Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 26 de abril de 2014

Moebius: Empire Rising - Pra quem ama investigação!

Como já falei algumas vezes aqui, tem alguns jogos que parecem ter uma assinatura própria de sua desenvolvedora. E Moebius mostra muito bem isso, assim que comecei a assistir a cena introdutória foi simplesmente impossível não sentir um climinha semelhante ao do espetacular Cognition: An Erica Reed Thriller, no entanto é um jogo que acaba por seguir o seu próprio caminho e que no fim das contas o que acabou me lembrando mesmo foi o estilo de apresentar história que o Dan Brown apresenta em seus livros.

Você assume o papel de Malachi Rector, um homem que trabalha com antiguidades e graças à sua memória fotográfica é muito bom em identificar e analisar tais objetos. No entanto a sua vida fica estranha quando ele recebe uma estranha proposta do governo, tendo que ir até Veneza para analisar o corpo de uma mulher assassinada e fazer ligações da mesma com certas figuras históricas. Não é dado detalhes e nem o motivo dele ter escolhido para um trabalho tão estranho, até mesmo porque ele não trabalha com a polícia, porém a curiosidade o leva a tentar descobrir e assim ele segue.

A primeira vista o que me fez pensar sobre o personagem é que ele era clichê demais e que representava muito o típico personagem fodão pronto para resolver qualquer problema e só ter virtudes em sua personalidade, no entanto não demorou muito para eu perceber que o personagem é muito bem escrito e acaba conduzindo bem a história. Ele não é a pessoa mais amável e mostra bem isso já no seu primeiro diálogo onde uma personagem se mostra preocupada com sua saúde, e sua resposta é bem ríspida e direta com um "O que acontece com o meu corpo não é da sua conta", então ficou realmente muito bom ver um personagem bastante sério e direto ao invés do típico senhor das virtudes.

A jogabilidade em geral é a de um point and click padrão, portanto você tem um mapa onde há diversos lugares e tem que ir até cada um deles, é necessário se coletar informações e aos poucos você vai descobrindo novas coisas e usando o que tiver para seguir em frente, tendo que pensar em alguns momentos para ir adiante. Há alguns quebra-cabeças porém não são exatamente complicados, e o destaque do jogo ficou na análise das situações, há um certo momento em que você tem que observar certos detalhes e julgar o que significam, como por exemplo olhar um personagem e fazer uma análise corporal dele.

Infelizmente os gráficos não são muito agradáveis, o cenário até que não tem problema e é aceitável, porém os modelos 3D tem um estilo tão genérico, que acaba sendo fácil se criar um certo preconceito com o jogo antes mesmo de jogá-lo, coisa que acaba não sendo perdoável, já que o mesmo estúdio fez o fantástico Cognition, que conseguia se destacar visualmente. Apesar de que o jogo também tem os seus momentos de glória visual, como é o exemplo da imagem que usei nesse artigo.

Enfim, apesar de não ser um dos melhores jogos do gênero que eu já joguei, ele é sim divertido e pode gerar um bom tempo de entretenimento, além de ter uma história estilosa e adulta, fazendo assim com que aqueles que adoram a trama de uma obra fiquem fascinados. Se você se interessou pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: