Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Assassin’s Creed Rogue - Uma demonstração de respeito!

Uma coisa é certa, a Ubisoft no começo, lançou um Assassin's Creed atrás do outro e isso era bem fantástico, porque incrivelmente ela conseguia manter uma qualidade ótima nas obras, no entanto com o tempo, passou a ser um certo problema isso, pois apesar de ser fantástico poder jogar diversos jogos da franquia, eles todos são tão extensos e com uma quantidade tão grande de possibilidades, que ficou apertado jogar, afinal de contas não se vive apenas de jogar Assassin's Creed, não é mesmo? E cada um dos jogos você pode se divertir com as coisas opcionais e o mundo aberto, gastando horas e horas de jogo. No entanto Assassin’s Creed Rogue, ao meu ver foi uma bela de uma demonstração de respeito da empresa depois do que ela fez com Watch_Dogs.

Estou falando isso porque a empresa primeiro lançou Watch_Dogs, e o jogo chegou cheio de defeitos, que levando em consideração o preço absurdo de 129 reais na edição comum (Sem as missões extras e outras coisas) tinha que ser impecável, mas veio cheio de erros que impediram muitas pessoas de jogarem, mesmo tendo gráficos não tão lindos assim. Até mesmo algumas máquinas super potentes foram impedidas, isso deixou meio que aquela sensação de "Que sacanagem foi essa?". Um baita ponto negativo pra uma empresa de alto nível como a ubisoft.

Então no mesmo ano todo mundo já estava esperando pelo lançamento de Assassin's Creed Unity, e não se esperava algo do mesmo nível, porém de repente a empresa chegou anunciando Assassin’s Creed Rogue exclusivo para PS3 e Xbox 360, além disso completamente adaptado para português, com dublagem e tal. Essa atitude eu achei fantástica da empresa, isso porque primeiro anunciaram faltando apenas 5 meses para o lançamento, algo ótimo, já que muitas vezes tem que se esperar anos pelo lançamento de um jogo. Depois, que com ela fazendo dublagem para alguns países, demonstrou que investiu de verdade, e não apenas resolveu lançar um jogo zuado qualquer, e por fim, escolher exclusividade para Xbox 360 e PS3 foi uma baita de uma coisa maneira da empresa, afinal de contas em 2014 as empresas em geral já desistiram dessas plataformas, sendo mais valorizadas por empresas pequenas, e empresas que decidiram lançar versões "capadas" de jogos. Não que eu curta jogar no Xbox 360, tenho um, mas sempre prefiro jogar no PC, mesmo assim para aqueles jogadores que se sentiram abandonados, foi uma surpresinha incrível.

O jogo acabou me lembrando Assassin's Creed Liberation, que apresentava uma proposta diferente, te colocando no papel de uma personagem mulher pela primeira vez na saga, e com uma jogabilidade onde era possível assumir três personalidades dependendo das roupas que usava, inicialmente era exclusivo para PSVITA, depois foi lançado para outras plataformas em versão HD. No caso de Assassin's Creed Rogue, a perspectiva também é diferente, e ainda mais interessante, por te colocar no papel de um templário, algo que já foi feito antes, mas por um breve momento apenas, em Assassin's Creed 3, só que foi super fantástico e ao meu ver a melhor parte do jogo. Além disso também aprimoraram a jogabilidade da parte de navios, apresentada em Assassin's Creed IV. Portanto fazendo assim algo um tanto robusto e não apenas um joguinho pra distrair. E já no anuncio a empresa ainda colocou de cara o trailer em português, confiram:
Então no fim das contas acho que fica aquela coisa, empresas tem suas falhas e as vezes vacilam, e com certeza não devemos esquecer, porém é bom reconhecer quando fazem coisas muito legais também. =)

Nenhum comentário: