Portal Prelude - O que aconteceu antes de GLaDOS

Alguns mods mostram ser coisa de profissional, coisa que você não consegue acreditar que não foi feito pela empresa do jogo original, esse é o caso de Portal Prelude, eu simplesmente não consigo acreditar que não foi a Valve que fez esse jogo. Hoje em dia com a facilidade de qualquer pessoa desenvolver e publicar seu jogo esse é o tipo de obra que se torna cada vez mais rara porque as pessoas preferem gastar tempo fazendo algo pra vender e não pra distribuir de graça como nesse caso.



Nessa história a coisa se passa antes dos acontecimentos do primeiro jogo da franquia e o laboratório Aperture está desenvolvendo uma nova arma, a portalgun mas para isso é necessário primeiro testar tal arma em 19 perigosas clamaras, você controla Abby e passará por elas sendo guiada pelos dois cientistas que a analisarão, Mike e Erik.

Até aqui parece que é apenas uma cópia do PORTAL original não é mesmo? Pois bem, apesar de ter as câmaras de teste como no primeiro jogo, esse tem um estilo que o torna único, para começar com a ausência de GLaDOS, o computador fofinho do primeiro jogo, pois o jogo se passa antes dele ser instalado no laboratório e durante o seu desenvolvimento, mas apesar disso Mike e Erik conseguem ser tão carismáticos quanto ele, pois não são uma inteligência artificial mas sim humanos portanto eles tem personalidades diferentes e as vezes discordam de coisas com você ouvindo

Por vários momentos conversam coisas que acabam por ser engraçadas, como em um certo momento que um fala "nossa ela é bem gostosinha! Eu pegava, você não? E aquela bundinha..." e é então que o outro avisa que o microfone ainda tá ligado. Muitas vezes eles acabam por ser bem filhos da puta também, rindo de você se dando mal em alguma parte, porém em certos momentos tomam atitudes humanas que GLaDOS não tomaria.

Por exemplo percebem que você está tendo muita dificuldade e decidem te ajudar a passar de um certo local. Os caras que fizeram pegaram tudo que foi falado no jogo original e cautelosamente adaptaram para ficar muito perfeitinho encaixado ao jogo portal original portanto se você prestar atenção no jogo original, em cada coisa que GLaDOS fala, você irá perceber que ocorre em Portal Prelude, é de arrepiar ver a história ocorrendo aos poucos *-*!

O jogo tem um nível de dificuldade bem maior que o Portal original, portanto seria mais recomendado jogar o primeiro para se acostumar antes desse pois nesse além dos quebra cabeça às vezes terem que ser muitas vezes calculados de forma exageradamente perfeitas, os inimigos causam muito mais dano tornando-se fácil morrer e há maior variação de adversários incluindo um robozinho que te persegue o cenário todo querendo te matar e você não pode fazer nada além de se mandar.

O clima do jogo é mais tenso do que o primeiro portal pois no primeiro você entrava nas salas numa boa e simplesmente fazia as coisas, a GLaDOS até avisava de possíveis acidentes mas geralmente não era nada preocupante porque o jeito ingênuo de falar tornava-se mais engraçado do que assustador, já no Prelude você ouve Mike e Erik comentando sobre o horror das salas, dizendo que o máximo que conseguiram chegar foi até a sala número 17 até ser decapitado, alguns empregados ficaram traumatizados com a cena, um inclusive nem apareceu mais no laboratório.

As salinhas abrem à sua frente e você olha aquele local branco todo limpinho que aparenta ser seguro, mas sabe que é perigoso pra caramba o local e acaba por entrar nele olhando cautelosamente se não tem nenhum robô assassino ou bola de energia sendo lançada. Os locais fora da sala conseguem ser muito mais sombrios, eu cheguei a pensar que ia pular algum monstro de half life a qualquer momento em mim de tão sombrio que os locais são.

A história é um ponto muito alto do jogo o que me faz inclusive lamentar o fato dela não ter sido feito pela valve pois é feito uma ligação com a série half life, não é oficial que portal tenha uma ligação mas existe uma forte desconfiança dos fãs sobre isso, em portal prelude eles colocam como se essa ligação realmente exista e em certos momentos colocam aparições do misterioso GMAN de half life onde você tem que olhar pro lugar certo na hora certa para vê-lo. Há também uma interação com os empregados do laboratório, o que torna diferente do primeiro, fica bem legal ver outras pessoas e não apenas ser você em um laboratório fantasma.

A trilha sonora do jogo é bem agradável, colocando além de várias versões da musica do GLaDOS, algumas músicas são agradáveis perfeitas para determinados momentos e também há um final pós-créditos impressionante para quem conhece half life, por isso esperem acabar os créditos. O jogo é grátis e vem com legendas em várias línguas incluindo português, uma coisa de profissional mesmo! Mas é necessário ter portal instalado para poder jogar. Portal Prelude tem 792 mb.

Site do jogo


Twittem aí para seus amigos pessoal =D

Comentários

www.brunow disse…
Karacas q dahora boa dica essa sky
Rockvinny disse…
nossa bela dica mesmo
bem feito pacas
Yan/Yzy disse…
Quando eu jogar o Portal jogo ele :P Parece muito foda *-*
ZeRuela disse…
tenho o demo do portal...da pra min joga esse so com o demo??
Skywalkerpg disse…
Não sei cara =/
Nisnast disse…
Hey Sky,tem que ter o Portal ou e so ter algum jogo com a engine Source (eu peguei o CSS e queria sabe se da pra jogar sem ter o portal)
Skywalkerpg disse…
Precisa de Portal
Lucas Regis disse…
Sky, zerei e depois dos créditos só vi a paisagem de fora que só é acessível nos créditos do Portal e mods e que só pode ser acessada no jogo por noip, me explica esse final.
Skywalkerpg disse…
Nem lembro cara, essa matéria aí já tem anos uahahaha '-'
Lucas Regis disse…
Vi dnovo esse final no youtube, deu mó medo o G-MAN me mato velho O.O