, mas por algum motivo você continua indo em frente e passa a gargalhar de algumas situações simplesmente muito esquisitas que são destacadas pela secura de detalhes na movimentação.

A história apresenta três jovens bruxas que são também roqueiras e um dia em um de seus shows, elas são surpreendidas ao verem que algumas pessoas do público estão com olhos vermelhos e as coisas logo fogem do controle quando começam a subir no palco e elas percebem que todo mundo está virando zumbi e assim partem em busca da misteriosa fumaça verde que está solta pela cidade.

Esse é um jogo que sinceramente me fez rir em diversos momentos e ficou comum eu ver alguns elementos e dizer "Mas que diabos é isso?". Começando pela história que é bastante forçada com esse negócio de roqueiras bruxas, e usa um elemento bastante ultrapassado quanto a zumbis, com esse negócio de fumaça tóxica. Sendo assim, se o objetivo dos criadores era fazer uma trama digna de alguns jogos dos anos 80, certamente eles conseguiram, pois essa bagaceira honrou com força!

Quanto a jogabilidade, você tem dois ataques, o vertical e o horizontal, e assim deve sair matando os zumbis que aparecem pela frente, quanto mais você mata, mais vai carregando uma barra de energia, essa energia pode ser usada para que você aperte os botões de ataques especiais e assim solte magias poderosas que podem acabar com diversos inimigos de uma vez só. Um ponto negativo da jogabilidade é que ela é seca, usa o gênero beat 'em up de uma forma muito pura, sendo assim basicamente você vai andando e matando inimigos com dois golpes, o que te faz pensar "Meu deus... Que bagaceira é essa?".

Agora uma coisa que eu acho que ficaria perfeita nesse jogo, mas que infelizmente não tem, é o multiplayer, isso porque com certeza geraria muita gritaria. Acontecem algumas coisas completamente fora do comum, como você chegar em um carro e ter que bater com a guitarra nele até partir ao meio, é simplesmente hilário, ou os bugs estranhos como você se aproximar de uma mina e ela já explodir, mas um zumbi passar por cima e não acontecer nada, eu ri um bocado vendo essas coisas.

Graficamente o jogo é ótimo, ele tem um estilo de desenho animado que acho que caiu muito bem, apesar disso é em 3D, a técnica usada nas texturas lembra Cel Shading, mas não parece chegar a ser, ficando um meio termo, e há elementos bastante sombrios misturados com certas cores mais psicodélicas, o que te gera aquela sensação de clube noturno.

Enfim, esse é um jogo que acredito que pode divertir bastante se você estiver de bom humor e especialmente se for jogar com outras pessoas assistindo, definitivamente é o tipo de obra que gera comentários hilários sobre os acontecimentos, agora se você estiver procurando algo bastante polido, certamente não é a obra mais indicada. Quem se interessar é só dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: