Poker Quest | Um roguelike com mecânicas de pôquer

Apesar da constante presença de todo o universo do poker, assumo que não sou dos melhores na coisa. Apesar de tudo, é o tipo de atividade que cruzo sem parar, isso porque está presente nos mais variados cantos da cultura pop. E nos video games a coisa não podia ser diferente, mas o melhor é em como a criatividade leva a coisa para além do estilo padrão e Poker Quest é algo que mostra bem isso.

A história do jogo se passa em um mundo medieval genérico com todos os tipos de elementos relacionados a fantasia, indo desde os tradicionais castelos, reis e princesas até os monstros e seres que vivem no submundo como vampiros, magos, orcs e outras coisas. A diferença é que as regras do universo em si são forjadas baseadas em regras de pôquer.
Como disse, não sou lá o que pode se chamar dos melhores jogadores do clássico jogo de cartas, portanto fui jogar com um pé atrás. Fiquei com medo de simplesmente não conseguir ir em frente por não ser tão conhecedor de poker. Sei bem que hoje em dia é cada vez mais fácil, ainda mais com a internet e sites como o Bettilt, especializados em Poker Online. Mas a verdade é que a coisa acabou se mostrando realmente muito fácil e simples para quem não é entendedor da coisa.

O que temos aqui é, antes de tudo, um jogo do gênero roguelite, e isso acaba facilitando demais a coisa, pois o que você precisa se preocupar primeiro é em jogar algo já mais fácil de se pegar e entender as mecânicas padrões do jogo. E em segundo lugar ficam regras de poker que são aplicadas em cima das regras do roguelite.
Então temos dois tipos de cartas, as cartas que são como se fossem objetos em geral no jogo, tipo as armas, as poções e outras coisas utilizáveis. Já o segundo tipo de carta é que são as de baralho, mas essas são usadas como se fossem gatilhos para ativar as suas cartas principais. Ou seja, não é como se você tivesse que guardar e carregar elas, mas sim as utilizar como "munição" para ativar o que já tem.

As cartas de itens podem ser utilizadas diretamente, como armas e armaduras, mas também existe uma sacola onde outros tipos de cartas são guardados. Os itens equipáveis diretamente são padrões para o combate direto, já a sua bolsa pode armazenar coisas como cartas de poções com quantidade limitada (ou não) de usos e que você deve usar durante os turnos.
Você precisa atravessar um mapa no estilo de jogo de tabuleiro em que pode escolher para onde pode se mover. É possível ver apenas algumas casas à sua frente e não o mapa inteiro, então ao escolher algo, é preciso observar o que vem depois ou quantos caminhos novos serão abertos. Nem sempre ir para uma casa menos perigosa vai ser algo lucrativo a longo prazo.

Por exemplo, você pode estar morrendo de fome e ter a escolha de passar por um local com um monstro que dará comida e é fraco ou passar por um local em que não há inimigos, apenas um tesouro de graça. Pode ser que o fato de você não ter enfrentado o monstro, faça sua vida começar a despencar e o bicho nem seja tão difícil assim.
Cada vez que você se move pelo cenário, você perde um estoque de comida, sendo assim é o tipo de coisa que você precisa ficar de olho. Algo interessante é que o estoque pode ser negociado, ou seja, você pode trocá-lo com um negociante. Da mesma forma é possível obtê-lo caçando se você ficar em um acampamento.

No mapa podem aparecer as mais variadas coisas, incluindo locais para aposta e eventos aleatórios que surgem sem você precisar chegar a outra casa, como por exemplo alguém oferecendo algo para vender ou mesmo algum tesouro aleatório no chão. Além é claro dos eventos que podem te prejudicar, como uma emboscada.
Existem personagens variados que vão sendo destravados e eles usam mecânicas diferentes em combate. Os itens que carregam são diferentes e a forma de se jogar muda bastante. Por exemplo, o ladino pode roubar cartas do adversário, já o mago tem a capacidade de guardar cartas que seriam descartadas para reutilizá-las em outro turno.

Os personagens tem barras de energia que podem usar poderes especiais próprios. Essa energia vai sendo recuperada na medida em que os personagens caminham pelo mapa, mas assim como a comida, é possível recarregá-las de formas diferentes, como descansando em um acampamento ou mesmo achando alguém para negociar.


Outro recurso presente são as joias preciosas que podem ser usadas para comprar recursos. Durante a partida é possível usar elas para o caso de você não gostar da sua mão. Isso permite ganhar imensa vantagem, porém a coisa é uma aposta e talvez você apenas pegue outras cartas ruins. Sendo assim, é o tipo de item para se usar com sabedoria.

As fichas de upgrades presentes vão sendo obtidas durante o combate e você vai melhorando o seu personagem. Essas melhorias só duram enquanto ele estiver vivo, sendo assim se você morrer, o personagem é sacrificado e a coisa reiniciará do zero. Mas como se trata de um roguelite, à medida em que você joga a partida, vai destravando pontos e os próximos personagens vão ser mais fortes.


Enfim, Poker Quest é um jogo viciante! Com certeza desafiador e daquele tipo que você precisa desenvolver estratégias. Acho que vale demais a pena, é uma delícia em sua simplicidade. Recomendo sempre dar uma olhadinha no preço dele na Greenman Gaming antes de comprar na loja direta, algumas vezes os preços deles estão bem abaixo do normal, e sempre lembre de olhar os cupons de desconto que eles espalham pelo site, que deixa a coisa mais barata ainda, dê uma conferida aqui.

Postar um comentário

0 Comentários