Pit People | Loucura, RPG e muitas gargalhadas

Você sabe qual é a definição de insanidade? Bom, talvez seja Pit People! Um jogo com elementos completamente aleatórios, porém com potencial para gerar horas de diversão. Ele é dos mesmos criadores de BattleBlock Theater e do badalado Castle Crashers, carregando muito da mesma atmosfera.



A história se passa em um reino de fantasia cheio de perigos e maravilhas, porém da forma mais escrachada possível e com acontecimentos completamente surreais voltado para o lado cômico, com personagens realmente esquisitos vagando por aí e falando certas coisas bem absurdas antes de entrar na treta.

Apesar de terem atmosferas bem diferentes, esse jogo me lembrou os jogos de RPG de South Park. Digo isso especialmente por duas coisas, a primeira é a jogabilidade, já que pegaram mecânicas de RPG que muita gente acharia um saco e colocaram de uma maneira suave e intuitiva. O segundo elemento é a aleatoriedade imensa dos acontecimentos, com personagens esquisitos ao extremo.

Então aqui temos um grande mundo para explorar em um jogo 2D com visão aérea meio torta, quase isométrica. Você vive em um castelo e sai com missões para fazer, deve localizar o lugar o destino e concluir o que deve fazer. Uma das coisas esquisitas é que você pode deixar um rastro de cocô pelo reino para saber o caminho de volta.

A quantidade de loucura é imensa, como quando você acha um "escudeiro de pizza" morto e decide entregar a pizza pra ele, mas ao chegar lá, acha os "escudeiros do café da manhã" e descobre que eles que mataram o de pizza porque querem entregar um café da manhã balanceado pro cliente, e agora você vai ter que morrer também, mas o cliente se revolta e todo mundo entra na porrada.

Há também outras loucuras como o Subpapai Noel, que é um Papai Noel subaquático que você acaba encontrando e quando vai tentar sair do lugar ele diz que você foi um menino muito mal e o único presente que vai receber esse ano por xeretar as terras dele É UMA SURRA! E aí começa a pancadaria.

Os seus próprios personagens que você controla são esquisitíssimos, porém muito originais, como o cupcake que vai sendo comido pelos outros heróis durante a batalha para recuperar a vida. Até mesmo a forma de consegui-los é bastante inovadora, pois ao contrário da maioria dos RPG's em que você os encontra em um determinado lugar, nesse qualquer inimigo pode se tornar aliado.

O negócio é que foi usada a mecânica de jogos como 200% Mixed Juice, Minimon e outros clones de pokemon em que você captura personagens e os usa como seus. No caso desse a coisa varia pelo fato de que você enfrenta múltiplos inimigos em um combate e somente o último que sobra é que pode ser capturado, sendo que os seus personagens precisam ser posicionados ao redor dele para jogar uma rede e capturá-lo.

O combate é no estilo tradicional de estratégia tática como Hard West, Agarest: Generations of War e ÆRENA. A diferença é que a coisa é mais direto ao ponto, você escolhe onde os personagens vão ficar e eles tem livre arbítrio e decidem quem vão atacar a partir daquele ponto. Dessa forma a estratégia também tem foco na possibilidade dele não querer atacar quem você deseja e por isso é melhor posicionar em um lugar que beneficie sua escolha.

Enfim, Pit People é um jogo com uma mecânica interessante e um toque de humor que pode agradar muita gente. Além disso conta também com modo multiplayer e também opção de cooperativo, ambos tanto local quanto online. Fica essa dica para quem quer jogar um RPG, mas não está afim de algo muito complexo, apenas o entretenimento.

Comentários