Golpe do PIX: Conheça os Ataques e Saiba Como se Proteger

Imagem: Gilles Lambert
O golpe do PIX tem sido uma preocupação para os usuários do meio de pagamento. Pois, com o aumento no número de adeptos, o PIX chamou a atenção dos cibercriminosos e virou alvo de ataques online.

Gratuito e rápido, o PIX se tornou um dos meios de pagamento mais utilizados pelos brasileiros. O recurso, disponibilizado pelo Banco Central em novembro de 2020, oferece praticidade e eficiência para o dia a dia.

Em poucos minutos você consegue pagar, receber e fazer transações para diferentes contas. Basta ter as informações corretas em mãos, além de um celular com acesso à internet.

Com isso, não deu muito tempo para que os criminosos virtuais agissem para obter informações sigilosas na nova ferramenta de pagamento.

Conheça agora os principais golpes aplicados pelos hackers e saiba como proteger suas informações.

Como Acontecem os Golpes PIX?

Clonagem do WhatsApp

Apesar do golpe já ser um velho conhecido dos usuários do aplicativo de mensagens, os criminosos seguem utilizando o WhatsApp para ter acesso ao dispositivo da vítima. Eles se passam por empresas ou instituições para enganar quem está do outro lado da tela.

O hacker solicita um código para o usuário, enviado por SMS, a fim de concluir uma ação específica, como cadastro, manutenção ou atualização. O que poucos sabem é que esse código malicioso concede acesso ao perfil da vítima.

Ao clonar o WhatsApp, o criminoso passa a fazer solicitações de dinheiro para os contatos salvos no dispositivo. Uma das condições, inclusive, é que o pagamento seja realizado por PIX.

Dessa forma, o hacker recebe o valor rapidamente em sua conta e os remetentes não conseguem cancelar a operação a tempo.

Perfil Falso

Imagem: Dimitri Karastelev

O criminoso se passa por alguém conhecido da vítima, geralmente amigo ou familiar, para pedir que a mesma adicione seu novo número de celular.

Porém, esse número é falso e o usuário começa a conversar com um hacker pensando se tratar de um contato pessoal. O objetivo é solicitar transações financeiras, de preferência por PIX.

Como, em muitos casos, as informações dos usuários estão expostas online, fica fácil para o hacker criar outro perfil. Portanto, desconfie de números novos ou de contatos que façam solicitações em dinheiro.

Além disso, os golpistas se passam pela Central de Relacionamento de grandes bancos, alteram QR Codes e inventam, até mesmo, a funcionalidade de cashback.

Como se Proteger da Fraude PIX?

Com algumas dicas básicas é possível usar o PIX sem medo e em segurança. São elas:

  • Verifique o destinatário e informações fornecidas pelo contato
  • Certifique-se de acessar sites e links confiáveis
  • Instale um antivírus para Android em seu dispositivo.

A solução Mobile Security da Bitdefender, oferece proteção contra vírus e malwares, garantindo sua privacidade online. Assim, você consegue utilizar seus meios de pagamento sem precisar se preocupar com a ação dos cibercriminosos.

Agora que você já sabe como os invasores agem, e como se proteger do famoso golpe do PIX, aproveite para usar esse sistema de pagamento à vontade, com toda a praticidade e agilidade que a ferramenta oferece.

Já utilizou o PIX como meio de pagamento? Compartilhe sua experiência com a gente!

Postar um comentário

0 Comentários