Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

A terra em que Deus mentiu - Capítulo 04

Esse é um conto interativo onde após a leitura de cada capítulo, os leitores votam na decisão que o personagem tomará para a continuação. Antes de começar, leia o que veio anteriormente:


Por favor, leiam e apontem qualquer erro de português ou digitação, não precisam dizer em que linha está, apenas escrever o trecho e o acharei, isso garantirá que leitores que venham depois, possam ter uma leitura mais agradável.

Capítulo 04

André tenta pensar rápido e em um impulso desesperado, sai de seu esconderijo, ele se sente bastante estranho fazendo isso, como se nem ao menos estivesse no controle de seu próprio corpo, pois realmente não gostaria de sair dali, porém aquela figura misteriosa pareceu ter também ficado nervosa ao vê-lo, por isso talvez haja a chance de receber ajuda. Apesar disso, ele se sente receoso o tempo todo, e seus movimentos são mecânicos e nada empolgados quanto a essa pessoa ser a sua salvação, mas em meio ao desespero talvez seja a sua única aposta.

Ele segue pela floresta novamente pensando nos caçadores, e tenta não ser percebido, sabe bem que provavelmente essa pessoa conhece o lugar melhor do que ele e qualquer movimento em falso pode ser o fim, ele observa com dificuldade na penumbra enquanto a pessoa se distancia e logo depois se movimenta para um novo esconderijo, faz isso por poucos minutos, até que André percebe que há uma luz em algum lugar entre as árvores, ao se aproximar, percebe o estranho sentando-se ao lado de outra pessoa que está deitada no chão.

Agora André pode ver tudo, há uma pequena carroça no lugar, mas não há cavalo algum, algumas coisas estão espalhadas pelo chão, é um acampamento, mas só há essas duas pessoas. Devido a claridade da fogueira, ele também percebe que a pessoa que perseguia está vestida com um manto que a cobria completamente, e deitado está um rapaz, que aparenta estar doente, pois o encapuzado lhe ajuda a sentar e coloca alguma coisa em sua boca.

O coração de André bate forte, ele sabe que essas pessoas podem parecer boas devido a fragilidade da situação, no entanto após o que lhe ocorreu, ele não pode simplesmente confiar no que vê e deseja muito ter uma faca ou algo do tipo. Procura por alguma coisa no chão e acha um galho, mas é muito fino, e então pega uma pedra e se aproxima, antes que chegue perto o suficiente, o encapuzado se vira e levanta rapidamente. André diz:

-Me desculpe, eu não quero lhes fazer mal, eu...
-O que você quer? - Pergunta uma voz feminina que o surpreende, pois pensava que a pessoa de capuz era um homem.
-Eu só quero ajuda e...
-Leve o que quiser, só não nos faça mal, estou armada e se você tentar algo, eu sei como me defender, então simplesmente pegue o que quer pegar e saia.
-Não, você não está entendendo, eu não quero roubar vocês, eu só preciso de ajuda, eu vi que você estava me observando e por isso pensei que poderia ficar com vocês.
-Nós não temos nada a oferecer e preferimos que você vá.

De repente André ouve um estalo atrás dele e percebe que a garota encapuzada dá um passo para trás e empunha uma faca. Ao olhar pra trás, ele vê os três homens ali parados, o de armadura segura sua espada por cima do ombro, o que atacou a criatura voadora empunha um arco e mira ameaçadoramente, e o que lhe explicou sobre o lugar não segura nenhuma arma, mas sorri alegremente e diz:

-Ladur! Parece que nos encontramos de novo amigão, e vejo que encontrou novos amigos, que bom, pois chegamos para a festa!

1 - Sair correndo dali.
2 - Falar para levarem a garota e o rapaz doente no lugar dele e que vai ajudar a capturá-los.
3 - Implorar para que o deixem em paz e se desculpar pelo o que fez antes.
4 - Se render e dizer que aceita a proposta de ser levado e vendido como escravo.
5 - Procurar algum objeto no chão do acampamento e atacar os homens.
6 - Ser grosso, dizer que não irá simplesmente baixar a cabeça e tentar mostrar que mesmo após ser perseguido, não está intimidado.

Vocês tem até hoje as 23:00 para votar, por favor apontem os bizarros erros no texto. Ò_Ò!

6 comentários:

Iana Neri disse...

6

Dorgado disse...

6, cabra macho ò_ó

666Barao disse...

6- estamos com a armadura do personagem principal?

Danillo henrique do vale disse...

4 tenho fé que a mulhezinha vai ajuda

Kevin Keller disse...

Pequeno erro na parte em que fala "[...]e deitado está um rapaz, que aparenta está doente[...]". O está não deveria ser estar?

Skywalkerpg disse...

Isso mesmo, obrigado, arrumei. =)