Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Beatbuddy | Vague o oceano em clima de festa rave

Tá aí um joguinho que vendo pelas imagens eu pensava que era só mais um jogo de plataforma, porém assim que comecei a jogar fiquei empolgado ao ver o "tempero especial" que esse jogo carrega e que é a verdadeira alma dele, a música! Você certamente vai gostar especialmente se curte uma música eletrônica.


A ideia colocada foi tão incrível que sinceramente nem sei por onde começar, porém vamos lá, é melhor eu falar a história. Nela você controla Beat, um ser que vive em um mundo subaquático chamado Symphonia. Esse mundo não nasceu do fogo ou da água, mas sim da música. Graças a isso, ela está ligada a todos os seres que habitam esse planeta.

Acredito que eu nunca fiquei tão atento a sons de algum jogo quanto nesse, é tão fantástico que às vezes me incomodou não estar perto de inimigos, ou mesmo me distanciar de alguns. Isso porque cada ser tem sua batida própria, sendo assim quando você acha qualquer desafio que esteja em movimento, esse vai fazer seu próprio som musical, sendo que se tiver mais de um, irão começar fazer surgir uma música, e melhor ainda, criaturas distantes e próximas influenciam, ficando mais alto ou mais baixo.

Outra coisa incrível é a forma que as músicas podem acabar se tornando algo diferente simplesmente pela sua forma de se mover, há lugares em que você realmente precisa seguir o ritmo para passar sem receber dano, sendo que se você quebra essa harmonia, pode acabar soando bem diferente. Assim como existem certos momentos em que tudo dependerá do movimento que você fizer naquele momento ou elementos que você "ativou" ou "desativou" para que os sons se modifiquem e assim uma nova melodia acabe surgindo.

O jogo é cheio de quebra cabeças para serem resolvidos, e também cheio de perigos para serem vencidos, como por exemplo diversos espirais espinhosos em um lugar apertado, como é dentro da água, o personagem pode se mover livremente para qualquer lugar, porém muitas vezes é necessário tentar se manter no lugar, pois algumas criaturas soltam fortes correntezas de água que o empurram e podem até levar o personagem direto pra um inimigo.

Há ainda um tipo de submarino que o personagem pode usar algumas vezes para viajar por Symphonia, mas sempre acaba tendo que parar para arrumar uma forma de vencer alguns obstáculos e poder continuar seu caminho.

Os gráficos são lindíssimos, pelo o que vi o jogo tem cinco planos, sendo um o cenário em que você se move e enfrenta os desafios, dois ao fundo e dois na frente da tela, em que você pode ver cenários que dão a impressão de estar mais próximos da tela, isso tudo pintado a mão, realmente é uma coisa bastante bela de se ver.

Enfim, ta aí um jogo bem legal e diferente, para o povo que gosta de jogos em que se tem que resolver problemas e adora músicas, principalmente batidas, irão realmente amar Beatbuddy: Tale of the Guardians. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A pra ver o preço que está lá, pois muitas vezes eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida no preço que tá lá, clicando aqui.

Nenhum comentário: