StarCraft II - Heart of the Swarm | Superando o anterior!

Nossa, ta aí um jogo que eu suei esperando, realmente o StarCraft II - Wings of Liberty foi uma baita de uma surpresa. Isso porque eu sempre gostei de Starcraft, mas eu não imaginei que sua continuação ia ser tão boa, foi simplesmente IMPRESSIONANTE, um dos melhores jogos que já joguei em toda a minha vida. Uma mistura de história e jogabilidade tão incrível que te faz querer ler os livros de Starcraft e consumir tudo quanto é conteúdo relacionado.


A sensação que ele me causou foi completamente única. Uma sensação tão boa que quando terminou e eu saberia que o segundo episódio seria com os Zergs(Os monstros feios pra cacete) e não com os Terrans(Os humanos) como tinha sido no primeiro, eu não acreditava que Heart of the Swarm conseguisse repetir a dose.

Não é que eu não goste dos Zergs, muito pelo contrário, eles são a minha raça favorita do universo de Starcraft,os acho muito interessantes e de longe sempre foi a que mais gostei de jogar, no entanto não é uma questão de raça favorita, mas sim a jogabilidade que eu imaginei que não poderia ser a mesma com Heart of the Swarm.

Afinal na primeira campanha havia a tecnologia Terran em jogo e elementos da humanidade. Portanto você viajava em uma nave suja com vários lugares para ir, e entre esses lugares havia a cantina, onde além de dar um verdadeiro climinha de Cowboys do espaço, ainda te permitia contratar caçadores de recompensa.

Então quando eu imaginava a continuação sendo com Zergs era inevitável imaginar que não iria ter a nave Terran e muito menos caçadores de recompensa, já que os Zergs trabalham como se fossem um só organismo, por isso não era de se esperar Zergs caçadores de recompensa, o que até mesmo seria uma ideia um tanto ridícula.

Mas para a minha surpresa, o jogo conseguiu ser espetacular e me fez vibrar a cada segundo. Acho que não é surpresa pra ninguém que a jogabilidade é o meu elemento favorito em um jogo, e eu gosto um bocado de jogos de estratégia, no entanto nesse jogo em especial, apesar da jogabilidade ser impecável, linda, maravilhosa, espetacular, a coisa foi diferente! Com ele o que fez eu me divertir pra valer foi a história!

Caramba, tem jogos com história que eu acho muito legais e marcam mesmo, mas a de Heart of the Swarm, nossa que história espetacular! Maravilhosa mesmo! Eu simplesmente não conseguia parar de pensar "Caracas o que vem depois?". A diversão de ver a história foi impressionante! Eu gostei muito de jogar mas assistir foi melhor ainda!

O jogo foi feito com um cuidado tão lindo que mais uma vez me fez lembrar o motivo da Blizzard ser uma das minhas empresas favoritas. Não foi só uma vez que me peguei aproximando a câmera pra ver certas coisas mais próximas não. Novamente ele foi completamente localizado em português, isso inclui gráficos, por isso se tinha uma placa no jogo com algo escrito, esse algo estava em português. Mas para quem odeia a dublagem brasileira, existe a opção do jogo ficar em inglês.

Os objetivos do jogo variam tanto e é tão maravilhoso se ver como cada fase tem um estilo próprio e como as coisas mudam. Por exemplo existe uma fase que há um escudo de energia que mata qualquer Zerg, e você tem que desativar temporariamente o escudo pra conseguir entrar, destruir o máximo que puder e voltar.  Existe uma fase em que você tem que matar animais e usar sua carne pra conseguir transmutar uma criatura antiga.

Em uma outra Kerrigan fica soltando uma baita energia contra outro cara que também solta, sabem Dragon Ball quando dois personagens soltam ataques e ficam se esforçando pra ver qual vai conseguir vencer? Pois é, e enquanto ela luta contra o cara, você fica em baixo tentando desativar as coisas que dão energia pro cara, mas nesse tempo a energia dela vai enfraquecendo e você só vê aos poucos indo em direção à Kerrigan, é muito fodão!

Ao contrário do que pensei, entre as fases existe algo semelhante à nave de Jim Raynor, Kerrigan viaja pelo espaço dentro de uma criatura gigantesca conhecida como Leviatan. Nele existem quatro lugares. O primeiro é o ambiente principal onde Kerrigan e outros personagens ficam e podem observar o ambiente lá fora, além de poder conversar com outros personagens e obter informações interessantes.

O segundo lugar é a câmera de evolução, nela você pode acessar missões extras em que é mandado para alguns planetas em que você pode capturar a essência de outros animais e usar em alguma unidade zerg para que ela evolua e possa tirar proveito em combate. Nessa sala é possível também escolher habilidades especiais para por em alguns zergs.

A terceira sala é onde você pode administrar Kerrigan e melhorar as habilidades dela, selecionando novos poderes que você usará durante as missões. E por fim a última sala é onde você pode acessar os arquivos e refazer missões anteriores, como o jogo tem diversas conquistas, é uma tentação ir lá para tentar fazer de novo, até porque as missões são divertidas até demais!

Enfim, tá aí um jogo maravilhoso que vocês não podem perder a oportunidade de jogar, é simplesmente incrível demais essa bagaça para ser deixada de lado. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A pra ver o preço que está lá, pois muitas vezes eles costumam vender keys da battlenet por um valor bem mais barato que na própria battlenet e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida no preço que tá lá, clicando aqui. Agora aumentem a resolução, coloquem em tela cheia e vejam essa abertura maravilhosa, é simplesmente de arrepiar quando você aperta o botão pra iniciar o jogo e se depara com isso:

Comentários

Carlos disse…
Doido>
Quero jogar logo, só que tô terminando o Starcraft II de novo, pra depois terminar o primeiro... aí eu vou pra esse ai. AUHSHUSA
Boa matéria, Skai.
Jack disse…
Fodastico :3 sky podia fazer um texto com a historia do starcraft igual fez com diablo
Skywalkerpg disse…
Jack

Não tenho um especial tão grande quanto o do Diablo, mas fiz uma postagem contando a história do primeiro Starcraft:
http://www.nerdmaldito.com/2010/07/starcraft-2-solucao-para-quem-nao-quer.html