Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Clockwork Tales: Of Glass and Ink - Um jogo intenso!

Esse é mais um jogo desenvolvido pela empresa Artifex Mundi, que já apresentei alguns trabalhos aqui, sendo eles os jogos  Nightmares from the Deep: The Cursed HeartAbyss: The Wraiths of Eden, porém sem sombra de dúvidas esse jogo que vou fazer uma análise agora é a obra da Artifex Mundi que mais me impressionou e criou um climinha muito intenso, apesar de apresentar uma jogabilidade bem semelhante, o estilo da história muda um bocado em relação aos outros dois, dessa vez não existe um grande foco no mar, mas sim em um universo com visual espetacular.

A história apresenta um mundo onde uma série de terremotos passa a acontecer e destruir diversas cidades, apavorando assim as pessoas. isso naturalmente chama a atenção de estudiosos, incluindo o Dr. Ambrose Ink que passa a analisar os acontecimentos e desconfia que os terremotos não sejam naturais, mas sim artificiais e todos dados que ele analisou apontaram para uma cidade chamada Hochwald, localizada em altas montanhas. Graças a isso o doutor chama uma antiga amiga e perfeita para analisar o caso, a agente Evangeline Glass. Infelizmente para a mesma, assim que chega ao lugar e Ink começa a lhe explicar a situação, um terremoto ocorre e logo ele é sequestrado, fazendo com que Evangeline parta sozinha em busca do amigo e ao mesmo tempo tente descobrir o que tem ocorrido de verdade.

A jogabilidade é como nos jogos anteriores da mesma empresa, apresentando um estilo point and click, mas sem mostrar a personagem que você controla, deixando assim uma câmera em primeira pessoa, você pode ir clicando nos lugares e a câmera vai mudando para cada um deles, e assim tem que coletar objetos, resolver quebra cabeças, falar com as pessoas e ligar informações que recebe, e aos poucos ir destravando novas áreas para seguir em frente.

O clima do jogo é fabuloso e te faz se sentir em um filme, as coisas acontecem muito naturalmente e existe um sistema de apresentação interessante onde de repente você está assistindo um vídeo e nem ao menos percebe, fazendo com que o gráfico do jogo se misture facilmente com as animações. Sendo assim diversas vezes você verá de repente a câmera se movimentando e animações ocorrendo em alguma parte do cenário. O jogo ainda apresenta um visual steampunk que serve como um belo de um tempero para a história.

O visual é simplesmente lindo, lembrando bastante quadros pintados a mão e com movimentos meio travados por serem imagens em movimento, mas que dá um estilo que faz lembrar vídeos em motion comics, sendo que existe uma enorme quantidade de cenários, fazendo com que seja difícil não admirar cada quebra-cabeça que você ache para resolver.

Enfim, esse é um jogo com uma atmosfera bem intensa e um point and click capaz de prender tanto iniciantes quanto jogadores que são muito bons nesse estilo de jogo, se você se interessou pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

2 comentários:

Diego Angel Zero disse...

fala com o cauê muleque

Diego Angel Zero disse...

Maluco com uma faca