Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Adventures of Superman - O primeiro live action do herói!

Todo mundo já viu o Super Homem em algum live action, isso é uma coisa bem comum, e certamente a maioria dos visitantes do blog nasceu depois dos clássicos filmes que todos conhecem. Mas uma coisa que nem todos sabem é que Christopher Reeve não foi o primeiro a interpretar o homem de aço em uma versão de carne e osso, mas afinal quando foi a primeira vez que o herói apareceu dessa maneira? Bom, a postagem de hoje é exatamente sobre isso, o seriado Adventures of Superman, lançado em 1951 com um total de 104 episódios divididos em seis temporadas, ou seja foi coisa pra cacete.

A história é aquela que tanto conhecemos, o jovem Kal-El é colocado em uma espaçonave por seus pais, no planeta Kripton, que está para ser destruído, e então é enviado a terra, o bebê é encontrado por fazendeiros que cuidam dele como filho, mas o sol amarelo na raça kriptoniana faz com que recebam super poderes, e assim ele cresce e se torna o super herói conhecido como Super Homem. Uma coisa que achei interessante é em como os roteiristas curtiam um toque de mistério, em grande parte dos episódios existia algo misterioso, um certo suspense, e até mesmo histórias envolvendo o sobrenatural. Já que a série era em preto e branco, houveram vários momentos em que me senti assistindo a um episódio do Além da Imaginação clássico.

Apesar disso a série continha algumas coisas incomuns para histórias infantis atuais, como armas, violência, e certas cenas que certamente seriam consideradas meio perturbadoras para crianças na época atual, como por exemplo um episódio em que tem uma garotinha que tem um problema na perna e usa um daqueles negócios de ferro para poder andar melhor, e dois bandidos arrancam na marra com ela implorando "Não faça isso, por favor não faça isso!" mas tiram a força e saem, deixando a garota chorando bem alto. Quanto a parte da violência, não era algo assim exagerado, mesmo assim havia tiroteios e coisas como dar uma coronhada com uma arma na cabeça de personagens. Mas a série passou a ficar mais infantil quando se tornou colorida em seu final, com coisas bem mais bobinhas.

Eu sei muito bem que várias pessoas olham para esse seriado e veem apenas como uma coisa velha que deve ser ignorada, mas sempre que assisto uma coisa antiga assim, eu me vejo pensando sobre a reação do público naquela época, caramba era o começo dos anos 50 e de repente um personagem que já era conhecido, afinal o Super Homem como conhecemos nasceu em 1938, e já era bastante popular mesmo, daí você sabe que verá ele em carne e osso usando todos aqueles poderes que todos já estavam tão acostumados, isso deve ter sido muito incrível.

Eu gostei muito de ver as coisas da época, me fez pensar como é engraçado a minha visão sobre heróis serem uma coisa atual, que acaba sendo um pouco estranha no passado. Digo isso porque vejo as histórias de super heróis e tenho aquela sensação de que é algo que ainda não aconteceu e de repente pode surgir, afinal de contas em todo filme de herói, o vemos no presente descobrindo agora os poderes e então surpreendendo a todos. Sendo assim quando vejo algo no passado, tenho quase uma visão de "Ahhh isso não rolou! Ò_Ò", mas daí ao assistir uma obra dessas eu lembro que naquela época, os anos 50 eram o presente, e nossa é bem estranho o nó mental noto ao ver calhambeques nas ruas, roupas da época, e os jornais e televisão informando na série sobre algo que o super homem fez. Além disso há um certa beleza também em ver super vilões criando coisas avançadas demais até pra época atual, dando assim um certo clima dieselpunk.

É notável que os efeitos eram bem limitados, mas vão melhorando com os episódios, por exemplo no começo o personagem apenas aparece dando um pulo, e depois "voando" com uma imagem de projetor atrás, o que deve ter sido bem incrível pra época, mas mesmo assim um tanto limitado, só que depois passamos a ver cenas do herói levantando voo do chão mesmo, o que achei bem fantástico e nem imagino como fizeram aquilo.

Outra coisa notável, é a interpretação, existem muitas coisas que para a visão atual de super herói são tosquíssimas! Como por exemplo a pose do Super Homem sempre com os braços na cintura, ou mesmo sua forma de correr, existe uma vontade constante de mostrar que é o SUPER HERÓI! Que tem poderes mesmo e que é foda. O que claro, é bem perdoável afinal de contas na época isso era coisa de criança, embora eu duvide muito que uma série com uma proposta tão grande não deve ter chamado a atenção de pessoas de todas as idades.

Enfim, claro que essa é uma série que acabou se tornando mais para ser vista a nível de curiosidade, não acho que é super divertido ver do começo ao fim, mas para quem gosta de conhecer certas coisas curiosas antigas, vale a pena dar uma assistida em uns dois ou três episódios. Agora vejam a abertura hahaha:

Nenhum comentário: