Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 5 de agosto de 2017

Autor de Game of Thrones não gostou de umas mudanças

Como vocês sabem bem, a série Game of Thrones foi baseada na franquia de livro As Crônicas de Gelo e Fogo, e rolaram algumas mudanças, por exemplo o extravagante visual original do trono de ferro. Normalmente reclamações vem de fãs, como John Boyega reclamando que a série precisa de mais negros, e não podemos esquecer da ira dos fãs da série com o cantor Ed Sheeran. Mas o próprio autor tem suas reclamações.
O autor George R. R. Martin sempre teve ligação direta com a cultura pop, e desde pequeno tava por dentro do mundo do entretenimento, é só ver a carta que ele enviou a Stan Lee, quando tinha 14 anos. Então é daqueles caras que envelheceram com uma mente jovem, e mesmo coisas que o fazem parecer meio carrancudo, tem motivos, tipo a explicação dele escrever no DOS.

Talvez vocês devam saber que na década de 90 Game of Thrones quase virou um filme, mas o autor acabou não querendo, pois a adaptação não ia ficar legal. Daí muitos anos depois que veio o seriado da HBO, e ele encantou muita gente. Normalmente em adaptações só há corte atrás de corte, mas a emissora inicialmente fez a coisa quase que perfeita.

Embora a qualidade chame mais atenção pelo aspecto visual, que é impressionante especialmente quando você vê como foram adicionados, o trabalho em cima desse universo foi robusto em até locais que não se pode saber só assistindo, é necessário pesquisa. Um bom exemplo é a língua Dothraki, que foi criada de verdade pra série e pode ser aprendida, não são só sons aleatórios.

Mas apesar de tudo, as coisas acabaram se modificando com o tempo. Sejam por não dar certo no formato de série, seja por parecer uma boa oportunidade de aproveitar coisas que não foram aproveitadas originalmente. Ou outro motivo qualquer, o negócio é que tiveram mudanças, e quando perguntado, o autor disse (spoilers dos livros e um pouco da série é claro):
"Em alguns momentos, quando David [Benioff] e Dan [Weiss] e eu discutimos sobre o que deveria entrar, eu sempre fui a favor de seguir os livros, enquanto eles preferiam fazer mudanças. Eu acho que uma das maiores [divergências] foi provavelmente quando eles decidiram não trazer de volta Catelyn Stark como a Senhora Coração de Pedra. Essa foi o primeiro grande desvio da série em relação aos livros e, você sabe, eu argumentei contra isso, e David e Dan tomaram a decisão.
Na minha versão da história, Catelyn Stark recebe uma espécie de nova vida e se torna uma criatura vingativa que junta um grupo de pessoas em torno dela e está tentando conseguir vingança nas Terras Fluviais. David e Dan tomaram a decisão de não seguir esse caminho na história, aproveitando outras possibilidades. Mas ambas as versões são igualmente válidas, eu acho, pois Catelyn Stark é uma personagem fictícia e ela não existe. Você pode contar qualquer uma das histórias sobre ela."
Bom, deve ser meio chato mesmo preparar algo, querer ver e no fim ser destacado. Mas acho que o senhor Martin no fim das contas não deve perder o sonho, afinal de contas convenhamos que o universo dele é tão cabulosamente grande e robusto, que a surpresa mesmo é de não ter mais mudanças na coisa.

Mas e você, o que acha das mudanças de Game of Thrones? Te irrita? Ou acha necessário acontecer? Ou até mesmo gosta, por ver algo diferente? Ou quem sabe simplesmente não tem opinião sobre a coisa? Tantas opções de opinião, não? Hehehe, confira também os brasões de sobrenomes populares brasileiros transformados em brasões de casas de Game of Thrones.


Um comentário:

Dênis Silva disse...

Eu ainda não lie o livro, mas espero ler em breve.