Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 20 de julho de 2014

Broken Sword 5 - The Serpent's Curse

Para quem não conhece, a franquia Broken Sword poderia ser chamada de uma divisora de águas dos jogos de aventura point and click, isso porque a maioria dos jogos da era de ouro desse gênero morreram junto com a era. Mas Broken Sword é uma franquia que começou em 1996 com gráficos clássicos usando aquelas belíssimas animações e visuais que tanto conhecemos hoje em dia, mas com a entrada dos anos 2000 a franquia continuou e em 2003, lançando o terceiro jogo da série, The Sleeping Dragon e já com gráficos modernos, usando o 3D da época e não mais o 2D que tanto conhecemos. E hoje vou falar sobre o quinto jogo da franquia, lançado em 2013, intitulado "Serpent's Curse".



A história começa quando o americano George Stobbart está em Paris, em uma galeria de artes, acompanhado da jornalista Nico Collard, quando repentinamente ocorre um roubo onde o assaltante assassina o dono da galeria, e leva apenas um quadro. O que parece ser apenas um crime aleatório logo se mostra algo premeditado, a começar pelo sistema de alarme do quadro, que foi cortado e assim demonstra já ter sido algo premeditado. E então as coisas começam a ficar cada vez mais estranhas e suspeitas envolvendo o misterioso quadro que tinha sido descoberto muito recentemente e tudo o que se sabia é que foi pintado por um artista chamado "Serp", além de detalhes intrigantes, como o padre que estava na galeria e diz que aquele quadro é maligno e talvez tenha sido pintado pelo próprio diabo.

A jogabilidade é a clássica, portanto esse jogo fará imediatamente com que os fãs de aventuras point and click a moda antiga já se sintam em casa. Ou seja, você é colocado em cenários onde deve observar os objetos e personagens ao redor e interagir com eles clicando, assim pode conversar, obter informações e usar essas informações ao seu favor, o mesmo pode ser feito com objetos que podem servir para serem usados em certos lugares, ou adaptados para certas situações, além de você poder combinar certos objetos para fazer algumas coisas.

Apesar do jogo ser bem robusto e você ter mesmo uma forte sensação de estilo antigo, um dos problemas que achei, foi no desenvolvimento de certos quebra cabeças. Simplesmente acaba sendo um pouco bobinho demais algumas formas de resolver as situações. Por exemplo no começo do jogo quando a personagem Nico sai correndo atrás do bandido e volta, há um guarda em frente a galeria, e pra entrar ela consegue convencer o guarda a tomar café e esse sai correndo para ir urinar, o que acaba não te dando aquela sensação de ter feito algo inteligente, mas sim meio forçado.

Mesmo assim Broken Sword 5 tem um brilho todo especial e momentos bem épicos, existe um certo toque de mistério na história que se mostra um tanto sombrio, afinal de contas é muito estranho o padre falando que talvez o próprio diabo tenha pintado pelo próprio diabo ou um adorador dele. Existe aquela sensação de curiosidade que é despertada em você e te faz querer saber exatamente o que há de tão importante no quadro para que um crime premeditado tenha sido feito.

Graficamente o jogo é lindo, como vocês já devem imaginar, o visual da era de ouro de jogos desse gênero são super valorizados e por isso é possível ver muitos jogos que não são daquela época, mas que usam exatamente o mesmo estilo. E muitos jogos em 3D puro usando esse gênero foram meio que vistos com maus olhos, mas Broken Sword fez um bom jeito de apresentar algo moderno e com um toque antigo. Aqui os fundos são belíssimos pintados a mão, e os personagens são em 3D, mas eles também tem um estilo desenho, usando a técnica cel shader e efeitos de luz e sombra, fazendo assim com que dê um toque visual lindo.

Enfim, você é do tipo que curte investigação e era viciado em jogar Detetive? Tá sentindo falta de colocar suas habilidades pra trabalhar? Talvez esse te agrade, apesar de suas falhas quanto a resolução de certos quebra-cabeças, alguns podem levar puramente como parte do humor que também está presente no jogo, e no fim das contas acaba sendo uma experiência divertida no geral. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A pra ver o preço que está lá, pois eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida no preço que tá lá, clicando aqui.

Nenhum comentário: