APE OUT | Violência, Jazz e muita macacada!

Existem inúmeras formas de usar o poder da música, no entanto embora costume ser um complemento para obras, a música tem um poder tão grande que é capaz de inspirar, e Ape Out é um exemplo disso. Trata-se de um jogo que surgiu da essência do Jazz, e consegue demonstrar isso de uma maneira tão grande que é fácil encantar.
Esse não trata-se de um jogo focado na história, pois a coisa é muito básica, aqui você controla um gorila que está em algum lugar preso, fora de seu ambiente natural, no entanto algo acontece e você consegue fugir. No entanto pessoas armadas estão vagando e não pretendem liberar caminho de forma tão fácil.

Aqui temos algo com uma jogabilidade semelhante a obras como Mr. Shifty e Hotline Miami. O objetivo é sair de um lugar e chegar a outro, no entanto vai estar lotado de inimigos prontos para meter bala em você. Apesar de não ter morte imediata, com uma quantidade de dano, o personagem morre, portanto não dá pra abusar.
Além de controlar o personagem, você tem duas ações, uma é dar uma porrada que lança o inimigo longe, se ele bater em uma parede, morre na hora, se acertar outro inimigo, os dois morrem. A segunda ação é segurar um deles, podendo fazê-los atirar, usando-os como escudo ou simplesmente levando pra jogar mais à frente.

As fases são apresentadas como discos de Jazz, sendo que cada disco tem sua história própria, mas é sempre a ver com um macaco que fugiu de um lugar. Seja em um laboratório de testes, o topo de um prédio elegante de gente rica, uma zona de guerra com animais capturados ou uma tentativa de captura em que você foge durante o transporte.
Cada disco tem Lado A e Lado B, e nesses lados tem as fases que é como se fossem músicas. As fases tem seus padrões, mas são geradas aleatoriamente, portanto a jogabilidade é imensa e você pode realmente deixar instalado pra voltar a experimentar de vez em quando, simplesmente muito gostoso. A música obviamente é Jazz e é acompanhada com batidas à medida em que você dá soco, lança pessoas ou elas morrem por algum motivo.

Há ainda uma variação bacana na jogabilidade que surge dependendo do disco que você estiver jogando, se for no prédio, em um momento começam a surgir snipers e militares entrando pela janela. Se for na guerra, ao ar livre há bombardeio e é preciso se preocupar. Há também coisas como portas que você pode arrancar e usar como escudo ou arremessá-las, e outras pequenas variações muito gostosas.

O visual é lindo, de muito bom gosto mesmo e consegue concentrar muito a ideia de que é um disco. Ao invés de ser super detalhado, é minimalista como a capa de certos discos. Você mata um inimigo, fica aquela mancha vermelha exagerada que acaba ficando estilizada no lugar onde você arremessou, e com a iluminação o visual muda, por exemplo quando há um apagão e o visual fica todo obscuro e você pode ver lanternas dos inimigos que só te veem se acertar.

Eu sei que as screenshots estão feias, mas é porque o gráfico é meio tremido e precisa ser visto ao vivo, em fotos sempre sai tosco, tanto nas da steam quanto em screenshots fica uma bagaceira, veja o trailer pra realmente perceber como é fantástico e ainda apresentam de forma toda estilosa, tipo quando você entra em uma área que é uma fase nova, aparece o  nome na tela de maneiras variadas, porém sempre de um jeito atmosférico.

Como falei, esse é um jogo que nasceu à partir de essência e fiquei meio confuso sobre o que exatamente me lembrava. Eu sinto que já joguei algo que carregava essa essência estética old school, porém forçando minha mente, não consegui imaginar algo que realmente se encaixasse. Esse formato dele é tão peculiar... 

Talvez Milanoir ou Serial Cleaner por terem essa atmosfera de anos 70 que vemos em Ape Out, quem sabe Stories Untold por ter esse estilinho contado em forma de mídia antiga com Lado A e Lado B, o quem sabe Teleglitch, por ter essa visão aérea que oculta parte do cenário dependendo do lugar onde você está. Mas ainda assim falta algo que tem em Ape Out, essa forte ligação entre música e ambiente, é sei lá, encantadora pra caramba.

Enfim, joguinho fenomenal, difícil de descrever a essência, só jogando. Certamente quem se atrai por Jazz vai gostar muito do que tem aqui. Recomendo sempre dar uma olhadinha no preço dele na Greenman Gaming antes de comprar na steam, algumas vezes os preços deles estão bem abaixo do normal, e sempre lembre de olhar os cupons de desconto que eles espalham pelo site, que deixa a coisa mais barata ainda, dê uma conferida aqui.

Comentários