Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Reaper - Tale of a Pale Swordsman - Fofinho e violento!

Tem alguns jogos que conseguem unir uma bela de uma fofura, com o poder da mais pura força bruta, e esse é bem o caso de Reaper, um jogo adorável visualmente, porém tem como foco principal da jogabilidade, descer a espada nos inimigos, até mesmo o nome já deixa bem claro o destino de quem entrar no seu caminho já que reaper significa ceifeiro em inglês, então imaginam né?

A história apresenta um mundo mágico em meio a uma terrível guerra com vários lados, você assume o papel de um espadachim que vaga sem rumo e faz o que bem entender, querendo apenas sobreviver em um mundo cheio de perigos constantes, pessoas precisando de ajuda, e lados da história prontos para fazer o que puderem para destruir os inimigos.

A jogabilidade é relativamente simples, apresentando dois tipos de cenário, o mapa do mundo, onde você pode vagar por aí e escolher os destinos onde quer chegar, e a tela de combate, que muda assim que você confronta inimigos, ou chega a um certo objetivo, e essa é onde a ação realmente ocorre e o maior foco do jogo.

Enquanto você vaga pelo mapa do mundo, pode fazer diversas coisas, assim como vão acontecendo diversas coisas, por exemplo você vai conhecendo novos destinos e depois pode retornar a eles, como achar um ferreiro, onde você fica a vontade pra comprar novas coisas. É também possível achar aventureiros, alguns deles pedindo um tipo de ajuda, e você não precisa ser o bonzinho da história, pode cobrar pelos seus serviços, e se não gostar do preço, pode pedir ainda mais dinheiro, assim como pode bancar o bonzinho e fazer apenas um favor.

Quando você conversa com personagens durante a história, as coisas mudam, por exemplo se você achar alguém que precisa ir até um certo lugar e essa pessoa perguntar se você não pode defendê-la, você pode decidir cobrar e na hora do pagamento o cara diz que vai te pagar uma certa quantia, se você aceitar, pode ser que ele te contrate de novo depois, mas se cobrar muito caro, é possível que o mesmo nunca mais queira contratar um espadachim.

Enquanto você vaga pelo mundo, pode acontecer de repentinamente aparecerem criaturas e você ter que enfrentar pra seguir em frente, ou mesmo no destino final de uma quest, tenha que encarar certos inimigos. Os combates envolvem vários combos e você tem bastante liberdade, podendo dar pulos duplos, deslizar pra frente ou pra trás, fazer ataques em sequencia com a espada, etc... Você ganha experiência que faz seu personagem evoluir e assim pode melhorá-lo, e também coleta tesouros, que pode usar para comprar novos equipamentos.

Enfim, ta aí um jogo simples, simpático e que acaba sendo bastante viciante, com certeza muita gente vai gostar e roda facilmente em computadores fracos. Quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

Um comentário:

Terry Bogard disse...

huehehe, eu jogo saporra no meu celular, e na moral, é muito foda