O dia em que a Crytek chorou...

Como todo mundo sabe, embora alguns não queiram assumir, as empresas só tem um verdadeiro objetivo, que é ganhar o máximo de dinheiro possível e sem esse papinho de amar os fãs. No o jeito das empresas agirem é como se fossem verdadeiras pessoas tomando atitudes, fazendo coisas legais e cometendo vacilos.

Temos empresas bem filhas  da puta como a capcom que são descaradas mesmo e cobram DLC em cima de tudo. Tem empresas sábias, que cometem seus vacilos mas que entendem que o caminho certo para atrair fãs é agradando eles, como é o exemplo da valve, e existem empresas que resolvem se fazer de desentendidas e acham que os jogadores vão ter pena dela e falar "Tadinhaaa, ela não sabia!" e nisso a Crytek se classifica com louvor!

Quando Crysis 1 foi lançado, ele virou um verdadeiro símbolo de gráficos, depois de 4 anos os jogos ainda eram comparados a Crysis, isso tudo graças ao nível incrível de detalhes que o jogo conseguiu criar. Quando crysis 2 foi anunciado todo mundo falava "Caracas se o primeiro é desse jeito, o que será do segundo?!". Até aí tudo bem, o negócio é que a Crytek se superestimou demais, ela achava mesmo que só porque crysis virou referência de gráficos, bastava ter o nome da franquia na tela e pronto já seria idolatrado, mas esse tipo de erro em subestimar os jogadores pode ser fatal.

Os gráficos de crysis 2 são maravilhosos no entanto a empresa resolveu dar uma de espertinha achando que ninguém iria notar. O primeiro erro dela foi aquele papo de "Nós só vamos começar a fazer para os consoles porque a pirataria no PC é grande e as empresas não conseguem sobreviver la e pirataria não existe em consoles, só no PC" claro que ela poderia tentar dizer isso pra valve e pra blizzard né? Mas beleza, ela usou a grande desculpa clichê de todos os tempos para começar a lançar coisas em consoles. Eu sinceramente não entendo qual a vergonha que essas empresas tem de dizer a verdade, afinal pra começar elas não tem que dar satisfações a ninguém e se forem dar, qual o problema em falar que estão fazendo isso para expandir o mercado delas? Mas não, ao invés disso preferem vir com esse papo de "mimimi tadinha de nós a pirataria nos faliu" ainda mais chega a ser cara de pau vir com esse papo como se o primeiro crysis não fosse um baita sucesso.

Mas bom, a crytek estava entrando em um mercado novo e como sabem os fanboys quebram o pau entre si e para conquistar o mercado de consoles ela usou a estratégia lançar os gráficos de PC no mesmo nível dos consoles e assim os consolistas não se sentiriam jogando uma versão inferior ou algo assim. A grande facada na crytek foi Battlefield 3 com gráficos extremamente fodões e que foi anunciado do nada, e toda a luz divina de crysis 2 foi ofuscada pelo brilho ainda maior de Battlefield com gráficos realmente incríveis. Daí isso fez com que ficasse aquela coisa, como é que iriam puxar o saco dos gráficos crysis 2 como faziam com o 1 se os gráficos de Battlefield 3 detonavam? E o que era pra ser um jogo marcado na história como o primeiro, se tornou apenas mais um jogo para consoles entre tantos outros, que vieram, fizeram algazarra e depois se apagaram.

Mais de três meses depois a crytek apareceu com um patch directx 11 para PC e com o papo de "Nós lamentamos não termos lançado o jogo já com directx 11..." e isso eu não tenho duvida, só que  até parece que o jogo iria ter a segunda chance e todo mundo iria jogar tudo de novo só para poder ver o jogo em directx 11. Desse jeito a mania de comparar as coisas com crysis 1 simplesmente não colou com o 2, e inclusive na minha opinião acho que até prejudicou a fama do primeiro, afinal fica meio estranho puxar saco do primeiro e ter o segundo ali paradinho que pela lógica deveria ser melhor mas que simplesmente não pegou a fama.

Uma outra coisa sobre a choradeira da empresa é que a versão incompleta de crysis 2 para PC vazou na internet e a Crytek disse que talvez por causa disso o terceiro jogo não ia ter mais para PC, só pra consoles e isso tudo era culpa da pirataria. Ou seja ela ficou putinha e de novo se lançou nesse papo de coitadinha não compreendida. Mas então apenas um ano depois foi anunciado Crysis 3 e a empresa já fez questão de cara de colocar o destaque que a versão do PC iria ser melhor e que o jogo seria a continuação espiritual do Crysis 1 e não do 2.

Agora eu me pergunto, e a pirtaria que tanto massacrou a pobre crytek? Cadê? Porque dar todo esse ênfase na versão para PC e dizer que é como se fosse a continuação do 1? E todo aquele rancor da plataforma que deu prejuízo à empresa? É exatamente nesse ponto que se percebe a cara de pau, ainda mais com esse papo de "Esqueçam o segundo galera, vamos fingir que o 3 é na verdade o 2 ta? E dessa vez os gráficos vão ser épicos igual o do 1!".

Na minha opinião a Crytek tem que parar de chorar e começar a ser franca, ela devia parar de fingir de desentendida e que é a coitada da história e dizer logo as coisas, não sei porque esse medo de simplesmente dizer para o publico de PC que está indo para os consoles sem esse discurso pronto e já usado tantas vezes. Nem só de fanboys se vive os jogos, e se os fanboys pcistas não gostam de ver um jogo exclusivo ser perdido, eles que se taquem no chão e desmunhequem, até parece que uma pessoa iria parar de jogar algo porque foi lançado para outra plataforma, agora o que realmente dói é ver essas empresas tentando se passar por coitadas.

Twittem aí para seus amigos pessoal =D

Comentários

Rodrigo disse…
Isso aí não é só com a Crytek...

Vejam a Epic, que descartou a seqüência de Bulletstorm que já estava sendo feita por causa dessa desculpa totalmente manjada e 100% conversa fiada de "pirataria no PC"... Acho que até em termos de desculpas as grandes softhouses já foram melhores.

Nunca fui fã de Crysis. Chamou a minha atenção quando foi anunciado, joguei o primeiro na época que saiu na casa de um amigo e só achei um jogo legal com gráficos fodões, nada mais. Talvez eu dê uma chance aos 3 que têm aí (o 1, o Warhead e o 2) antes de sair o 3.
Vinicius Andrade disse…
Verdade sobre a falta de franqueza por parte da Crytek.

Pq n fizeram como a EA quando anunciaram o BF3? Pelo que me lembro, desde o anúncio do game, a EA já tinha dito que (claro) a versão do Pc seria superior à dos consoles, mas que a versão dos consoles sofreriam algumas alterações técnicas (30fps, resoluçao máx 720p, menos players no multiplayer) para que a qualidade visual do game não fosse tããããããããão reduzida.

Sem preconceito né, mas os germanys geralmente não são confiáveis né.
Agelus disse…
É ai que agente vê a verdadeira cara da empresa =/.
Me pergunto se o ramo de games dá tão pouco lucro assim pra obrigar as empresas a desrespeitar o cliente em troca de um lucro maior.A maioria dos outros ramos de negócios fazer isso é uma carta de suicídio.
Lucas Regis disse…
Nunca gostei da Crytek, realmente tem uma cara de pau, nem a Ubisoft chegou a esse ponto, tão riscadas da minha lista de jogos ela e a Capcom, Ubisoft e Valve, VEM COM O PAPAI