Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

A terra em que Deus mentiu - Capítulo 03

Esse é um conto interativo onde após a leitura de cada capítulo, os leitores votam na decisão que o personagem tomará para a continuação. Antes de começar, leia o que veio anteriormente:


Por favor, leiam e apontem qualquer erro de português ou digitação, não precisam dizer em que linha está, apenas escrever o trecho e o acharei, isso garantirá que leitores que venham depois, possam ter uma leitura mais agradável.

Capítulo 03

Um frio corre por todo o corpo de André, ele segue pela estrada, porém sente que é melhor não ficar em um caminho tão óbvio, e assim olha para o morro a sua esquerda, pensa em dar a volta nele e se esconder para esperar amanhecer, mas desiste rapidamente da ideia, pois quer se afastar o máximo possível de seus agressores, e assim decide descer em direção à floresta. A beira da estrada há bastante mato e por um segundo ele pensa em parar ali e se esconder, mas seu corpo não parece querer obedecê-lo, e continua correndo o mais rápido que pode.




Quando o homem finalmente alcança as árvores, ele não sabe se deve se sentir aliviado, ou ainda mais desesperado, começa a pensar na criatura de asas e em um novo ataque, ele procura algum lugar para descansar e ao ver uma moita farta em folhagem. Ele se esconde e tenta rapidamente cobrir todo o seu corpo, pensa na possibilidade de haver uma cobra ou algum outro tipo de animal escondido ali, porém está com tanto medo, que essas ameaças menores não parecem ter grande efeito.

Sua respiração está forte, ele deseja que pare logo, mas por mais que se esforce, inicialmente ele não consegue ficar menos ofegante, e imagina que pode estar deixando de ouvir sons de alguém se aproximando. Apesar disso, em alguns instantes ele volta a respirar normal e sente-se aliviado. Tenta aguçar sua audição, mas não ouve nada, observa ao redor, é possível ver alguns lugares graças ao luar que atravessa brechas entre as folhas, porém outros estão completamente escuros.

Após alguns minutos, André pensa se deve sair e continuar, afinal de contas quanto mais distante, melhor, por outro lado, o esconderijo parece bom, talvez se esperar até o amanhecer, as coisas melhorem, ele realmente não sabe se deve. Seus ouvidos agora captam os sons da floresta, coisas estranhas, algumas parecem ser simplesmente a vegetação estalando com o vento, enquanto outras provavelmente são animais.

A dor em sua testa finalmente parece se manifestar, e ele passa a mão, sentindo o sangue que escorre, ele arranca algumas folhas e passa, não tendo certeza do que está tentando fazer exatamente. De repente, ele sente o seu sangue gelar quando ouve vozes distantes e um som de movimento. Logo as vozes ficam familiares, e ele percebe que são os homens que o abordaram.

André olha rapidamente ao seu redor e começa a tentar pensar em alguma coisa, talvez os homens estejam apenas passando por aquela parte da estrada e logo vão embora, mas podem o estar caçando. Se ele ficar nesse lugar, pode ser achado, talvez até mesmo o matem, mas se não estiverem fazendo isso e ele se movimentar, um passo em falso e o som atrairá os homens.

Enquanto olha ao seu redor, ele se assusta ao ver que a uns cinco metros de distância, atrás de uma árvore, está uma pessoa parada, o observando, não é possível vê-la com clareza, mas ela parece estar ali há algum tempo, e assim que André a vê, a pessoa se abaixa um pouco, como se acabasse de notar que foi percebida e tentasse se ocultar. Logo depois, o observador recua, e começa a andar para o meio da floresta.

1 - Ficar e esperar amanhecer.
2 - Ir para o lado oposto ao estranho, fugindo dele e dos homens que o caçam.
3 - Seguir o estranho.
4 - Voltar para a estrada e tentar observar onde os homens estão para evitá-los.

Vocês tem até hoje as 23:00 para votar, mas independente de quando leem, apontem qualquer erro na escrita por favor, isso facilitará para futuros leitores, e se você por acaso ler atrasado, esse futuro leitor pode ser você. =)

4 comentários:

Miya Seat Lee disse...

3

- se assusta ao ver que a uns cinco metros
- e assim que André a vê
- Logo depois,

Iana Neri disse...

3

Skywalkerpg disse...

Arrumado, valeu.

Dorgado disse...

3, tá muito massa o conto =D