O jogador brasileiro expulso pela Capcom por contar em live que participou de estupro (veja o clipe)

Na internet, tudo pode acontecer, desde coisas bizarras como a influencer que destruiu uma estátua de 200 anos pra ganhar likes, até crimes pesadíssimos. E em lives a coisa pode ir a outro nível. O povo simplesmente não se controla com o que vai falar, ou liga muito para banimento. No entanto às vezes as pessoas passam totalmente do limite e mostram que não estão nem aí para o que fazem ao vivo, então imagina em uma live. E foi exatamente o que aconteceu com o jogador conhecido como Robinho, e o resultado foi devastador.

Para quem visita lives, sabe que não é apenas gameplay que acontece, mas qualquer coisa. E é bem frequente ter algum momentinho em que o streamer tira para bater um papinho com o pessoal que está seguindo. Não necessariamente sobre jogos, mas sobre coisas aleatórias da vida. E foi em um desses momentos que o jogador profissional de Street Fighter, Robson "Robinho" Oliveira, decidiu comentar sobre uma ex-namorada:

No vídeo, ele comenta sobre o primo ter provado que sua namorada o traiu. Isso deixou o streamer revoltado e fingiu não ter nada acontecido, mas embebedou a menina, então levou para um lugar onde convidou oito amigos e todos transaram com ela. No outro dia, quando estava sóbria, ela foi lamentar e perguntar o motivo dele ter feito isso com ela.

O resultado disso, foi a revolta da comunidade. Primeiro dentro do ambiente de jogos de luta, por se  tratar de um jogador profissional de Street Fighter, que participava de torneios e tudo mais. No entanto, com algo tão cabuloso contado com uma naturalidade dessas,logo a coisa se espalhou rapidamente e chegou aos ouvidos da Capcom e a empresa japonesa se manifestou com isso:
O time "Patoz", que o jogador participava, também rapidamente o retirou da equipe. O GE conseguiu uma entrevista com ele, em que contou que disse: "Uma história alheia que nem existe, coisa que falei na zoeira, agora estão me acusando de uma coisa que foi falada na brincadeira". Ele diz que o relacionamento aconteceu quando ele tinha 13 anos e a menina 15, mas que a parte de ter estuprado não aconteceu.

A notícia foi tão espalhafatosa que acabou ganhando repercussão internacional, já que o comunicado foi publicado não apenas em português e o banimento de alguém de todos os torneios mundialmente, inclusive o Capcom Cup, Capcom Pro Tour e Street Figter League, é com certeza uma coisa que não parte batido e fez pessoas quererem saber mais. 

Postar um comentário

0 Comentários