Simulacra 2 | Muito horror através de um simples telefone

Esse é um jogo que a princípio não me interessei. Ele parecia divertido sim, mas como eu já tinha jogado Replica, que me impressionou com a proposta e outros jogos do tipo começaram a surgir, não me pareceu muito diferenciado, e sendo uma sequencia, fiquei ainda menos desinteressado. Porém na medida em que fui recebendo informações, acabei assistindo um trailer e me impressionei com a qualidade muito superior a outros jogos que eu tinha visto, com muitos vídeos em live action e elementos semelhantes ao de filmes de terror japonês. Tive que testar!

A história é sobre uma influenciadora digital que teve uma morte brutal, no entanto a coisa foi tão esquisita e difícil, que a polícia simplesmente fechou o caso. No entanto um investigador não desistiu e chamou você para ajudar a decifrar o conteúdo do telefone, que tem as mais variadas bizarrices escondidas.

Apesar desse jogo estar disponível na steam, acabei optando pela versão para Android, o motivo é que o próprio formato dele é o de um smartphone, sendo assim acabou me parecendo muito mais adequado jogar em um celular mesmo. Além de que me pareceu ótimo ter uma opção para jogar de vez em quando deitado na cama além de Reigns: Game of Thrones né? Haha.

O jogo apresenta toda aquela mecânica que já conhecemos em obras do tipo, investigar e descobrir coisas relacionadas à morte de Maya. Além disso o investigador que te colocou na missão também deixou instalado um aplicativo da polícia que tem uma série de utilidades, como pesquisar detalhes sobre pessoas e restaurar fotos e vídeos danificados.

Por algum motivo o celular da moça ficou todo bugado, então muitas coisas não são acessíveis de imediato, precisando de informação extra e restaurações. Você precisa usar de tudo, desde a lista de amigos até as postagens nas redes sociais. Informações estão por todas as partes. Por exemplo, tem um momento em que você vai pesquisar fotos do corpo no banco de dados da polícia, mas precisa saber quando ela morreu e o nome completo, que é possível encontrar no cadastro em redes sociais.

Só que o grande diferencial sem dúvidas está no investimento em atores reais para fazer a coisa. Então não apenas Maya, mas vários amigos dela têm voz e rosto. Você encontra fotos, áudios e vídeos dos personagens. Assim pode verificar mensagens e vagar por redes sociais da personagem e  de pessoas envolvidas.

Você pode conversar com personagens através de respostas pré-definidas pra você escolher e na medida em que recebe novas informações, também destravam novas interações com outros personagens que você pode conversar em grupo ou mandar mensagem direta, e precisa conseguir a confiança deles.

Porém sem sombra de dúvidas o toque mais especial da coisa é a bizarrice presente. Os vídeos macabros, as falas da Maya sobre ser perseguida por alguma coisa. Os comentários dos amigos dela sobre a forma estranha dela agir nos últimos dias antes de sua morte. O próprio telefone às vezes vai mudando, como o papel de parede, primeiro todo distorcido, depois mostrando ela perfeitamente, e em certo momento um vídeo dela de costas e então se virando para você.

O jogo vem com legendas em português, então o menu em si está todo em nossa língua e quando são vídeos ou mensagens em áudio, aparece uma legenda embaixo para você acompanhar se não dominar a língua inglesa, isso faz ficar muito tranquilo. Pra quem ama jogos de investigação como Hotel Dusk: Room 215, vai adorar vasculhar as informações e sentir aquele climinha intrigante.

Enfim, tá aí um ótimo jogo pra passar o tempo, perfeito para aquele momento em que você vai para a cama dormir, mas quer fazer uma coisinha no celular antes. Mas caso queira pegar a versão da steam, recomendo sempre dar uma olhadinha no preço dele na Greenman Gaming antes de comprar na loja direta, algumas vezes os preços deles estão bem abaixo do normal, e sempre lembre de olhar os cupons de desconto que eles espalham pelo site, que deixa a coisa mais barata ainda, dê uma conferida aqui.

Postar um comentário

0 Comentários